Você já viu a novidade das sapatilhas da Adidas para os ciclistas? A gigante de produtos esportivos e casuais acaba de dar seus primeiros passos no mundo do pedal, com uma sapatilha estilo urbana. E isso é um bom sinal de que empresas grandes assim, comecem a entrar nesse mercado que ainda reserva espaço de sobra para crescer.

Demorou, mas, parece que o jogo está virando positivamente para o mercado de bikes ser tão forte como o de outros esportes. A explosão de venda de bicicletas e acessórios durante a pandemia foi um dos motivos. Não queríamos falar isso, mas nesse caso, faz todo o sentido: há males que vêm para o bem.

Neste post você vai descobrir mais sobre a sapatilhas da Adidas para pedais urbanos, e ver que esse pode ser um começo de algo muito maior que está por vir em breve!

As grandes marcas podem aproveitar mais o mundo da bike

Não é novidade que quem pedala use roupas esportivas de grandes marcas. Nike, Adidas, Reebok, Puma, entre outras, fazem parte das escolhas de muita gente que precisa de um artigo específico para atividades físicas.

Essas mesmas empresas multimilionárias nunca se debruçaram para valer no setor de bikes. O que vai totalmente ao contrário do que elas sempre fizeram com o mercado do futebol, basquete, corrida, entre outros esportes.

A Diadora sempre fez sucesso no mundo do pedal

Um dos máximos que já foi feito nesse sentido de investir no mercado de bikes, até então, são as sapatilhas da italiana Diadora. Famosa empresa que fabrica modelos de alta performance tanto para mountain bike quanto para o ciclismo de estrada.

A Adidas arrisca um caminho

Mas, com a alta do mercado de bicicletas no mundo todo, especialmente na Europa e no Brasil, as gigantes do varejo esportivo viram estarem desperdiçando oportunidades. E sim, elas estavam fazendo isso há muito tempo.

Como tudo tem seu próprio tempo, parece que a Adidas tomou a frente e começa a apostar nesse mercado. E o início desse passo se deu exatamente por onde a marca é mais conhecida: pelos tênis — no caso da bike, sapatilhas.

A sapatilha da Adidas para as estradas

Sapatilha Adidas road preta

Créditos: Adidas

A marca lançou bem timidamente, no final de 2020, uma sapatilhas da Adidas para a prática do ciclismo de estrada. Batizada de The Road Cycling Shoes o modelo conta com o design minimalista conhecido de modelos de tênis da empresa, e boa qualidade para uma pioneira nesse mercado.

Solado rígido, tiras e cabedal refletivas, material que imita couro e cadarço são os features do modelo que além de estiloso, parece ser bem leve. Não há informação do peso do par de sapatilhas que está disponível só na cor preta, mas a estrutura indica que é levíssima.

Por enquanto, o modelo parece mirar o público masculino, por conta dos tamanhos comercializados. E por hora, só é vendida no exterior a $150 dólares.

A novidade das sapatilhas da Adidas para as ruas

Adidas Velosamba bege para ciclismoCréditos: Adidas

Não sabemos como anda a receptividade das novas sapatilhas da Adidas para ciclismo de estrada. Entretanto, parece que está boa, pois, a marca lançou sapatilhas para uso urbano, há poucos meses.

O modelo The Velosamba Cycling Shoes é inspirado no Adidas Samba, um clássico da marca feito para o uso casual. A alta de pessoas que pedalam em grandes cidades e que começou a ir ao trabalho de bike, são boas deixas que a marca parece que quer abraçar com o novo produto.

A novidade para quem curte o ciclismo urbano tem solado bem rígido e funciona apenas para o padrão de clip SPD — que a Shimano criou para o mountain bike. Fora isso, os destaques da Velosamba ficam para o cabedal em couro em estilo vintage e as famosas 3 stripes refletivas.

Para fechar, o modelo está disponível em duas cores: bege e preto, aumentando as chances de a marca atender homens e mulheres, jovens e pessoas mais velhas. A Velosamba também é vendida no exterior por enquanto, por $120 dólares.

Indo além das sapatilhas da Adidas: as ações da marca podem representar algo maior para o setor de bikes

Estamos especulando em cima de um movimento mundial de alta do mercado de bikes. Mas, que veio puxado por uma grande mudança de hábitos de milhões de pessoas, além de dados que indicam vendas de bikes e acessórios, nas alturas.

Além disso, se o setor de bikes não estivesse tão aquecido e propício assim, você acha mesmo que uma megaempresa como a Adidas estaria só de brincadeira?

Aparentemente, esses dois modelos de sapatilhas lançados com um intervalo de menos de seis meses entre cada, sinaliza algo maior. O ingresso de marcas tradicionais e conhecidas das massas, no mercado de bikes, antes fechado a empresas mais “locais”.

Mais marcas podem e devem investir no mercado

Outras marcas grandes também já esboçam um flerte com esse mercado de bicicletas.

Você se lembra das bicicletas vendidas em magazines e lojas virtuais, escrito Reebok no quadro? A marca foi licenciada para ser usada em bicicletas simples e tentar aumentar a aceitação de público.

Já outra gigante, a Nike, também tem seus modelos de sapatilhas. São apenas dois, para as mulheres, que podem ser adquiridos no site nacional da empresa. A mesma marca também tem luvas para ciclismo que indicam um olhar no público que pedala.

E nesse mercado, parece que a Adidas está indo, literalmente, dos pés à cabeça. Além das sapatilhas da Adidas, a companhia alemã também já tem modelos de meias específicas para ciclismo. Estas você já consegue comprar no site brasileiro da marca.

Especulações ou provas de que as grandes marcas estão começando a apostar em um mercado que sempre existiu, mas, agora tem muito mais força? Parece que ambas, e isso mostra que podemos ter um grande avanço em curto prazo, em roupas, acessórios e muito mais do mundo da bike. É acompanhar e torcer para isso acontecer.

O que achou das novidades das sapatilhas da Adidas e desse movimento que empresas gigantes parecem dar em direção ao público ciclista? Comente aqui abaixo!

Classificado de bikes; marketplace de bikes