Uma dúvida comum e que provavelmente deve ter passado pela sua cabeça é se pedalar engrossa as pernas. A resposta é sim. Mas, calma. Não saia desta página achando que já tem a resposta definitiva. Afinal, pedalar é um exercício que queima calorias e ajuda a emagrecer, mas, com as dicas certas, também traz ganho de massa muscular.

Se você pedala há um tempo, deve ter reparado que suas pernas ficaram mais torneadas. E se você acha que o motivo é apenas a pedalada, não se engane, pois, há outras coisas que influenciam esse ganho de massa nos membros inferiores.

Portanto, neste post, vamos te ensinar como engrossar as pernas, com métodos, dicas de treinos e outros truques para garantir pernas, além de bonitas, com muita força para pedalar!

Pedalar engrossa as pernas, mas quando é feita em intensidade média a alta, por poucos minutos

Treinar é a primeira coisa que você deve fazer para engrossar as pernas. Mas, não basta ir aos pedais diariamente, se ele não for feito com método.

O treino de pedalar engrossa as pernas, deve ser feito por pelo menos 3 vezes por semana, em curtos espaços de tempo. Assim, parecendo com treinos de sprints, mas em menos intensidade, suas pernas vão ganhar muita força.

Por dentro do organismo, o que esses treinos fazem é romper muitas fibras musculares, deixando-as torneadas, ou melhor dizendo, mais grossas.

Manter uma alimentação rica em carboidratos e proteínas

Se pedalar engrossa as pernas, saiba que a alimentação é o que as mantêm sempre firmes. Porém, não pense que basta comer mais, e ficar semanas sem pedalar, porque o resultado será gordura acumulada nos membros inferiores, e nada de força.

Para garantir que as suas pernas fiquem mais grossas, ao mesmo tempo que treinar deve ser de lei, comer alimentos que entreguem as calorias e substâncias necessárias, também é.

Nesse sentido, basicamente, dois elementos são responsáveis por ajudar a pedalar engrossa as pernas: carboidratos e proteínas. Então, invista forte mesmo em alimentos ricos nessas substâncias.

Um dos alimentos que não pode faltar no seu cardápio diário é a carne de frango. Essa ave é cheia de proteínas, e tem pouquíssima gordura, o que é prejudicial à saúde e ao crescimento de massa muscular.

CARBOIDRATO NÃO É UM VILÃO 

A presença do carboidrato dentro de uma dieta específica para ganho de massa muscular é muito importante. Por ser uma macronutriente, ele ajuda fazendo com que as proteínas não sejam usadas como uma fonte de energia para o corpo

Mas, não é por isso que vamos comer um pãozinho a qualquer hora. É necessário ser estratégico, principalmente com o uso de massas refinadas ou mesmo integrais. Isso acontece porque elas são rapidamente absorvidas pelo organismo e se transformam em glicose. 

Ao ingerir estes alimentos em um momento não oportuno para dieta, pode ocorrer um pico de glicose na corrente sanguínea, o que acaba gerando um aumento dos níveis de insulina e acarretando na retenção de gorduras. 

Por consequência disso, os carboidratos simples como o arroz, macarrão, pães, batatas ou mesmo mandiocas, podem ser ingeridos, mas sempre com moderação no pós-treino, dentro de um processo de aumento de massa muscular. 

O ideal é que ele seja combinado com fontes de proteína, como por exemplo, a clara de ovos. Ela é muito indicada para o aumento de massa muscular pois é rica nos aminoácidos L-Leucina e L-Glutamina, que auxiliam na construção e reparação muscular. 

Para quem não gosta muito de ovo ou acha legal variar, uma alternativa pode ser o uso de whey protein, um integrador com base na proteína do soro do leite. Na forma hidrolisada, ele oferece uma rápida absorção. 

Além de tais consumos fornecer muita energia, eles vão superlotar o seu corpo com calorias, que serão convertidas em massa muscular durante seus treinos e descansos.

Quantas calorias são gastas na pedalada? 

Esse é um assunto que todo mundo tem a curiosidade de saber. Normalmente, em um treino com velocidade moderada é possível perder entre 600 a 700 calorias. Existe sempre uma margem, pois o ciclismo possui um nível de esforço variado, dependendo muito das condições do trajeto percorrido e da intensidade da pedalada. 

É muito ou é pouco? Isso é bastante relativo, dependendo de qual é o seu objetivo dentro do ciclismo. Lembrando que o gasto calórico pode ser aumentado com o aceleramento do metabolismo.

Alguns alimentos como maçã, limão, pimenta-caiena e, principalmente o gengibre, possuem nutrientes que ajudam a deixar o metabolismo do corpo mais rápido. O gengibre tem o poder vasodilatador, que consegue melhorar a circulação sanguínea no corpo por conta do aumento dos diâmetros das pequenas artérias. Além disso, alimentos ricos em ômega 3, como peixes, auxiliam a intensificar também essa queima calórica. 

Isso depende também do biotipo corporal de cada pessoa, que é influenciado de acordo com o próprio metabolismo, mas também em relação à própria constituição óssea, a quantidade de gordura presente no corpo e a massa muscular. 

Existem três tipos de biotipo: ectomorfo, mesomorfo e endomorfo. Para identificar com exatidão em qual dessas categorias o seu corpo se encaixa, é preciso realizar uma consulta com um profissional da educação física, nutrólogo ou nutricionista.

Deste modo, será mais fácil estabelecer uma dieta de acordo com o tipo físico, melhorando assim a resposta do organismo.  

A HIDRATAÇÃO É FUNDAMENTAL

PEDALAR ENGROSSA AS PERNAS

 

A água sempre foi o elemento vital à vida. E na bike e em qualquer outra atividade física, ela é o Santo Graal para engrossar as pernas.

Explicamos: a água ajuda a manter as células do seu corpo em pleno funcionamento, contribuindo para que mais oxigênio acesse os seus órgãos e músculos.

O que ela faz é, além de ajudar o seu corpo a funcionar 100% bem, acelerar o processo de crescimento muscular. Que envolve o treino, o descanso, a alimentação e a metabolização das substâncias que você consome.

Logo, beber muita água todos os dias, ajuda em pedalar engrossa as pernas, fazendo os seus músculos crescerem, além de deixar o seu corpo sempre preparado para treinos puxados.

Descansar é essencial para engrossar as pernas depois de pedalar

Descanso como parte dos treinos é fundamental para a mente e corpo. E pode ter certeza de que aqueles dias sem fazer nem um giro, fazem toda a diferença no resultado de pedalar engrossa as pernas.

O simples ato de descansar regenera o seu corpo do estresse sofrido no pedal. Assim, nesse período que envolve desde um simples cochilo no meio do dia, aos minutos ou horas de leitura, assistindo a filmes, e dormir, é que o crescimento muscular acontece.

Nesses momentos, o seu corpo vai reconstruir as fibras musculares que estão rompidas. Logo, ele precisa repor essas brechas nos músculos, com proteínas dos alimentos que você ingere.

Mas, sempre fique atento que, depois de um dia de treino, é preciso descansar pelo menos por 48h. Você até pode fazer um descanso de 24h e, no dia seguinte, praticar um treino regenerativo, que o resultado também será muito bom para suas pernas.

Engrossar as pernas exige mais exercícios

Nem só de pedalar engrossa as pernas. Por isso, é preciso complementar esse esporte com outros exercícios físicos que também tonificam os membros inferiores e garantem mais força e resistência.

Agachamentos

Clássicos do mundo dos esportes, os agachamentos dão ganhos consideráveis de resistência e força às pernas. Uma vez que abaixar e levantar o peso do próprio corpo, por repetidas vezes, em várias séries, rompe fibras musculares das pernas, gerando aumento de tônus.

Treinos funcionais

Os treinos funcionais são focados em entregar mais resistência e força ao corpo, para diversas atividades. Então, além da bike e das pernas, esse tipo de treinamento vai te ajudar também a ter mais qualidade de vida para trabalhar sentado no home office, no seu dia a dia, em trabalhos manuais, entre outros.

Musculação

Como atividade aeróbica, ou seja, de curta duração e alta intensidade e exigência de força, a musculação é eficaz para engrossar as pernas. Além disso, as demais atividades que envolvem essa categoria, contribuem muito para o ganho de força do corpo em geral, influenciando na melhora dos seus pedais.

Pedalar em marchas mais pesadas

PEDALAR ENGROSSA AS PERNAS

 

Pedalar em marchas mais pesadas é uma maneira eficiente de engrossar as pernas, pois é nessa intensidade que você faz mais força para a bike avançar.

Mas, não ache que é preciso colocar a marcha mais pesada de todas, em qualquer terreno. Isso deve ser feito de forma consciente, sentindo qual é uma marcha pesada ideal ao terreno que você está, sem que o pedal fique exaustivo.

De preferência para fazer isso em retas, e coloque em só uma marcha mais pesada, acima da que você está acostumado a pedalar. Assim, o seu corpo vai, aos poucos, se acostumar para pedalar cada vez mais em marchas mais pesadas.

É importante ter em mente que apenas a bicicleta não será a responsável por fazer as suas pernas engrossarem. Portanto, todas essas dicas aqui acima devem ser feitas em conjunto, para que esse objetivo seja alcançado com muito êxito.

No mais, se for conveniente para pedalar engrossa as pernas, invista em um serviço de nutricionista, que montará um cardápio focado em ganhar massa muscular. Com os seus treinos e exercícios, esse ganho será consistente.

Disciplina para ver os resultados

Há quem diga, “disciplina: ou você tem ou não tem”. Não é bem assim, a tal da motivação necessária para a disciplina é uma habilidade psicofísica, que podemos treinar e, consequentemente, melhorar. A disciplina é uma força interior que nos impulsiona a realizar as atividades físicas. É preciso identificar qual a sua. 

Pedalar engrossa as pernas, ajuda no emagrecimento, libera tensões, afasta pensamentos negativos, amplia seu círculo social, desperta seu lado competidor. 

Sua motivação é se tornar mais fitness, se divertir, participar de um grupo de amigos esportistas ou melhorar a sua notoriedade no ciclismo… É importante pontuar tudo e os objetivos devem estar claros dentro de você. Com esses fatores motivacionais estabelecidos, será mais fácil conduzir a disciplina. 

Motivação para pedalar: como ter?

Uma das maiores motivações que podemos ter é saber de onde viemos e para qual lugar queremos ir. Para isso, tente fazer o exercício mental reunindo os momentos mais importantes de toda a sua trajetória dentro do ciclismo. 

Coloque na balança seus melhores resultados obtidos, os percursos mais longos e mais desafiantes que conseguiu passar. Relembre o período de quando você começou os treinos e compare com a resistência física que você tem hoje.  

Faça também o contrário, comece a imaginar o que seria da sua vida se não tivesse vivenciado tudo isso. Quantos momentos felizes e de superação teria perdido? 

Pegue um papel ou abra um bloco de notas no celular e escreva, quais são as principais motivações que fazem com que você continue a pedalar? Assim, toda vez que surgir algum desânimo e você perca a vontade de treinar. Leia cada um destes pontos, volte a mente para a sua história e relembre quem é você.  

Outros benefícios da pedalada

PEDALAR ENGROSSA AS PERNAS

 

Que pedalar engrossa as pernas você já sabe. Mas além disso, o exercício físico com a bicicleta pode trazer também outros benefícios muito importantes para a sua saúde, física e mental: 

  • Protege o coração e as artérias, reduzindo o risco de hipertensão e ataque cardíaco.
  • Promove uma tonificação geral do corpo.  
  • Auxilia na perda de gordura localizada, principalmente na região da barriga.
  • Proporciona um emagrecimento saudável.
  • Melhora a atividade sexual.
  • Previne e controla diabetes.
  • Contribui para a melhora da coordenação motora.
  • Aumenta o fôlego. 
  • Mantém as articulações dos joelhos, quadris e tornozelos ativas, por ser um esporte com baixo impacto com o solo.
  • Diminui a sensação de fadiga aumenta os níveis de energia.
  • Restabelece a autoestima e proporciona uma sensação de bem-estar. 

É importante frisar que a pedalada é benéfica também para a sua carteira. Praticando o ciclismo regularmente você economiza no bilhete de transporte, na gasolina, no estacionamento do carro, na mensalidade da academia, na consulta médica e, consequentemente, em remédios. Ou seja, pedalar é tudo de bom! 

Seu foco é ganhar pernas torneadas? Leia nosso artigo com dicas sobre como ganhar massa muscular pedalando!

seguro de bike