Pedalar ou “mãodalar”? Esta segunda opção fica a cargo da handbike, a bike adaptada para cadeirantes e pessoas com dificuldades de mobilidade. Entretanto, esse modelo de bicicleta que funciona com o pedal nas mãos, é também uma boa aposta para qualquer pessoa que queira se exercitar de forma diferente.

Pedalar é para todos, e a handbike prova que isso é de verdade. Esse modelo de bike foi criado pensando em quem precisa de uma alternativa para manter o corpo em forma e se incluir nos esportes, com muita segurança. E claro, com a diversão que a bike convencional, seja de estrada ou de trilha, oferecem.

Neste post você vai conhecer tudo sobre a handbike, a bicicleta ideal para pessoas com deficiências físicas. Desde o que é e como funciona aos modelos e cuidados para passear com essa magrela tranquilamente!

O que é a handbike?

A handbike, é a bicicleta feita para cadeirantes. Mas, com o passar dos anos e a popularização do modelo, se provou adequada para crianças, adultos e outras pessoas que querem fazer um pedal de um jeito diferente.

Essa bike está tão popular hoje em dia, que os apps de ciclismo, como o Strava, contam com uma configuração específica para ela. Entregando dados de treinos exatos para essa bike de três rodas.

Atleta de handbikeCréditos: Elvert Barnes/Flickr

Como é o design e os padrões de uma handbike?

Esse padrão de bike tem basicamente a mesma concepção de uma bicicleta tradicional. Ou seja, rodas, quadro, pedivela e câmbios. Contudo, ela reserva suas diferenças que você deve conhecer.

A handbike tem três rodas, sendo uma na frente e duas atrás, para garantir a estabilidade ao corpo deitado. Já o quadro desse modelo fica posicionado como se fosse uma bike ao contrário, porém, com uma estrutura mais rígida.

Essa construção é desse jeito para dar a sustentação adequada à pessoa. O pedivela fica em cima, na direção do rosto do usuário, que tem os pedais à frente, para segurar com as mãos e fazer o movimento de pedalar.

Já a direção fica a cargo do próprio jogo de corpo. Então, basta jogar o corpo para a direita ou esquerda, que a bike vai acompanha o movimento. Claro que ela não terá a mesma resposta rápida de um guidão pilotado pelas mãos, mas, vai fazer a curva.

Como a handbike funciona?

A handbike funciona com o ciclista “mãodalando” os pedais adaptados. E a direção fica a cargo de curvar o corpo para esquerda e direita e guiar para o lado que se precisa.

Os freios ficam nas mesmas áreas em que se encaixam as mãos, assim como os trocadores de marchas. Permitindo assim, a mesma praticidade de usar esses componentes, como em uma bike convencional.

Para deficientes físicos, no começo é preciso de uma ajuda de outra pessoa para ser colocado no banco desse modelo de bike. Uma vez que o design dela gera uma certa dificuldade para se encaixar — é como entrar em um carrinho de kart.

Contudo, com a prática é possível que um deficiente físico consiga montar na handbike, sozinho. Com a cadeira de rodas bem próxima, e os braços reforçados dos pedais com as mãos, basta passar as pernas para cada lado da handbike e se ajeitar.

Veja como a atleta canadense Tanelle Bolt, se encaixa em sua handbike:

Quais são os tipos de handbike?

A handbike se divide em alguns tipos, assim como as outras categorias de bicicletas. É o primeiro ponto que você deve se atentar para a sua escolha mais adequada de handbike.

Upright handbike

Esse é o modelo de entrada do mundo das handbike. Essas bikes contam com peças simples, mas um design que já oferece a verdadeira experiência de pedalar com as mãos.

Vale reforçar que esse padrão de bike geralmente é single speed, ou seja, de uma marcha apenas. Feita para aprender a pilotar uma máquina dessa modalidade e a realizar passeios leves.

Recumbent handbike

Esse perfil de handbike é voltado para quem já tem uma experiência com o modelo ou quer começar a rodar por aí, pensando em grandes distâncias.

A handbike desse tipo conta com várias marchas, às vezes até 27, peças de alta performance, peso mais leve e design para treinos longos.

Handbikes infantis

Seguem um padrão de bikes para crianças, sendo divertidas, simples de pedalar e com a garantia de uma experiência enriquecedora à infância. Assim, elas não têm marchas, contam com freios ferradura ou v-brake e rodas aro 20 ou 24, no máximo.

Cross-training handbike

Ela é feita para disputar provas e treinar pesado, com peças e acabamento melhores. Tudo para garantir tanto um funcionamento quanto um visual, arrojados.

Off-road handbike

As handbikes têm sua versão mountain bike, feito para rodar em terrenos mais acidentados, estradões de terra e locais com cascalho. Mas, não pense que elas trazem suspensões, pois as handbikes não têm esse dispositivo.

Para completar, peças de alta performance e pneus de cravo dão o corpo desse tipo de handbike.

Atleta feminina de handbikeCréditos: andiweiland/Flickr

Quais são os cuidados para passear com uma handbike?

Veja os principais cuidados para “mãodalar” de handbike, com segurança e muita diversão:

  • prefira sempre um local plano, sem buracos ou imperfeições na via, para facilitar a sua pilotagem;
  • vá devagar e tome o cuidado de sinalizar a bike com uma bandeirinha de cor viva, como o amarelo. Assim, motoristas e pedestres poderão notar a sua presença na via;
  • tome o cuidado de fazer curvas mais abertas, pois essa bike tem essa limitação de não realizar voltas muito fechadas;
  • use equipamentos de proteção, como óculos, capacete e luvas;
  • não é preciso usar roupas de ciclismo, mas, você deve vestir um conjunto confortável e leve.

Qual é o preço médio de uma handbike?

O valor de uma handbike no Brasil, gira em torno de R$4 a R$5 mil, para os modelos de entrada.

Esse é um preço acessível quando pensamos em uma bike que exige construção específica para cada pessoa. Sim, ela é feita à mão para o ciclista — como um “bike fit de fábrica”.

No mais, você também vai encontrar modelos com preço superior, com peças mais avançadas e peso mais leve.

Não é impossível, mas, dificilmente você vai encontrar handbikes usadas no mercado. Pois esse modelo é específico para a pessoa que a usa, então dificilmente ela vai abandoná-la por falta de uso.

Por fim, ela traz tantos benefícios à saúde como uma mountain bike ou road bike. Aumento do tônus muscular, melhora a capacidade respiratória, prevenção de diabetes e outras doenças fazem parte das vantagens da handbike. Além de claro, os principais de todos: ajuda na saúde mental e inclui mais pessoas no ciclismo.

Imagem de destaque: Elvert Barnes

Já conhecia esse tipo de bicicleta inclusiva e cheia de qualidades? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude com que mais pessoas descubra essa máquina!

seguro de bike