Uma dúvida muito comum para quem começa a pedalar é sobre a modalidade a escolher: MTB ou Speed? Cada uma dessas alternativas possui suas próprias características – que podem estar mais ou menos relacionadas ao seu perfil.

Se você está em dúvida sobre qual modalidade escolher para dar o pontapé inicial na sua vida no ciclismo, siga lendo as dicas que separamos!

MTB x Speed: o que é cada modalidade?

Para poder escolher corretamente a modalidade, é importante entender as diferenças entre elas. Vamos ver em detalhes?

MTB

MTB é a sigla para Mountain Bike. A modalidade também pode ser conhecida por outros nomes, como bike de trilha ou bike de montanha. Dentro do MTB, ainda há várias submodalidades.

Basicamente, todas envolvem pedalar em trilhas e ambientes abertos, em contato com a natureza. Por isso, o MTB é a escolha certa para aqueles amantes da liberdade e que adoram descobrir novos cenários e ter um contato mais próximo com o meio ambiente.

No MTB, você irá pedalar em estradões de terra, trilhas e outros locais abertos. As modalidades mais comuns do MTB são:

  • Cross Country (XC): contam com bikes de passeio e de competição. É considerado o MTB clássico, em que a regra é pedalar rápido, por distâncias curtas a longas, em qualquer lugar.
  • Maratona: reúne os mesmos desafios da submodalidade anterior, porém com percursos muito maiores.
  • Dirty Jump: modalidade que requer bikes resistentes e que envolve pulos, manobras e muita técnica, com pistas com grandes rampas.
  • Pump Track: é semelhante a anterior, porém “mais leve”, com circuitos com rampas;
  • Cicloturismo: é derivado do MTB e utiliza bikes desse tipo, que são resistentes e têm manutenção facilitada. É, basicamente, viajar de bicicleta;
  • Downhill: primeira modalidade do mundo de MTB, com a descida de pistas técnicas e escadarias;
  • Enduro e All Mountain: envolvem o mesmo tipo de bike, mas no enduro há predomínio da alta velocidade e no all mountain o pedal é feito em trechos técnicos.

Speed

Speed é outra modalidade do ciclismo (também chamado de ciclismo de estrada). Como o nome sugere, nesse caso, a velocidade é muito importante, por isso as bikes têm uma aerodinâmica diferente e são mais leves.

Geralmente, as provas de ciclismo de estrada são disputadas em circuitos abertos em ruas ou estradas e existem dois estilos: estrada e contra-relógio, sendo que ambos podem ser disputados individualmente ou por equipes.

As provas podem ser:

  • De circuito: realizadas em circuitos fechados, geralmente pequenos, com os ciclistas dando voltas até completarem o tempo estipulado ou o número de voltas determinado, ganha quem chegar na frente na última volta.
  • De um dia: são provas clássicas, de resistência e longa duração, disputadas em estradas acima de 100 km. Podem ocorrer em circuitos, em torno de 10 km por volta. Ganha quem cruzar a linha de chegada primeiro. As provas clássicas nessa categoria são: Paris-Roubaix, Tour de Flanders e Milão-Sanremo.
  • Por etapas (Grandes Voltas): provas disputadas em mais de um dia, em diferentes terrenos, com etapas em estradas planas, outras em regiões montanhosas e outras contra-relógio. As provas mais conhecidas são: Tour da França, Giro de Itália e Volta da Espanha. Há diversas premiações, como classificação geral, rei da montanha (mais pontos nas subidas das montanhas), classificação por pontos, atleta jovem e por equipes.
  • Contra-relógio: provas de velocidade disputadas em distâncias menores, sem uma distância fixa. Ganha quem fizer o menor tempo na distância estipulada.

mtb ou speed

MTB ou Speed: quais as diferenças nas bikes?

Como as modalidades são diferentes, as bicicletas também são distintas – e é preciso entender as indicações de cada uma delas para saber qual comprar.

MTB

A mountain bike é uma bicicleta versátil e confortável que pode ser usada em trilhas, terrenos montanhosos, estradões de terra e também para o asfalto, em deslocamentos na cidade. Justamente por isso, essa bicicleta costuma ser a porta de entrada para a maioria dos ciclistas.

Essa é uma bike confortável devido ao seu conjunto, com suspensão dianteira ou traseira, troca de marchas (que facilita na hora de encarar as subidas) e pneus mais largos (oferece mais segurança e controle da bike).

Como esta é uma das modalidades com maior número de adeptos no Brasil, não será difícil encontrar um grupo de ciclistas para começar a pedalar, encarando as primeiras trilhas ou estradões de terra e sentindo o “gostinho” da liberdade, devido ao contato mais próximo com a natureza.

Speed

Essa é uma bicicleta voltada para a velocidade, por isso tem uma aerodinâmica diferenciada e pneus mais finos e lisos, que geram menor resistência na pista.

Não é uma bike voltada para o conforto, principalmente quando comparamos com uma MTB, mas ela é projetada para oferecer mais velocidade ao ciclista. Por isso, essas bikes são mais leves e costumam ter o guidão “curvado” para baixo, deixando o ciclista em uma posição aerodinâmica para pedalar.

É importante destacar que, enquanto uma MTB é versátil e roda em diferentes superfícies, a Speed foi projetada apenas para rodar no asfalto ou em vias pavimentadas.

Além disso, essa bicicleta não tem nenhum tipo de suspensão e as transmissões exigem mais força do ciclista para impulsionar a magrela.

E a bike híbrida?

Uma outra possibilidade, para quem não consegue se decidir entre MTB ou Speed, é a bike híbrida. Como o próprio nome sugere, ela mescla características das MTB e das Speeds.

O quadro costuma ser de uma MTB clássica, mas as rodas possuem 700 mm de diâmetro (o mesmo das bikes de speed). Essas bicicletas podem ser equipadas com suspensão dianteiras e costumam ter acessórios que ajudam o ciclista no dia a dia rodando nas cidades ou em cicloviagens, como para-lamas, bagageiros, farol etc.

As bicicletas híbridas são muito populares na Europa e aos poucos têm caído nas graças dos brasileiros também. Elas são mais confortáveis e podem rodar nas cidades, em estradas de asfalto e até em terra batida. Por isso, é considerada a magrela ideal para cicloviagens.

Como escolher a minha modalidade?

Definir entre MTB ou Speed é algo muito particular e depende do que você pretende com o ciclismo. Quem ama liberdade e contato com a natureza, geralmente prefere pedalar no MTB, já que as trilhas e estradões de terra permitem fazer passeios diferenciados, em zonas rurais, cachoeiras e outros locais de visuais deslumbrantes.

Mas, se, por outro lado, você ama velocidade e adora pedalar na cidade, em estradas asfaltadas ou outros circuitos que permitem correr e sentir muita adrenalina, certamente o Speed é a melhor opção.

Geralmente, quem está começando no ciclismo, opta por uma bike de MTB, por ser mais confortável e versátil. Assim, você poderá pedalar em diferentes terrenos e escolher a modalidade que mais lhe agrada.

Posso praticar as duas?

Embora a “disputa” entre MTB ou Speed seja antiga entre os ciclistas, nada impede que você pedale nas duas categorias, com bikes distintas para cada necessidade. O mais importante é começar a pedalar. Com certeza, você acabará se apaixonando e poderá se aventurar em diferentes modalidades.

E aí, já sabe qual é melhor para o seu perfil, MTB ou Speed? Se você curtiu este conteúdo, compartilhe nossas dicas com seus amigos do pedal nas suas redes sociais!

seguro de bike