Já pensou pedalar e ter total noção dos carros que estão se aproximando atrás de você? É justamente isso que o radar para bicicletas oferece, trazendo muito mais segurança ao pedal.

A inovação foi desenvolvida por uma equipe sul-africana e comprada pela Garmin. Embora já esteja no mercado desde 2015, muitos ciclistas ainda não conhecem essa tecnologia — e é sobre ela que falaremos neste conteúdo.

O que é o radar para bicicletas?

O radar para bicicletas é um aparelho capaz de informar ao ciclista os veículos que estão se aproximando, em uma distância de até 140 metros. Ele funciona de maneira independente, sem a necessidade de fios, e permite a integração com ciclocomputadores, celulares e GPS para bike.

O sistema de rastreamento é comercializado pela Garmin, com o nome de Varia. Ele é montado verticalmente no canote do selim e fornece alertas visíveis e audíveis quando veículos estão se aproximando da sua bike.

radar para bicicleta

Como o radar funciona?

Visualmente, o radar Varia parece um farol traseiro um pouco maior. Porém, na parte interna, ele conta com muito mais tecnologia. A instalação é simples, basta prendê-lo no canote do selim. Depois de montado, é só pressionar o botão de liga e desliga para fazer o aparelho funcionar. Uma pequena luz azul é acesa quando o radar para bicicletas está funcionando.

Para que o radar faça o seu trabalho, você precisará baixar o app Garmin Connect e sincronizá-lo ao seu ciclocomputador ou GPS. Se você não tem um ciclocomputador, poderá parear o app ao seu smartphone — a ligação é feita por meio de Bluetooth ou ANT+.

Toda vez que o radar detectar a aproximação de um veículo, aparecerá uma barra ao lado da tela do seu ciclocomputador ou celular, com um ponto representando o veículo e a indicação de quão próximo ele está de você e se ele está se aproximando.

O radar para bicicletas também tem um aviso sonoro e que soa mesmo quando o resto das funções estão silenciadas.

A barra de aproximação é bastante precisa e, quando o veículo estiver se preparando para te ultrapassar, o radar emitirá um novo alerta sonoro. Após o veículo finalizar a ultrapassagem, a barra muda de vermelho para verde. Mas se houver outro veículo aguardando a sua vez de passar, a barra continuará vermelha e, neste caso, você poderá não receber o alerta sonoro de aproximação.

Para quem pedala em pelotão, o radar não considera a aproximação de ciclistas. Então, qualquer veículo que esteja quase na mesma velocidade que você, dentro de um raio de 30 metros, é visto como um colega ciclista e o sistema não irá alertá-lo sobre essa aproximação.

Luz

Além do alerta sonoro, a intensidade do brilho da luz traseira também fica maior, à medida que os carros se aproximam. Mesmo quando está no modo piscante, essa luminosidade fica maior.

Você pode optar entre os diferentes modos de luz, com o Solid, Peloton (menos lúmens para não atrapalhar a visão dos ciclistas que vem atrás) e Night Flash.

O radar mostra até 8 veículos que se aproximam, indicando o nível de proximidade em cores. De acordo com a Garmin, o tempo de duração da bateria é de até 15 horas no modo intermitente e de 6 horas no modo sólido.

Conforme os veículos se aproximam, o radar muda a intensidade da luminosidade para alertar sobre a sua presença e oferecer ainda mais segurança aos ciclistas. Assim, neste momento, a luz traseira começa a piscar com uma luz intermitente com uma frequência e uma intensidade maiores.

É importante explicar que existem dois modelos do Varia, um com luz (RTL510/515) e um sem luz (RVR315). A versão sem luz pode ser usada por quem já tem um sistema desse tipo instalado na bike.

Tecnologia

A tecnologia de funcionamento do Garmin Varia envolve um transmissor de rádio que emite sinais de radar instalado na parte traseira da bicicleta e um receptor que detecta os sinais de radar refletidos por objetos em movimentos que estão atrás de você.

O aparelho analisa o sinal do radar refletido para identificar os veículos e determinar a distância deles e a velocidade de aproximação.

O radar faz a detecção em uma velocidade relativa. Os veículos que se aproximam a mais de 90 km/h são exibidos em vermelho — e os que estão abaixo desse limite, aparecem em laranja.

Quais as vantagens dessa tecnologia?

O radar para bicicletas não é um acessório indispensável para o pedal, porém ajuda a trazer um upgrade importante em termos de segurança — principalmente para quem pedala na cidade ou em estradas e rodovias.

Para se ter uma ideia, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), mais de 8,5 mil ciclistas morreram na última década de acidentes de trânsito. O mesmo estudo mostrou, ainda, que o número de atropelamentos de ciclistas cresceu 45% de 2012 para 2018.

Então, contar com um radar para bicicletas é, sem dúvida, uma forma de se proteger contra essas ameaças e de pedalar com mais segurança, podendo ter uma noção mais eficiente dos veículos próximos.

É claro que o radar não vai evitar que você seja atropelado, porque ele não pode conter a imprudência dos motoristas. Mas ele lhe dará a chance de “sair do caminho”, caso algum veículo venha em alta velocidade atrás de você — além de piscar as luzes com maior intensidade, aumentando as chances do motorista lhe enxergar e desacelerar, evitando uma colisão.

Muitos ciclistas já usam o espelho retrovisor para bike, porém, o radar é uma versão muito mais tecnológica e precisa. Afinal, você não precisará pedalar o tempo todo olhando para o espelho, e o aparelho consegue cobrir uma área muito maior, além de contar com o aviso sonoro.

Vantagens

Entre as principais vantagens dessa tecnologia, podemos citar:

  • maior sensação de segurança, ajudando o ciclista a analisar a aproximação dos veículos;
  • longa duração da bateria;
  • padrão de luz que se altera conforme a aproximação do veículo, oferecendo mais visibilidade de você e da sua bike para os motoristas;
  • presença do alerta sonoro, que ajuda a chamar mais atenção do ciclista para a aproximação do veículo;
  • compatibilidade com celular, GPS e ciclocomputadores que não são da Garmin;
  • é fácil de instalar e se encaixa perfeitamente no canote do selim.

Desvantagens

Como qualquer tecnologia, o radar para bicicletas também apresenta alguns pontos desfavoráveis:

  • é um equipamento bastante caro, o que o torna pouco acessível para muitos ciclistas;
  • cabo de carregamento micro USB.

Agora você já sabe tudo sobre o radar para bicicletas? Quer pedalar com ainda mais segurança? Conheça o seguro pessoal contra acidentes do Bike Registrada!

seguro de bike