Hoje em dia, dificilmente alguém não tenha ouvido falar do termo GPS, se mesmo até quando chamamos um serviço de transporte de passageiros por uma app o utilizamos. Além de ser um serviço muito prático para a aviação, navegação e uso militar, os entusiastas do esporte também o aproveitam, seja para caminhadas, corridas ou, claro, para andar de bicicleta, já que para isso existe o GPS para ciclismo.

Não é preciso ser atleta ou especialista em informática para saber que, basicamente, o GPS é um sistema de navegação que nos permite saber nossa posição no planeta. Mas para quem tem o hábito de pedalar muito, podem surgir algumas dúvidas: será que preciso de um GPS? Até que ponto vale a pena investir nisso? E qual é o melhor GPS para mim?

Se você está cogitando adquirir um GPS mas dentre tantos modelos disponíveis não sabe qual escolher, ou mesmo se você nem pensou nisso mas quer saber conhecer mais para saber se talvez é uma boa ideia, continue lendo nosso post onde falaremos do GPS para ciclismo.

Como saber se é hora de ter um GPS para ciclismo

Antes de ficarmos empolgados e sair correndo, ou pedalando no caso, até a loja para comprar um GPS para ciclismo, devemos considerar alguns fatores para fazer uma compra inteligente, da qual não teremos que nos arrepender mais tarde.

Que tipo de ciclista sou?

Pego a bike todos os dias, no final de semana, ou ocasionalmente? Gosto de pedalar pela praça ou pelo bairro, faço longas trilhas ou quero começar um treinamento para valer? Devemos responder essas e outras perguntas para escolher o modelo de GPS certo e também para não gastar dinheiro demais num dispositivo do qual talvez nem usemos a metade das funcionalidades.

Responder essas perguntas é um processo chave para esclarecer o próximo ponto.

Quais são minhas necessidades?

Esse ponto é muito importante para, depois, escolher o tipo de GPS para ciclismo mais conveniente para nós.

Se, por exemplo, estamos pedalando por recomendação médica, sem dúvidas será importante saber a frequência cardíaca durante a atividade. Por outra parte, se estamos treinando para uma competência ou para superar nossos próprios limites, informações como velocidade ou distância percorrida são altamente relevantes.

Disso aqui dependerá o tipo de dispositivo que vamos escolher.

Tipos de GPS para ciclismo

Embora seja muito simples baixar uma app no celular e usa-la como GPS durante a pedalada, com o tempo pode acontecer que nossas necessidades mudem e precisemos de mais informações da nossa atividade.

Talvez chega um momento onde não queremos expor nosso celular a roturas, notamos que o GPS do telefone consome toda nossa bateria, ou provavelmente temos a ideia de começar um treinamento intensivo ou andar pela natureza e, nesses casos, definitivamente o celular não consegue fornecer todas as informações que precisamos.

Para isso existem dispositivos específicos de GPS para ciclismo, que veremos a seguir.

Smartphone

Para quem pedala ocasionalmente, a melhor opção é o celular. É um dispositivo que a maioria das pessoas já possui, e podemos achar muitas apps gratuitas ou pagas específicas para ciclismo.

As vantagens são:

  • a facilidade para leitura dos dados, considerando o tamanho da tela
  • a integração com serviços webs ou redes sociais
  • é um dispositivo que já estamos acostumados a usar

As desvantagens:

  • como dissemos, estamos expondo nosso celular ao clima e possíveis acidentes ou quedas
  • manter a tela acessa consome rapidamente a bateria
  • precisamos de um suporte específico para colocar o telefone no guidão

Relógio

O relógio é uma das opções mais práticas, vendidas e populares tanto no mundo do ciclismo quanto dos esportes, em geral. Isso porque permite monitorar não só a desempenho pedalando numa bike, como também outras em outras atividades, como corrida.

Vantagens:

  • Praticidade: podemos colocar o relógio no pulso ou no guidão muito facilmente.
  • Pode ser usado para outras atividades esportivas.
  • Maior resistência ao clima, alguns inclusive são a prova de água.
  • Além do GPS podemos monitorar a frequência cardíaca e outras informações.
  • Menor probabilidade de roubo, especialmente se levamos o relógio no pulso.

Desvantagens:

  • Pode quebrar facilmente numa caída ou queda.
  • Pode atrapalhar a pedalada na hora de visualizar as informações porque é menos. compacto que um relógio normal.
  • Devido ao seu tamanho, é muito fácil de esquecer.
  • Pode não encaixar em todas as bicicletas.

 

gps para ciclismo

Ciclocomputador, ou Computador de bicicleta

Se vamos levar a prática da pedalada realmente a sério, então esse dispositivo é o ideal. É o que fornece informações mais completas, pelo que resulta ótimo para quem quer treinar ou fazer percursos longos.

Vantagens:

  • Resistente ao clima
  • Maior resistência a quedas e acidentes
  • Dependendo do modelo, pode ser muito compacto
  • Já é desenhado de fábrica para ser montado na bicicleta
  • Maior quantidade de informações
  • Autonomia de bateria

Desvantagens:

  • A única desvantagem que você vai encontrar nesse tipo de GPS para ciclismo é que só pode ser usado para andar de bike, a diferença do relógio, por exemplo, que serve também para corridas ou natação.

gps para ciclismo

No caso dos Ciclocomputadores, existem dois modelos, que examinaremos agora.

Tipos de Ciclocomputadores

Segundo o tipo de sensor,  o computador de bicicleta pode ser Magnético ou GPS.

Magnético

Antes da tecnologia de hoje, os magnéticos eram a opção mais popular e ainda são os mais práticos. A bateria dura muito e é barata.

Consistem num imã e sensores. O imã é colocado num raio da roda e, assim, cada vez que o imã passa pelo sensor, o sistema registra informações como velocidade ou cadência.

A desvantagem é que não possui GPS nem salva informação. Portanto, esse aparelho é para quem controlar dados básicos como velocidade, tempo e cadência e não quer gastar muito dinheiro.

GPS

Esse GPS para ciclismo é mais completo e faz mais honra ao título de Ciclocomputador. Utiliza um receptor de satélite e converte os dados do GPS em informação da pedalada.

A vantagem é que temos todos os dados que precisarmos se estamos fazendo um treinamento forte e é possível baixar essa informação para um computador. Também dá para personalizar a tela para que fique da nossa preferência e é fácil de instalar e trocar para outra bike.

A desvantagem é que é mais caro e pesado, e precisa ser recarregado com maior frequência. Portanto, recomendamos testar sua duração antes de usá-lo para um percurso longo porque, caso acabe a bateria, pode nos deixar na mão.

Porém, como dissemos, esse é o GPS para ciclismo ideal para ciclistas expertos.

Fique atento às nossas redes sociais para se manter atualizado com nossos posts, onde encontrará informações úteis ciclistas de todos os níveis de experiência!

seguro de bike