Está programando um roteiro de ciclioturismo, mas ainda não se decidiu entre pedalar pelas montanhas ou pelo litoral? A rota Costa Verde e Mar compreende esses dois cenários esplêndidos e é uma excelente opção de circuito de cicloturismo no Brasil.

Localizado na região centro norte do estado de Santa Catarina, o circuito Costa Verde e Mar percorrer 10 municípios e é uma experiência imperdível. Continue lendo e saiba tudo para programar sua próxima viagem!

O que é o circuito Costa Verde e Mar?

O circuito Costa Verde e Mar percorre 10 cidades da região centro norte de Santa Catarina e é o primeiro circuito de cicloturismo brasileiro a abranger tanto uma região litorânea como de interior, passando por pontos turísticos de destaque nacional e locais de beleza natural incomparável.

Você poderá pedalar pelas praias mais badaladas do estado e também conhecer praias desertas e rodeadas de mata atlântica, além de se desafiar em morros e serras que presenteiam o ciclista com vistas magníficas e de tirar o fôlego.

A ideia de criar o circuito teve início ainda em 2005, quando foi firmado o Colegiado de Secretários de Turismo da Associação dos Municípios da Região da Foz do Itajaí (AMFRI). Porém, foi apenas em 2007 que surgiu o Consórcio Intermunicipal de Turismo Costa Verde e Mar (CITIMAR), dando origem ao circuito.

Além do roteiro de cicloturismo, o Costa Verde e Mar apresenta opções de roteiros de ecoturismo, turismo cultural e guia náutico.

Qual o trajeto do Costa Verde e Mar?

O circuito Costa Verde e Mar passa pelas cidades de:

  • Balneário Camboriú: não faz parte dos trechos de pedal, porém, você poderá tirar um dia para visitar a cidade que conta com excelentes praias (algumas mais agitadas e outras mais tranquilas), ótimos restaurantes e uma boa vida noturna, com destaque para o passeio nos bondinhos;
  • Balneário Piçarras: conta com uma das mais fascinantes e limpas orlas de Santa Catarina, além de sediar o Campeonato Brasileiro de Jet Ski e a Festa Nacional do Mar (em julho). Para os amantes da natureza, destaque para a área rural extensa, onde é possível cavalgar, caminhar pelas trilhas e praticar pesca esportiva;
  • Bombinhas: cercada de baías, costões e enseadas, conta com mais de 30 praias e possui uma rica biodiversidade marinha e de aves, sendo a única reserva marinha do sul do país;
  • Camboriú: região de belas paisagens cercadas de imensas cadeias de montanhas, com várias opções de hotéis, pousadas, fazendas históricas, cachoeiras, passeios ecológicos, esportes radicais e recantos naturais;
  • Ilhota: conhecida nacionalmente como a capital da moda íntima e da moda praia, vale a pena aproveitar para conhecer as opções;
  • Itajaí: município repleto de patrimônios arquitetônicos, com várias opções de passeios culturais como teatro, cinema, feiras de artesanato, shows e exposições, além de uma beleza natural incrível, com seis praias;
  • Itapema: ideal para os amantes de ecoturismo e turismo de aventura, pois conta com ótimos locais para mergulho, pesca e diferentes esportes náuticos;
  • Navegantes: é conhecida por sediar um dos melhores carnavais de Santa Catarina, além de contar com belas praias e um dos principais portos do país;
  • Penha: cidade com jeitinho de vila de pescadores e com 19 praias belíssimas distribuídas em 31 km de orla. Outro atrativo é o Beto Carreiro World;
  • Porto Belo: natureza preservada, praias limpas e charmosas construções açorianas, além de oferecer uma boa infraestrutura de turismo e serviços.

No total são 210 km percorridos. Mas há divisões de trechos e você poderá definir quantos e quais trechos percorrer.

O percurso, de uma forma geral, dá preferência a estradas de terra e vias urbanas, evitando ao máximo as estradas asfaltadas. O circuito foi planejado para ser completado, no mínimo, em seis dias, dando tempo suficiente de conhecer toda a região.

Trechos

Em cada etapa existem inúmeras oportunidades do ciclista praticar outras atividades, como mergulho, caminhada, surf, windsurfe, caiaque, voo de ultra leve etc., além de poder explorar as diferentes riquezas naturais e históricas, como construções, sítios arqueológicos e trilhas para observação de aves.

costa verde e mar cicloturismo

Imagem: www.melhoresdestinos.com.br

Trecho 1

O trecho 1 compreende as cidades de Itajaí, Navegantes, Penha e Balneário Piçarras. São 32,5 km de distância, com nível 2 de dificuldade física e técnica.

O ponto de saída do circuito, como sugestão, é o Mercado Público no centro de Itajaí. O trecho termina no Portal Turístico de Balneário Piçarras, depois de passar pela orla do local.

Trecho 2

O segundo trecho percorre as cidades de Balneário Piçarras e Ilhota e tem 34,1 km de distância, também com nível 2 de dificuldade física e técnica. Ilhota é uma cidade com colonização belga e italiana e que tem como base da sua economia a produção de lingeries e biquínis, com várias lojas na avenida à beira rio, sendo conhecida como a Capital Catarinense da Moda Íntima e Moda Praia.

Trecho 3

O trecho 3 percorre a cidade de Ilhota até Camboriú e tem 35,8 km, também com nível 2 de dificuldade física e técnica.

Essa é uma etapa bastante plana, com alternância de pisos de terra e calçamento, cruzando várias comunidades, pontes e rios, além de poder avistar inúmeros morros cobertos com mata nativa e plantações de arroz.

Trecho 4

O quarto trecho percorre as cidades de Camboriú, Itapema, Porto Belo e Bombinhas e tem 30,9 km de extensão, com nível 3 de dificuldade física e 4 de dificuldade técnica. O caminho tem início em uma bela ciclofaixa a beira-mar em Itapema e, depois de cruzar uma ponte, o ciclista parte rumo a Porto Belo e de lá para Bombinhas.

Trecho 5

O penúltimo trecho passa pela cidade de Bombinha, com suas belas praias e ótimas atrações para visitar: Morro do Macaco, Praia de Bombinhas, Praia de Mariscal, Praia De Quatro Ilhas, Praia da Lagoinha (Trapiche). Completando o trecho 5 as cidades de Porto Belo e Itapema e tem 40,2 km, com nível 3 de dificuldade física e 4 de dificuldade técnica.

Trecho 6

Por fim, o ciclista percorrerá o trajeto entre Itapema e Itajaí com 36,6 km de extensão e nível 3 de dificuldade física e técnica. As melhores atrações para visitar em Itajaí são: Praia Brava, Praia Cabeçudas, Paróquia Santíssimo Sacramento, Mercado Público de Itajaí e Morro da Cruz.

Principais dicas para organizar seu próximo roteiro de cicloturismo

Curtiu a ideia e quer pedalar no circuito Costa Verde e Mar? Veja as dicas que separamos!

Planejamento

Embora o circuito não tenha uma elevada exigência física e nem técnica, é importante estar em boa forma e acostumado a ficar várias horas por dia pedalando. Então, é essencial fazer treinos antes da viagem para acostumar o seu corpo e poder curtir com tranquilidade a viagem.

Antes de cada etapa, sempre leia os textos e analise os mapas oferecidos pela organização do Costa Verde e Mar, planejando corretamente suas pedaladas. Se possível, evite a época de alta temporada de verão, final de ano e carnaval, pois o trânsito de veículos é mais intenso.

O que levar

Essa é uma região que costuma chover sempre. Então, se prepare, e leve uma capa de chuva, além de embalar seus pertences em plásticos.

Leve pouca bagagem para não pesar durante as subidas. Uma boa bagagem para uma viagem de seis dias pesa entre 8 a 10 kg no total. Para levar esse peso, adapte um bagageiro na sua bike, evitando levar todo o peso nas costas.

Use um ciclocomputador para facilitar na hora de se orientar pelos mapas e seguir as planilhas. Não se esqueça de equipar a sua bike com caramanholas ou ainda levar uma mochila de hidratação.

E, claro, sempre use os acessórios indispensáveis, como capacete, óculos e luvas. Se possível, leve um kit de manutenção e aprenda a fazer o básico.

Gostou de conhecer mais sobre o circuito Costa Verde e Mar? Aproveite para se preparar lendo o nosso conteúdo com dicas do que levar na sua cicloviagem!

Imagem da capa: costaverdemar.com.br