Partes fundamentais para se encarar as adversidades de trilhas e estradas são as roupas para ciclismo. Elas possuem tecnologias e funções que ajudam a enfrentar diversas situações. Ou seja, as roupas para ciclismo devem ser encaradas como parte do equipamento.

De longe as pessoas percebem um ciclista na via, e não é só pela obviedade da bike, mas sim porque ele está com roupas específicas. Quem não pedala não sabe que esse visual diferente tem funções que um pedal exige.

E você, já conhece cada peça de roupa para ciclismo que vai ajudá-lo a pedalar com mais conforto e segurança? Confira, neste artigo, tudo sobre vestuário para bike!

Conheça as roupas para ciclismo que você deve usar

Dos pés à cabeça, literalmente, há peças de roupas para ciclismo que servem tanto para a modalidade de estrada e mountain bike.

Bermuda

A primeira e principal peça para pedalar é feita em material leve, resistente e que não acumula suor. Além das vantagens que já garantem maior praticidade para pedalar, ela tem o perfil “grudado” justamente para facilitar seus movimentos, e não agarrar no selim.

Fora tudo isso, o principal aspecto que uma boa bermuda de ciclismo deve ter é o seu forro acolchoado. Essa parte serve para aliviar a pressão do seu peso na região apoiada em cima do selim, além de evitar assaduras.

Camiseta

As camisetas de ciclismo seguem o padrão colado ao corpo também para melhorar a aerodinâmica que “corta o vento”, e fazer você ganhar mais velocidade.

Além disso, elas são feitas em malha que não encharca de suor e mantém a temperatura do seu corpo. Os pontos altos dessa roupa para pedalar também ficam com cortes em áreas estratégicas, por exemplo, embaixo das axilas, para entrada de ar.

Bolsos e faixas refletivas também são ótimos aliados nessas peças de roupas para ciclismo, que funcionam para reforçar a sua segurança no pedal.

Calça

Assim como as bermudas para ciclismo, a calça possui as mesmas vantagens e padrões dessas.

O diferencial é que a calça para bike não esquenta muito e pode até ser usada num dia de calor, se você não quiser as marcas de sol nas pernas.

Além disso, enquanto alguns modelos têm zíper na parte da canela, outros possuem silicone interno para não “subirem” durante o pedal.

Jaqueta

A jaqueta para ciclismo é dividida em algumas categorias, e cada um possui sua função.

Jaqueta para frio

Feita em material mais pesado e grosso, impede que o vento atravesse a roupa e esfrie seu corpo.

Jaqueta corta vento

Em material leve, que pode ser muito compactado, serve para dias em que o vento é forte, mas não tão gelado. Essa jaqueta não mantém o corpo aquecido.

Jaqueta capa de chuva

Impermeável e serve para pedalar em dias chuvosos. Deve ser selada no zíper, para impedir que a água entre. Esquenta o corpo por ser totalmente vedada, mas protege da água.

Manguitos e pernitos

São partes removíveis usadas nos braços e pernas; podem ser levadas no bolso, caso faça frio ou muito sol — há modelos específicos para cada clima.

Essas roupas para ciclismo são alternativas se você não quer levar ou comprar uma jaqueta ou camisa de manga longa para pedalar. Porém, não esquentam da mesma maneira que essas peças próprias para frio.

Meias

As meias para ciclismo são feitas em material próprio para o esporte, e têm bom ajuste, que impede sujeiras de entrar em seu pé, durante o pedal.

Além do que, as meias para pedalar também têm tecido resistente, não acumulam tanto suor e dificilmente escorregam no tênis ou sapatilha.

Vale lembrar que há meias impermeáveis, opção para enfrentar percursos extensos que exigem proteção contra água de chuva, rios, lama, etc.

Luvas

As luvas também são parte do vestuário de ciclismo, e devem ser usadas até nos passeios mais leves dentro da cidade.

Em lojas online você encontra muitas opções de luvas de dedo aberto e fechado e com acolchoamento na palma, para dar mais conforto ao segurar o guidão.

Óculos

Os óculos integram as roupas para ciclismo para além de um visual esportivo em cima da bike. Eles servem para proteger seus olhos do vento, que traz poeira, e até de insetos e obstáculos inesperados no meio do caminho, e podem atingir seu rosto.

As lentes cambiáveis, com pares para sol intenso, noite e dia claro também são recursos de segurança, que melhoram a visão frente a cada situação.

Confira nosso artigo explicando tudo sobre óculos para ciclistas.

Sapatilhas

As sapatilhas servem como uma peça do vestuário para pedalar com mais performance.

Além de serem fabricadas em materiais resistentes e com sistema para uso com pedal de encaixe, as sapatilhas aproveitam muito o uso de energia das pernas. Tanto na subida (puxada) quanto na descida (chute) a força usada é transferida para a roda com mais eficiência.

Aprenda tudo sobre sapatilhas para bike nesse artigo.

Assim como o vestuário para o dia a dia, há roupas para ciclismo específicas para homens e para mulheres. Cada um possui uma anatomia diferente, que exige desenho e formato específicos. Elas se adaptam ao corpo das mulheres e melhoram o desempenho das ciclistas com vários modelos modernos e tecnologia de ponta. 

Fora isso, roupas para ciclismo com tecido antibactericida, proteção UVA e UVB são de qualidade superior, e protegem melhor seu corpo. Hoje, há diversas opções no mercado com várias tecnologias para diferentes finalidades, frio, chuva, ventos fortes, Sol escaldantes, etc. Explaneremos a seguir algumas novidades, bem como as diferenças de roupas femininas e masculinas.

Roupas femininas e masculinas têm diferenças?

Encontrar roupas para ciclismo femininas era uma tarefa muito complicada. Mesmo as roupas masculinas havia dificuldade em encontrar maiores diversidades, e para as mulheres eram quase escassas. Com o passar do tempo, as roupas masculinas chegaram com maior variedade ao mercado, mas as mulheres tinham que se adaptar aos modelos dos homens.

Assim, o mercado carecia de roupas adaptadas aos corpos femininos, principalmente em produtos mais específicos de roupas para ciclismo. Itens como bretelles e as bermudas precisam de tamanhos específicos e ajustes para o corpo das mulheres. Por isso, havia muita dificuldade em encontrar o conforte necessário que estas roupas trazem nos modelos masculinos.

Os modelos de roupas para ciclismo femininos precisam modelar o corpo da ciclista, expondo as diferenças entre um corpo de homem e de uma mulher. Nos bretelles e nos macaquinhos, uma das regiões mais importantes das peças é no busto. Mesmo com o auxílio de outras peças, um bretelle ou macaquinho se ajustam ao busto da ciclista dando maior conforto e aerodinâmica.

O tamanho das luvas e manguitos também é diferenciado. Muitas mulheres possuem mão e braços menores que de homens, e assim precisam dos tamanhos certos para que não ocorra nenhuma perda. As bermudas com forros, em gel ou espuma, também são adaptadas conforme o sexo, para que o forro fique na posição certa.

Além de todo o conforto que um modelo de roupa de ciclismo feminina precisa ter, há o estilo. Muitos modelos femininos possuem cores e estampas diferentes do que as roupas masculinas. Mas, o mais importe é que as mulheres conquistaram seu espaço no esporte, seja em trilhas ou pelotões nas estradas, e suas roupas são cada vez mais bonitas e perfeitas para seus desempenhos.

Foto: Reprodução Pinterest

 

Como escolher uma roupa para ciclismo?

Para escolher uma roupa para ciclismo, não é somente o estilo que deve ser levado em conta. É preciso primeiro definir qual o objetivo que o ciclista possui, se irá fazer trilhas de MTB, pedalar em estradas ou nas ruas. Para cada modalidade há roupas para ciclismo específicas que são adaptadas a cada uma delas, tendo em vista as condições delas.

Para começar, é importante entender a importância de uma roupa para ciclismo, e devem ser usadas apenas na prática do esporte. Embora não pareçam, as roupas para ciclismo trazem muito conforto para os atletas. Mesmo sendo coladas ao corpo, elas se adaptam a cada parte dos atletas aumentando sua flexibilidade.

Assim, conhecer o tamanho e seu corpo é fundamental na escolha de uma roupa ideal, independente da modalidade que se visa praticar. As roupas precisam estar ajustadas a cada corpo, o que facilita muito na pedalada e traz a sensação de leveza que todo ciclista precisa ter, principalmente em trilhas.

Outro ponto a ser levado em conta para escolher uma roupa para ciclismo é a sinalização. Hoje em dia é cada vez mais comum encontrarmos peças devidamente sinalizadas com faixas ou detalhes refletivos. Esses detalhes são muito importantes para a seguranças dos ciclistas, pois é mais fácil identificá-los em estradas, nas ruas ou em trilhas.

Assim, a visibilidade de um atleta fica mais elevada, uma vez que há muitos veículos que dividem as ruas e trilhas com eles. Outro ponto importante é na proteção contra raios UVA e UVB. Para pedalar debaixo de temperaturas altas e em horários de Sol muito forte, foram desenvolvidas roupas com proteções.

Portanto, se o seu horário de pedalada coincide com horários em que há maior presença do Sol, priorize roupas com proteções UVA e UVB. Por fim, é importante escolher roupas que ajudem a carregar alguns suprimentos. Camisas com bolsos nas costas são perfeitos para carregar alguns itens pessoais, principalmente em pedaladas de longas distâncias, sem carregar muito peso de mochilas.

Novidades tecnológicas e lançamentos.

O mercado do ciclismo segue muito em alta. Assim como vemos cada vez mais novos praticantes de diversas modalidades, há diversas roupas para ciclismo lançadas a todo momento. Seja para proteger de rios solares, do frio, da chuva ou de vento, há diversas novidades constantemente lançadas no mercado.

– Jaquetas para ciclismo

Assim, um dos itens mais procurados atualmente são as jaquetas, que possuem diversas finalidades. As inovações tecnológicas que surgiram recentemente permitem que em uma jaqueta o ciclista se proteja do frio, não muito intenso, e de raios solares. Conhecidas como Lightweight, elas são muito leves a se adaptam facilmente ao corpo dos atletas, sejam homens ou mulheres.

Elas oferecem proteção e conforto para ciclistas, e em algumas marcas até mais do que isso. Mantendo a leveza do produto, algumas empresas a desenvolveram com tecido aveludado, permitindo absorção de suor e proteção contra o frio, ideais para clima seco.

Para pedaladas onde há chuva, há a necessidade de usar os Corta vento ou em chuvas pesadas as jaquetas impermeáveis. Os Corta Vento não são totalmente indicados para clima chuvosos, mas oferecem proteções cada vez maiores nos novos modelos. Mas, o ideal é para proteger contra ventanias como seu nome propõe.

– Coletes

Alguns ciclistas têm utilizado modelos de coletes, que são cada vez mais comuns nas ruas e em grandes competições. Esses coletes Corta Vento protegem o tronco dos atletas durante uma pedalada, deixando os braços dos atletas expostos. Eles são importantes em dias com muito vento, mas de calor, sem que o vento atrapalhe ou com uma jaqueta que esquente demais o atleta.

Com os coletes é muito comum ver ciclistas usando manguitos, muitas vezes com chuva ou com quedas de temperatura não tão bruscas. O ex-ciclista e ganhador do Tour de France, Vuelta a España e Giro d’Itália, Alberto Contador é embaixador de uma marca de roupas para ciclistas e constantemente visto com coletes em suas pedaladas nas redes sociais.

Foto: Reprodução Pinterest

 

– Forro de bermudas para ciclismo

Em bermudas de ciclismo, há algumas inovações que ajudam no conforto para homens e mulheres. Os forros ajudam no conforto em contato direto com o selim, e são anatomicamente diferentes para homens e mulheres. 

Como os corpos são diferentes nessa região, que é muito sensível, e precisa de cuidado especial. Os forros, que podem ser de espuma ou gel, ajudam no controle térmico da região do períneo e diminuem o atrito com o selim. Previne desconfortos ou com proliferação de algum microrganismo por conta da alta temperatura misturados com suor.

Portanto, com tantas inovaçoes que o mercado traz, é possível pedalar cada vez mais confortável e em segurança. Assim, as roupas para ciclismo estão cada vez mais tecnológicas e adaptadas aos corpos de homens e mulheres.

seguro de bike