Assim como os pneus ficam carecas e precisam ser trocados, é preciso trocar uma corrente de bicicleta às vezes. Esse problema acontece quando ela estoura no meio do caminho ou durante uma manutenção. Nessa hora, só mesmo com ferramentas para consertar e voltar ao pedal.

Seja na mountain bike, road bike ou em outros tipos de bicicletas, toda corrente tem uma vida útil. Afinal, não é porque a peça é de aço que ela não sofre desgaste ou mesmo demora décadas para apresentar defeito.

Por isso, não espere a sua corrente ficar gasta o suficiente para quebrar no meio do passeio ou treino. Antes de isso acontecer, aprenda neste post, a como trocar uma corrente de bicicleta!

Antes de trocar uma corrente de bicicleta, por quanto tempo ela dura?

Não existe uma quilometragem exata de quanto uma corrente de bike aguenta sem precisar ser trocada. Tudo isso depende de uma série de fatores como: intensidade de pedalada, como você usa as marchas, limpeza da corrente etc.

Ou seja, mesmo se um fabricante colocar na embalagem que a corrente dura aproximadamente 500km, não confie. Porque há muitas coisas que fazem a peça durar mais, ou menos.

Quais são as dicas para a sua corrente durar bastante tempo?

Para aproveitar o melhor dos pedais antes de trocar uma corrente de bicicleta, você deve seguir vários cuidados para que esse item tenha alta durabilidade. E as dicas valem desde o uso de passeio ao de competição.

seguro de bike

Faça a lubrificação periódica

Uma corrente de aço é como qualquer peça mecânica em atrito com outa: ela precisa de lubrificação. Portanto, cuide dessa parte básica de pedalar, porque faz a diferença.

Use lubrificantes de boa qualidade e adequados ao tipo de local em que você pedala. Óleos úmidos são bons porque duram muito tempo, mas, acumulam muita poeira. Já o lubrificante seco tem menor durabilidade, entretanto, garante uma corrente mais limpa.

Também, não é preciso encharcar a peça de lubrificante, pois isso fará com que muita sujeira se acumule na peça. O que vai fazer você trocar uma corrente de bicicleta a curto prazo.

Mantenha a limpeza da relação

A limpeza a seco de correntes de bike pode ser feita em casa mesmo, com um pano — daqueles mais velhos que podem ser sujos com graxa.

Quando você ver que a corrente da sua bike estiver com muito pó e outras sujeiras, passe o pano para remover o excesso deles. Esses grãos de poeira são como lixas para a corrente, e a estragam com rapidez.

Contudo, essa limpeza é só para tirar o excesso, e não deve servir como substituta de uma boa lavagem.

Lave o jogo de marchas

A lavagem é a principal limpeza de uma corrente, mas, também deve ser feita com os produtos e do jeito certo. Se você não quer fazer isso, leve a bike à oficina, senão, pegue dicas para lavar a sua corrente e bike em casa.

Use as marchas do jeito certo

Usar as marchas do jeito certo quer dizer basicamente duas coisas: fazer as trocas suaves e não cruzar a corrente.

Para as trocas, sempre espere ouvir o “clique” no trocador e sentir que a corrente passou para a outra engrenagem, para só então fazer força no pedal.

Não cruzar a corrente significa que ela deve ficar sempre o mais reta possível, então, para não errar, sempre use:

  • Coroa pequena na frente apenas com engrenagens grandes atrás.
  • Coroa grande na frente apenas com engrenagens pequenas atrás.
  • Coroa do meio na frente pode usar com qualquer engrenagem atrás.

Tenha a corrente adequada para as velocidades da sua bike

Um erro que alguns ciclistas cometem é usar correntes que não são próprias para as velocidades da bike.

Então, se a sua bike tem 24 velocidades, a corrente deve ser de 8v, se tiver 27v, a corrente deve ser de 9v. Sempre o número da peça deve corresponder ao número de engrenagens da roda traseira da bike.

Uma dica que também ajuda muito: use apenas componentes de boa qualidade e, se possível, da mesma marca que a sua relação de marchas. Isso evita você trocar uma corrente de bicicleta em pouco tempo e melhora a vida útil de todas as outras peças.

Usar a suas marchas corretamente evita na maior parte das vezes, que você fique no meio do caminho sem conseguir pedalar. Nessa situação, só familiares, amigos ou um bom seguro de bike com serviço de resgate poderão ajudá-lo.

Trocar uma corrente de bicicleta em casa ou na ruaCréditos: Pxhere

Como trocar uma corrente de bicicleta?

Para trocar uma corrente de bicicleta, você vai precisar da ajuda de mais uma pessoa, ou se tiver as ferramentas necessárias, poderá fazer tudo só.

Separe as ferramentas

Tenha o seguinte jogo de ferramentas para trocar uma corrente de bicicleta:

  • Pino de corrente — na medida referente à velocidade das marchas de sua bike.
  • Chave extratora de pino de corrente.
  • Fio de aço curto — faça com um raio de roda — em forma de V, com as pontas um pouco entortadas.

Remova o pino e o elo quebrados

Identifique onde a corrente quebrou. Feito isso, pegue a chave extratora de pino, e pressione-a bem no pino em que será retirado. Basta virar a chave até ela fazer o pino sair do outro lado da corrente.

Agora, para segurar os dois lados da corrente, você deve colocar o raio em formato de V, para manter a corrente estável e fazer a manutenção. Faça isso na parte de baixo da corrente — abaixo do tubo do quadro — para ter mais espaço para mexer nas peças.

Instale o pino novo

Com o pino novo, coloque-o apoiado no buraco do elo e monte a chave extratora de corrente, rodando a alavanca para que ela pressione o pino até ele se encaixar. Feito.

Você deve se lembrar de usar só a coroa do meio do pedivela depois de uma troca de corrente no meio do passeio. Pois, a peça ficará mais curta e as marchas maiores e menores não funcionarão com ela assim.

Alternativa para essas horas de aperto é também usar um missing link, também conhecido como power link. Basta apenas você encaixar a peça na corrente e puxá-la para travar. Mas, claro que vale a pena conhecer e saber trocar uma corrente de bicicleta do jeito clássico.

Assine a newsletter da Bike Registrada e aprenda tudo sobre manutenção, dicas, modelos de bikes e mais sobre o mundo do pedal!