Manutenção de bikePasso a passo

Limpeza de bicicletas: passo a passo para mantê-las perfeitas

O aumento nas vendas de bicicletas nos últimos 20 anos em favor de um ambiente mais saudável e ecológico aumentou consideravelmente. Um maior interesse pela saúde física e mental também desempenhou um papel importante nessa mudança de consciência. Com essa nova tendência, também se tornou mais comum limpar e até mesmo consertar bicicletas em casa, pois essas tarefas são muito fáceis e até mesmo agradáveis de fazer.

É verdade que a aparência estética das bicicletas é importante, afinal, sua condição representa o cuidado que temos com elas em casa. Mesmo assim, as bicicletas também exigem limpeza e reparos mecânicos simples, mas que requerem certas ferramentas para serem bem executados. Por esse motivo, neste artigo, mostraremos como limpá-las corretamente e quais ferramentas são essenciais para mantê-las em ótimas condições.

Antes de pensar em produtos específicos para a manutenção de cada parte da bicicleta, é necessário primeiro considerar o passo mais importante de todos: remover a sujeira. Estamos falando de poeira, lama, areia, pedrinhas e outras manchas que dão um aspecto ruim à nossa bicicleta. Para isso, é necessário ter uma grande quantidade de água à sua disposição, seja em um balde ou, melhor ainda, em uma mangueira.

É importante limpar a sujeira mais fraca da superfície, pois outros produtos mais específicos terão um desempenho muito melhor após esse primeiro tratamento. No caso de bicicletas mais esportivas e que se sujam constantemente, deixar a sujeira assentar com o tempo pode degradar a pintura e até mesmo danificar algumas peças.

Escolhendo os produtos certos para limpeza de bicicletas

Uma boa limpeza depende de dois aspectos específicos: uma grande força de vontade e produtos essenciais que facilitam muito a realização do trabalho. Esses produtos geralmente são econômicos, fáceis de encontrar (até mesmo caseiros) e duram muito tempo.

Para começar com a manutenção adequada de uma bicicleta, é imprescindível ter água da torneira, algum tipo de sabão, detergente desengordurante, lubrificante de corrente, vários panos para que você não use sempre o que está engordurado ou sujo, uma ou duas escovas para alcançar os espaços mais apertados e complicados, alicates, chaves inglesas e chaves de fenda.

As últimas ferramentas mencionadas são usadas para desmontar as peças que não podem ser completamente limpas, a menos que sejam completamente separadas da bicicleta. Felizmente, essas são ferramentas comuns que podem ser encontradas em qualquer residência. Quanto aos produtos mais específicos, como desengordurantes, é essencial que não contenham produtos químicos abrasivos que danifiquem o metal ou a pintura da bicicleta.

Processo de limpeza detalhada: quadro, corrente e componentes

O primeiro passo antes de iniciar a limpeza profunda de bicicletas é desmontar completamente a bicicleta, para isso você precisa de chaves e alicates de diferentes tamanhos. Algumas pessoas preferem passar o desengordurante primeiro, mas isso só é recomendado quando as porcas da bicicleta estiverem enferrujadas. Caso contrário, é melhor desmontar as peças individuais ou, pelo menos, as duas rodas.

Após a desmontagem da bicicleta, todas as peças devem ser borrifadas com água, começando pelo quadro, lavadas com sabão não abrasivo e enxaguadas novamente, de preferência com uma mangueira, a menos que se trate de uma bicicleta com marchas (essas exigem um tratamento mais lento e cuidadoso). Em seguida, o quadro deve ser seco com um pano limpo, sem deixar uma única gota de água.

Esse pano limpo, para o qual são recomendados panos do tipo flanela, é ideal para secar também áreas mais complicadas, como cabos de freio, pedais e o garfo do quadro. Entretanto, como mencionado acima, é preferível ter pelo menos dois panos para realizar essas tarefas de limpeza.

A limpeza das rodas também pode ser um pouco complicada, pois há muitos ângulos difíceis e leva tempo para concluir a tarefa. Para isso, é essencial ensaboar, enxaguar e secar completamente cada uma dessas peças, especialmente os cubos, que conectam as correntes às rodas da bicicleta. Esses, assim como os raios, precisam de um desengordurante, de preferência um desengordurante penetrante, para deixá-los em ótimas condições.

A borracha das rodas pode ser limpa passando uma esponja com água e sabão nos contornos das rodas para deixá-las brilhantes e como novas. Isso é importante porque é a base das rodas que evita que a bicicleta escorregue em determinadas superfícies e proporciona uma aderência firme em estradas pavimentadas e de terra.

As correntes e seus suportes requerem, entre as ferramentas mencionadas acima, um lubrificante de qualidade, para que tenham uma vida útil longa e não fiquem presas constantemente. Nesse sentido, é aconselhável lubrificá-las com esse produto pelo menos uma vez por semana, a fim de manter a bicicleta em boas condições de funcionamento. A coroa que segura a corrente também deve ser cuidadosamente limpa com água e sabão e, em seguida, lubrificada.

Depois disso, a única coisa que resta para limpar são os elementos que geralmente são feitos de borracha, como o assento e o guidão. Água, uma boa esponja, sabão e uma boa esfregada são suficientes para deixá-los perfeitos. As escovas, nesse caso, são ideais para alcançar os lugares menores e mais complicados, como embaixo do assento ou nos menores lugares, como as rugas do guidão de borracha.

Dicas de manutenção diária para nossas bicicletas

Para evitar problemas com a mecânica de nossas bicicletas no dia a dia, às vezes é necessário fazer algumas manutenções e limpezas rápidas e básicas. Em primeiro lugar, sempre que voltarmos para casa, é bom passar água e sabão no quadro, no guidão e nas rodas e secá-los rapidamente para que não enferrujem.

Em segundo lugar, se a bicicleta tiver sido usada por muito tempo, é uma boa ideia lubrificar as correntes, pois é comum que elas percam essa propriedade e fiquem presas enquanto estamos pedalando. O simples fato de usar um frasco de lubrificante com um bico na corrente e, ao mesmo tempo, passá-la manualmente é mais do que suficiente para recuperar sua utilidade.

Se estivermos em um local geralmente quente ou úmido e a bicicleta em nossa posse não for usada regularmente, borrifá-la com água diariamente pode ser um fator determinante para que ela não acumule poeira e sujeira com o tempo. Ao mesmo tempo, graças a esse tipo de clima, garantimos que, por esse método, suas peças não enferrujam facilmente.

A manutenção e a limpeza de bicicletas são baratas, simples e rápidas de fazer, desde que você tenha as ferramentas necessárias à mão.

Com apenas uma ou duas horas de nosso tempo mensalmente, podemos manter nosso meio de transporte favorito com muito pouco esforço para que ele dure ao longo do tempo sem grandes problemas e, acima de tudo, economizando muito!

Artigos relacionados
Manutenção de bike

Diagnóstico de ruídos comuns na bicicleta: guia completo

Pedalar é uma atividade prazerosa, mas nada pode ser mais irritante do que ruídos indesejados…
Leia mais
ComponentesManutenção de bike

Guia completo de discos de freio a disco para bicicletas: tudo o que você precisa saber

Os discos de freio a disco transformaram a forma como ciclistas de todas as modalidades controlam…
Leia mais
Manutenção de bikePasso a passoUncategorized

Como colocar freio a disco na bicicleta aro 26

Quando se trata de segurança e desempenho na bicicleta, poucos componentes são tão cruciais…
Leia mais
Newsletter
Receba  novidades  do Bike Registrada

Receba toda semana matérias  e novidades do Bike Registrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?