Esporte e FitnessPercursos e trilhasViagem

Caminho da fé de bike: saiba como encarar

Fazer o Caminho da Fé de bike vai além de uma jornada espiritual. Até porque, não é preciso ter esse propósito para traçar o roteiro, seja sozinho ou com amigos. Basta querer vencer seus próprios desafios e limites no pedal, que já são bons motivos para encarar a jornada. E põe jornada nessa trilha até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

Pedal de, no mínimo, 8 dias, muitas paisagens naturais, plantações, estradas de asfalto e subidas que provam a sua fé. Basicamente, o caminho que te leva ao maior Santuário Mariano do país, é repleto dessas características. O que faz crer, até ao mais cético, que há “algo maior” que proporcionou o desafio.

Neste post, você irá descobrir tudo o que envolve essa cicloviagem nacional. Uma rota que divide estados e te leva a lugares indescritíveis, e mostra que é possível pedalar centenas de quilômetros. Confira!

Qual é a história do Caminho da Fé de bike?

O Caminho da Fé de bike é uma ideia que nasceu em 2003, com Clóvis Tavares de Lima, Iracema Tamashiro e Almiro José Grings. Juntos, eles idealizaram o caminho, aproveitando o terreno e explorando o terreno brasileiro ao seu melhor.

Os três criadores do Caminho da Fé demarcaram toda a extensão que partia de Tambaú, cidade do interior de São Paulo, à Aparecida do Norte, também no estado. No caminho, placas sinalizando sobre distâncias e rotas, além de fazendas, pousadas e hotéis serviram como apoios do trajeto que hoje conta com mais de 800Km.

Os diferenciais do Caminho da Fé

Desde o primeiro ano do Caminho da Fé de bike, ele não foi só feito para as bicicletas. Peregrinos e motociclistas também compartilham do mesmo trajeto. Afinal, cada pessoa tem sua fé, crença e desafios pessoais, que se misturam nesse espaço.

Para facilitar, o Caminho da Fé conta com diversos pontos de parada, em que você pode carimbar a sua jornada por onde passou. Isso, além de ser um registro para levar como boa lembrança ao final, também dá direito a descontos em restaurantes e pousadas nas cidades que fazem parte do caminho.

Mais informações sobre o percurso e os pontos de parada e hospedagens, você pega aqui no site oficial do Caminho da Fé.

Como é o Caminho da Fé?

O Caminho da Fé é um trajeto que sai de diversas cidades do interior de São Paulo e te leva até o município de Aparecida, famosa pela catedral imensa de Nossa Senhora Aparecida.

O inusitado do Caminho da Fé de bike é que, apesar de ele fazer um percurso que liga duas cidades no mesmo estado, ele passa por Minas Gerais. E isso é feito por mais de 70% do trecho, fazendo você atravessar uma grande área mineira.

A longa distância até a Catedral

No geral, o Caminho da Fé é como qualquer outra cicloviagem. Ou seja, longa, cheia de terrenos diferentes e mistura trechos de asfalto com terra. Ao todo, são mais de 800Km de um desafio bem sofrido, mesmo para quem está bem treinado.

O percurso total tem subidas acumuladas de mais de 8 mil metros. Então, você já sabe que deve se preparar bem, para encarar seus limites humanos, se quiser chegar ao destino.

No mais, fazer o Caminho da Fé de bike, não leva menos do que 6 dias. Algo normal, considerando pedalar em um ritmo sem forçar a barra. Afinal, é uma cicloviagem de reencontro consigo e de prova física. Fora isso, o “prazo padrão” são 8 dias.

De quais pontos é possível partir para o Caminho da Fé de bike?

O Caminho da Fé de bike pode ser feito a partir de diversas cidades. O que o faz ser muito versátil e trazer facilidade para qualquer ciclista ou peregrino que vá se aventurar nessa jornada de vários dias.

Veja todas as cidades de onde você pode sair para esse pedal imenso:

  • Borborema
  • Mococa
  • Tambaú
  • Ribeirão Preto
  • Espírito Santo do Pinhal
  • Guaxupé
  • Sertãozinho
  • Caconde
  • Santa Rita de Caldas
  • São Carlos
  • Aguaí
  • Águas da Prata

Caminho da Fé de bike, subida

Como se preparar para fazer o Caminho da Fé de bike?

É preciso de um bom preparo para encarar o Caminho da Fé de bike. Afinal, além do desgaste físico, há também um grande desafio mental. Por conta do nível de subidas acumuladas ao longo do trajeto.

Ou seja, quando o assunto é uma cicloviagem, esse Caminho da Fé vai ao limite do que você pode esperar.

Além desses motivos de dificuldade de percurso, o Caminho da Fé de bike não é uma aventura para iniciantes no cicloturismo. Ele exige boa experiência nessa modalidade do mountain bike.

Portanto, é bom fazer algumas viagens prévias bem antes de querer topar essa. Ou mesmo, ir com pessoas mais experientes, incluindo gente que já fez o trajeto.

Fora todo o preparo físico que levará tempo, é necessário conhecer os cuidados básicos de uma cicloviagem do tipo.

Confira este post aqui com tudo o que você precisa saber para viajar de bike com segurança e preparado!

Com qual bike posso fazer o Caminho da Fé?

A bicicleta para fazer
o Caminho da Fé deve ter uma configuração mínima para encarar o grande desafio. E quanto mais preparada para a modalidade ela estiver, melhor será a peregrinação sob duas rodas.

Se você tem uma MTB aro 26, pode ir sem problemas, desde que ela tenha no mínimo 21 marchas. Elas serão exigidas ao limite nas subidas, portanto, pense nisso.

Outro ponto essencial são bons freios. Podem ser V-brakes, mas, se forem a disco mecânico ou hidráulicos, eles darão conta melhor ainda. Pense que você precisará ter segurança para brecar o seu peso e o da bagagem.

No mais, furações para bagageiros e para suporte de caramanhola são essenciais. Eles darão a garantia para você instalar essas peças e levar água e bagageiros, numa boa.

E, claro, seja com um modelo simples ou com um mais avançado de bike para viagem, leve-a para uma manutenção, para deixa-la “zerada” para o Caminho da Fé.

Fazendo o seu passo a passo de preparo para o Caminho da Fé de bike, você terá tudo à mão para aproveitar o melhor da viagem. Hotéis e pousadas, paisagens naturais e muito pedal te esperam nesse roteiro desafiador e, especialmente, renovador. Boa viagem!

Vai viajar de bike? Seja para qualquer lugar que você esteja planejado para pedalar, segurança é tudo. Por isso, faça um seguro de bike e aproveite o melhor do roteiro com a cabeça tranquila!

Artigos relacionados
Percursos e trilhas

Tudo sobre como pedalar no pico do Itapeva

O pico do Itapeva, situado na majestosa Serra da Mantiqueira e acessível através de Campos do…
Leia mais
Viagem

Pedalando pelas Paisagens Incríveis da Itália: Guia Completo para Tours de Bicicleta

A Itália, com sua rica herança cultural e paisagens variadas, oferece uma experiência única para…
Leia mais
Esporte e Fitness

Pedalando com a clássica: o que saber sobre a roda aro 26

Pedalar com uma bicicleta equipada com rodas aro 26 é mergulhar na história do ciclismo de…
Leia mais
Newsletter
Receba  novidades  do Bike Registrada

Receba toda semana matérias  e novidades do Bike Registrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?