Esporte e FitnessManutenção de bikeModelos de bicicletasMTB

Como escolher uma bicicleta BMX boa para mim?

Mais do que nunca, a paixão pela bicicleta BMX vem crescendo ao redor do mundo. Ganhando cada vez mais visibilidade, a categoria tem caído no gosto de ciclistas das mais variadas idades. Seus fãs buscam a adrenalina e a liberdade que a modalidade oferece.

Referência da sigla inglesa que quer dizer Bicycle Motocross, a bicicleta BMX combina um misto de velocidade, obstáculos e saltos. É como se não existe limite para qualquer movimentação em duas rodas.

Se você ficou interessado em iniciar no mundo da bicicleta BMX temos uma boa notícia: está no lugar certo. Preparamos um conteúdo completo com tudo sobre o assunto. Boa leitura!

 

Origem da bicicleta BMX: fique por dentro!

Muitas vezes para compreender todo o funcionamento de uma bike, é interessante conhecer a história por trás da sua criação. A bicicleta BMX surgiu na Califórnia, EUA, no final dos anos de 1960. Era comum os jovens da época imitar com as bikes, seus ídolos do motocross.

Assim, essa mania teve um impacto significativo local, sendo o escocês Alexander Breithaupt um dos precursores do movimento. Não demorou muito para que uma fabricante de bikes começasse a criar um design de bicicletas, que dialogassem com os modelos das motocicletas.

No início os truques eram simples, porém com o passar dos anos, a progressão e a complexidade dos movimentos evoluíram bastante. O que antes eram realizados apenas em simples rampas, de repente começou a explorar também a arquitetura natural dos próprios ambientes urbanos.

5 passos para escolher uma boa bicicleta BMX

A bicicleta BMX dialoga muito com a personalidade do ciclista. Por isso, para escolher uma boa companheira de aventura é preciso levar alguns fatores em consideração. Conheça algumas que irão ajudar você a encontrar uma bike para chamar de sua:

1 – Conheça as categorias dentro da modalidade

Para conseguir performar em sua totalidade, a bicicleta BMX possui alguns diferenciais em relação às bikes comuns. Porém, é preciso saber que dentro do BMX existem duas categorias. Conheça cada uma delas:

BMX RACING

Dentro do Racing o que funciona é a velocidade. Ela é uma disputa em uma pista circular com diferentes tipos de obstáculos. O vencedor é o ciclista competidor que conseguir concluir o percurso em primeiro lugar.

BMX FREESTYLE

Já no Freestyle, o objetivo é se manter focado na realização das mais diferentes manobras. Quem ganha é o ciclista que consegue agradar os jurados, atingindo as melhores notas. Um dos maiores ciclistas do estilo foi Dave Mirra. Conheça aqui a história dele.

Dentro dela existem outras cinco subcategorias. São elas:

– Vertical.

– Dirt Jump.

– Flatland.

– Street.

– Mini Ramp.

2 – Bicicleta BMX versus outras bicicletas: entenda a diferença!

As bicicletas BMX são mais ágeis do que os outros tipos de bicicletas, por isso a sua estrutura pede que o quadro seja pequeno e bem mais leve. Aliás, isso não quer dizer que ela é menos resistente. Ao contrário.

Esse tipo de bike foi desenhada para possuir componentes robustos, capazes de aguentar o tranco das mais diferentes acrobacias. Elas conseguem passar ilesas por saltos e tensões, mostrando sempre uma boa evolução.

Na modalidade, as bikes de BMX possuem rodas menores, com 20 polegadas. Dependendo do modelo e marca que você comprar, será preciso investir em peças, garfos e quadros reforçados e de boa qualidade.

A BMX não possui câmbio, por isso, para garantir a resistência da única coroa que a constitui, vale a pena evitar os modelos muito grandes. O mesmo acontece com a pedivela monobloco que, além de ter uma qualidade inferior, ela não possui um bom desempenho e durabilidade.

3 – Comprar ou montar uma BMX?

bicicleta BMX

Muitas vezes é preciso montar uma bicicleta, reforçando você mesmo a segurança dela para manobras e saltos. Se quisermos, portanto, começar a construir a própria BMX, a primeira coisa a considerar é investir em um bom quadro.

Além disso, opte por rodas BMX grossas, que tenham sido projetadas para os mais diferentes terrenos. De preferência, fabricadas em alumínio com 48 raios de aço inoxidável. Assim, durante as acrobacias fica mais fácil evitar da roda ir para um lado e você cairá no chão do outro.

Aliás, quando o assunto é freio, a conversa é bem séria. É que o freio na bicicleta BMX é fundamental para a prática das manobras e a velocidde. Escolher um freio a disco é uma ótima opção, já que continuam a oferecer a segurança necessária mesmo molhados. Podem até ser mais caros, mas fazem a diferença.

4 – Conheça as principais marcas de bicicleta BMX

O mais recomendado é que o ciclista entre na BMX com uma bike para iniciantes. Primeiro, teste os terrenos, assimile as técnicas e compreenda a base da modalidade.

Só assim, será mais fácil escolher uma bicicleta que se adapte ao seu estilo dentro da prática! As melhores marcas de bike BMX que destacamos são as seguintes:

  • Garra.
  • Diamondback.
  • Wethepeople.
  • Caloi.
  • Rocker Bikes.
  • Monty.
  • Animal Bikes.
  • Federal Bikes.
  • Bicicletas DK.

5 – Inclua os acessórios na compra da sua bicicleta BMX

É muito importante lembrar que o uso de acessórios de proteção dentro do BMX é essencial para a segurança do ciclista. Mesmo para quem está começando e ainda não consegue fazer grandes movimentações.

O equipamento utilizado pelos ciclistas no BMX Racing é muito semelhante aos usados no motocross. Principalmente em corridas, onde são usados os capacetes e proteções integrais.

Para ambas as categorias, os itens mais recomendados são:

– Capacete: item indispensável para proteger a cabeça, pescoço, testa e mandíbula.

– Vestuário: camisa e calças para proteger em caso de quedas. As roupas devem ser feitas de material confortável e bem resistentes.

– Luvas: para reforçar o atrito entre as mãos e as manoplas.

– Proteções: Dada a possibilidade de quedas durante o salto, é necessário usar um protetor na primeira camada para amortecer os golpes. Existem duas proteções: a dos membros superiores e as dos membros inferiores.

A proteção superior protege o peito, quadris, costas, coluna vertebral, clavículas, ombros e braços. A proteção inferior protege o joelho e a parte inferior da perna.

Comprar uma bicicleta BMX é um grande investimento. Por isso, ela pede também a contratação de um bom seguro. Conheça os planos oferecidos pelo seguro da Bike Registrada e garanta a cobertura necessária para o seu estilo de uso.

Artigos relacionados
Esporte e FitnessMTB

O que é Downhill?

O estilo mountain bike conta com diferentes categorias – e uma das que mais impressionam é o…
Leia mais
EquipamentosManutenção de bike

Melhores kit tubeless & como escolher o seu

Dentre todas as inovações tecnológicas que chegaram para transformar a maneira como nós…
Leia mais
Manutenção de bikeReviews

Hupi Naja é boa? Confira a análise completa

Você já ouviu falar da Hupi Naja? Esta não é apenas uma bicicleta, é uma verdadeira obra-prima…
Leia mais
Newsletter
Receba  novidades  do Bike Registrada

Receba toda semana matérias  e novidades do Bike Registrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?