Ano que vem o Brasil estará com tudo para receber um dos maiores eventos de MTB do planeta. A Copa do Mundo de Mountain Bike 2022 vai rolar em Petrópolis, cidade serrana do Rio de Janeiro, e já convoca quem é fã do esporte, para marcar presença na plateia. Ou, se você se preparar, nas pistas.

O campeonato que concentra os maiores campeões do mundo na modalidade de cross country olímpico, chega ao Rio no segundo semestre do próximo ano. E mesmo com a pandemia em curso, as vacinas indicam que a situação estará bem mais segura até a realização do evento.

Neste post, você vai conhecer tudo sobre como será a Copa do Mundo de Mountain Bike, qual é sua história, seus maiores campeões e o calendário mundial do evento!

Como será a Copa do Mundo de Mountain Bike em 2022?

Ela vai acontecer aqui em terras tupiniquins. Dos dias 8 a 10 de abril de 2022, a cidade de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, vai sediar uma etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike.

A informação foi confirmada pela União Ciclística Internacional (UCI), e terá como organizadora a já tradicional CIMTB Michelin, em uma parceria com a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

A aposta do evento é de reunir dezenas de pessoas para assistir mais de 30 pilotos da elite do MTB mundial. As provas serão de Short Track (XCC) — corridas curtas e cheias de obstáculos —, e de Cross Country Olímpico (XCO) — um pouco mais longa e com dificuldade altíssima.

A Copa do Mundo de Mountain Bike acontecerá pela segunda vez no Brasil. Sua primeira realização no país foi em 2005, em Balneário Camboriú, cidade sul catarinense, um dos berços do MTB nacional.

Henrique Avancini nas pistas

Dessa vez, além do prestígio aos petropolitanos, o evento — sem querer — será também um estímulo ainda maior para um morador em especial. Henrique Avancini, atual 1º, piloto de MTB do mundo, nasceu, vive e treina na cidade. E a pista em que será feita a corrida mundial é justamente a que Avancini treina semanalmente.

O piloto Henrique Avancini vai correr pela Cannondale Factory Racing, equipe da qual faz parte desde 2014. Sua bike atual é uma Cannondale Scalpel High-Mod, com a tecnologia da nova suspensão Lefty, que é mais rígida e leve.

Uma máquina que é feita para situações extremas e pilotos que extraem o melhor em terrenos de barro, pedras, cascalho e outros obstáculos.

Qual é a história e tradição da Copa do Mundo de MTB?

A Copa do Mundo de Mountain Bike tem uma tradição na história do esporte. O evento surgiu em 1989, mas sua primeira edição foi em 1990, quando o MTB ainda dava suas primeiras pedaladas para ser o que é hoje em dia.

Na primeira edição, o vencedor foi Ned Overend, um piloto norte-americano. E acredite, ele corre em campeonatos até hoje, aos seus 66 anos. Isso é que é paixão por bikes e pelo ciclismo de montanha.

No começo, a competição oferecia menos provas do que hoje. Apenas XC, XCO e Downhill faziam parte da grade do evento.

Ao longo dos anos, com a evolução do mountain bike e suas tecnologias, a Copa do Mundo de Mountain Bike agregou mais modalidades, como o Cross Country Marathon — Maratona — e o Cross Country Time Trial — em que o menor tempo conta mais.

Como a Copa Mundial de MTB funciona?

A Copa Mundial de Mountain Bike vai acontecer como nas edições anteriores. Ou seja, com várias etapas e modalidades divididas em diversos países.

Ao todo, são sete modalidades, que têm suas provas tanto em dias e localidades iguais como em outro esquema. Assim, quem puder assistir de perto as provas, terá a chance de escolher em quais eventos irá ver os pilotos rasgando baixo nas pistas.

Em Petrópolis, apenas as provas de XCC e XCO estão marcadas para acontecer. Esse é considerado o suprassumo do evento, já que traz o puro cross country como ponto alto das competições, fazendo jus ao nome do evento.

O prestígio e a oportunidade para o Brasil

Para os organizadores do evento, esse será o melhor momento para o Brasil mostrar o seu melhor em receber uma Copa do Mundo de MTB.

O organizador do CIMTB Michelin, Rogério Bernardes exalta a posição do Brasil em texto no site da organizadora. Confira um trecho abaixo:

“Essa conquista representa muito não só para nós e para o Henrique, mas para o ciclismo brasileiro, que será mais uma vez o centro do mapa mundial do esporte em 2022. Não tenho dúvidas que iremos mais uma vez entregar o nosso melhor, dentro e fora da pista, deixando um grande legado para o país, assim como fizemos no Mundial de Paraciclismo em 20187, que se tornou referência em 2018.”

Como participar da Copa do Mundo de MTB?

A participação na Copa do Mundo de MTB se dá apenas aos competidores que participam de outros campeonatos classificatórios para esse evento.

De maneira geral, para participar desse evento, deve-se ter pontos acumulados em grandes eventos nacionais e mundiais.

Com as pontuações obtidas, o piloto se coloca nas provas da Copa do Mundo de MTB. Claro que é preciso também cumprir com todos os requisitos técnicos para a participação.

Não fazer o doping, treinar rigorosamente um programa anual montado, contar com a ajuda de treinadores e nutricionistas e ter uma bike altamente competitiva. Tudo isso faz parte dos fatores que colaboram com os pilotos para participarem do campeonato.

Como o evento tem esse nível mundial, ele é mais restrito a competidores de elite, pois exige todo esse arsenal de recursos para dar conta do recado na hora do vamos ver.

Veja o calendário oficial da Copa do Mundo de Mountain Bike

Veja o cronograma divulgado de etapas e provas da competição, no post oficial do Instagram da CIMTB Michelin:

Se a Copa do Mundo de Mountain Bike vai ter uma etapa em terras brasileiras, talvez seja um bom indício de que o país está mais voltado do que nunca para esse esporte. Novas pistas, muito mais gente pedalando e se apaixonando pelo mundo da bike têm seus efeitos positivos. E eles vão da sua saúde a um entretenimento internacional.

Vai participar de alguma competição de MTB em breve? Vá com segurança para além do capacete. Faça uma cotação de seguro com a gente e se proteja para pedalar bem em qualquer lugar!

seguro de bike