A mochila para ciclistas é um acessório fundamental e prático, não só em contextos onde necessitamos transportar uma quantidade significativa de água ou comida, como uma pedalada pela natureza, mas também em áreas urbanas.

Porém, com a abundância de ofertas de mochilas disponíveis no mercado, podemos nos sentir um pouco confusos e acabar escolhendo uma mochila que pode não ser a mais adequada para as nossas necessidades.

Por isso preparamos este guia para escolher a mochila para ciclistas mais adequada para você.

mochila para ciclista

Antes da pedalada: dicas para escolher uma mochila para ciclistas

Reconhecer a necessidade de uma mochila é o primeiro passo. É claro que, se quisermos, podemos usar bolsas ou outros tipos de acessórios para carregar nossas coisas, mas isso pode ser prejudicial e fazer com que nossos itens caiam no chão ou molhem.

Vamos dar uma olhada, então, em algumas das principais dicas para escolher uma mochila para ciclistas.

Dica 1: para que você vai usar a mochila?

É para andar na cidade no caminho do trabalho? É para uma trilha longa e complicada num lugar sem infraestrutura? Se sim, é um lugar onde costuma chover ou é principalmente de clima seco? Quantas coisas preciso levar?

Todas essas perguntas são essenciais para fazer valer o nosso dinheiro na hora de comprar uma mochila para ciclistas. De nada adianta comprar uma bolsa bonita se, no fim das contas, não cabe tudo o que precisamos para trabalhar, ou não possui proteção adequada contra mudanças climáticas no meio do mato.

Por isso, primeiramente, definamos bem se precisamos de uma mochila urbana, para a natureza, de esporte ou multifuncional, e se nossa mochila será mais convencional para armazenamento ou se será de hidratação.

Dica 2: qual é a distância do percurso?

Isso é decisivo na escolha de uma mochila com o tamanho e a capacidade adequada. Nesse caso não importa se a pedalada será na natureza ou na cidade, mas precisamos ficar de olho na distância. Isso porque quanto mais longe, mais espaço necessitaremos para levar água, roupas ou tudo aquilo que precisemos, especialmente numa longa trilha onde podemos necessitar uma bomba ou ferramentas.

Dica 3: o material da mochila

Outro ponto é o material. Tanto para a cidade quanto para a natureza (principalmente em dias ou lugares frios) sempre é recomendável ter uma mochila transpirável para evitar a acumulação de suor nas costas e ombros. 

Fora isso, podemos optar por materiais ligeiros e simples ou mais resistentes, ou uma combinação das duas características. Tudo depende do que decidimos na dica número 1.

Dica 4: peso

Aqui é preciso considerar não só o peso da mochila, mas também da bike. Tudo vai acumular peso, então de nada adianta andar com uma mochila enorme “por via das dúvidas” se, na prática, sabemos que sempre levamos as mesmas coisas. A ideia é ser prático.

Também é bom olhar uma mochila que tenha vários compartimentos exteriores e evitar que tenha acessórios ou detalhes pendurados, pois isso pode atrapalhar a pedalada ou gerar um desequilibro.

Dica 5: hidratação

Já dissemos que podemos escolher entre uma mochila para ciclistas mais convencional, que seja usada mais que nada para armazenar itens, ou uma mochila de hidratação.

Isso é verdade, mas de fato é melhor, mesmo em distâncias curtas ou na cidade, ter uma mochila de hidratação. Em qualquer atividade, mesmo que seja um passeio na praça, é importantíssimo ficar bem hidratado.

Não importa se vamos para o trabalho, faculdade ou a casa dos amigos, devemos permanecer atentos à hidratação. 

Levar uma garrafinha pode ser, inicialmente, uma solução. Mas o que acontece se por algum motivo a água derrama sobre nossos cadernos ou, pior ainda, o nosso notebook?

Há muitas mochilas para ciclistas mais convencionais muito boas, mas se puder, escolha uma de hidratação

Dica 6: clima

Já falamos do material da mochila para ciclistas, que pode ser mais ligeiro ou mais resistente. Mas outro ponto que devemos considerar é o clima. 

Nesse ponto, tudo depende da importância dos itens que levaremos na mochila. Se são coisas sem muita importância, em geral qualquer uma será boa. Mas se levamos notebooks, por exemplo, aí é outra questão.

Uma boa mochila impermeável evitará dores de cabeça. E é bom lembrar o seguinte: mesmo se o clima é bom e sem chuva, o próprio suor pode penetrar para dentro da mochila. Por tanto, assim como dissemos que é preferível sempre uma mochila de hidratação, também o melhor é escolher, independentemente do uso, uma mochila impermeável.

Outra boa opção é uma mochila que conte com uma capa porque, além de proteger da chuva, pode proteger de sujeira.

Dica 7: segurança

Se houver a possibilidade de pedalarmos à noite, o melhor é pegar um modelo de mochila para ciclistas com faixas refletivas que sejam visíveis para os motoristas, além do espaço necessário para transportar, por exemplo, uma lanterna.

Falando também na segurança, que nunca é demais, ao andar na natureza é sempre conveniente levar celular para chamadas de emergência e um GPS. Portanto, devemos ficar de olho que nossa mochila tenha os compartimentos que se requerem, além de manter esses elementos secos e longe de possíveis impactos ou de uma forma que minimize as sacudidas da bicicleta em terrenos acidentados.

O mais conveniente, também, é uma mochila com correias de fixação abdominal e no peito, e levá-la sempre o mais grudada possível ao corpo.

Dica 8: conforto

Se você vai usar a mochila diariamente ou por muitas horas, de nada adianta ter uma súper mochila para ciclistas bem grande cheia de espaços, compartimentos e mais se, no fim das contas, acaba sendo desconfortável.

Por isso disponha tranquilamente de um tempo para escolher a mochila, experimente-a, imagine-a com todos os itens que você pensa em carregar e faça uma decisão inteligente.

Gostou do nosso post sobre mochila para ciclistas? Então compartilhe e curta!

Faltou alguma dica, ou quer complementar o que já está escrito? Ainda tem dúvidas para escolher sua mochila para ciclistas? Então não hesite em deixar seu comentário. Será um prazer ajudá-lo na sua pedalada.

seguro de bike