Uma das características mais bacanas de praticar mountain bike é que não existe rotina nem repetição de percursos. Nenhuma trilha é igual a outra e até um mesmo circuito pode oferecer desafios diferentes a cada vez que é percorrido.

A propósito, essa sensação de imprevisibilidade é um dos motivos que fazem com que a modalidade tenha tantos adeptos e trilhas para mountain bike sejam tão desejadas. Não bastasse o contato com a natureza e a liberdade proporcionada pelo pedal, as trilhas para mountain bike são repletas de novidades e desafios constantes.

Neste post, vamos fazer uma lista com as sugestões de trilhas para mountain bike. Desde circuitos consagrados até percursos pouco conhecidos, com tamanho e grau de dificuldade variáveis e espalhadas por todo o Brasil, há opções para todos os gostos.

Escolha suas trilhas para mountain bike preferida e bom pedal!

1. Vale Europeu (SC)

Separe pelo menos 7 dias para conhecer as belezas do interior de Santa Catarina nessa trilha de aproximadamente 300 km. Começando e terminando na cidade de Timbó — 30 km de Blumenau —, o percurso inclui passagem por mais 8 municípios catarinenses.

Com uma estrutura excelente, é considerado um dos principais destinos de cicloturismo do país. Na saída, o ciclista recebe um guia com mapas e todas as orientações que precisa para a viagem. Recebe também um passaporte que pode ser carimbado nos estabelecimentos turísticos e dá direito a um certificado de conclusão do circuito.

A trilha é totalmente sinalizada e foi projetada para passar pelos melhores atrativos de cada cidade pelo caminho, incluindo cachoeiras, arquitetura típica e belezas naturais. Oferece dificuldade moderada, com alguns trechos que exigem boa condição física, em especial o trecho Rodeio-Dom Pedrinho, em função da elevação. Ainda assim, não é necessário grande experiência, já que a condição de cicloturismo permite diversas paradas durante o percurso para descanso e hidratação.

2. Zoom Bike Park (SP)

Verdadeiro “parque de diversões” para quem curte mountain bike, trata-se de um conjunto de trilhas para diferentes tipos de pilotagem e graus de dificuldade.

Localizado na Fazenda Rancho Santo Antônio, próximo ao horto florestal de Campos do Jordão, o parque foi criado por um adepto da pedalada de montanha. Ele estava insatisfeito com a pouca manutenção e até fechamento de algumas trilhas para mountain bike, por isso decidiu criar o espaço.

Contando com a parceria de marcas famosas, o Zoom tem mais de 32 km de pura harmonia com a natureza. Foi desenhado para proporcionar o melhor do esporte, sem descuidar da segurança, com sinalização respeitando padrões internacionais.

Por oferecer diversas opções de trilha e excelente estrutura, é um destino indicado para todos os tipos de ciclista, incluindo aqueles que estão iniciando no esporte.

3. Praia da Pipa (RN)

Prepare-se para perder o fôlego com a beleza exuberante dos 20 km dessa trilha localizada em uma aldeia de pescadores no maior santuário ecológico do Rio Grande do Norte.

Começando e terminando no Pipa Praia Shopping — não se iluda com a “urbanidade” do ponto de partida — o circuito passa pela cidade de Sibaúma e pelo Mirante das Tartarugas, onde é possível observar os grupos de animais marinhos.

Em alguns trechos, é possível pedalar na areia da praia (dependendo das marés). Mesmo que isso não ocorra, em pontos específicos do caminho pelas falésias a areia é fofa, o que exige certa técnica e força do ciclista. De qualquer forma, como é curta pode ser feita por também iniciantes, desde que estejam atentos a essa dificuldade e optem por empurrar a bike nas partes mais difíceis, se necessário.

4. Costa do Descobrimento (BA)

Percorrendo em torno de 120 km no sul da Bahia (de Prado até Arraial d’Ajuda), trata-se de mais uma trilha repleta de belezas naturais e encantamento. É um percurso que mescla pedaladas em areia com trechos de terra firme, travessias de rios e paredões com até 20 metros de altura.

Em alguns pontos, é possível — e recomendável — parar para um mergulho refrescante nas águas. Localizada na região em que as naus portuguesas chegaram ao Brasil há mais de 500 anos, a trilha passa por pontos históricos interessantes. Nela é possível observar o Monte Pascoal (primeiro contato visual da esquadra com o país) e a foz do rio Cauí, local do primeiro contato com os índios brasileiros.

Apesar de todos os atrativos, não é uma trilha indicada para iniciantes, devido à dificuldade em alguns pontos que exigem experiência e uso de técnica um pouco mais apurada.

5. Trilha Borbolight (MG)

Menos famosa que as outras da lista, porém muito bem classificada em um ranking feito pelos próprios ciclistas, essa trilha tem trajeto circular e 38 km, partindo da pequena cidade de Rio Acima e passando por cachoeiras e pela Serra da Gandarela.

O percurso é formado por single tracks e estradas de terra pouco movimentadas, sendo mesmo ideal para quem procura isolamento e sossego. O circuito oferece dificuldade moderada, com estradas de terra e cascalho e alguns pontos com raízes expostas, rochas, valas e pequenos riachos que precisam ser atravessados. Por isso, pode ser feita por iniciantes, ainda que seja mais indicada para quem possui alguma experiência em trilhas e mountain bike.

Afinal, quais as melhores trilhas para mountain bike?

O Brasil é um país imenso e repleto de atrações, também para praticantes de mountain bike. Nesse post, listamos 5 trilhas, mas esse não é um ranking definitivo, existem muitos outros circuitos fantásticos.

Naturalmente, as melhores trilhas para mountain bike são aquelas que oferecem o que o ciclista está buscando, seja adrenalina, superação de desafios pessoais ou o contato com a natureza.

E pra você, quais as melhores trilhas para mountain bike? Deixe seu comentário e compartilhe essa dica conosco!