Se você quer montar uma bike, comprá-la nova ou usada, é um bom sinal de que quer subir de nível no pedal. E se quiser começar a pedalar, melhor ainda. Nesse momento, algo que deve ser o primeiro ponto colocado antes de adquirir a bike é ver o grupo de peças que vem nela. Por isso, conhecer a hierarquia Shimano e seus respectivos grupos é básico para ter as peças ideais para o seu objetivo.

Cada marca trabalha com peças de diferentes níveis que equipam bikes de entrada, intermediárias e de competição. Ou seja, o grupo de peças que envolve os freios, câmbios, trocadores, cassete e pedivela precisa ser alinhado com o perfil da bike.

Para ter uma bike mais leve ou para ganhar rendimento em treinos, conheça agora neste post, a hierarquia Shimano em seus diferentes grupos de mountain bike!

Qual é a hierarquia Shimano para os grupos de Mountain Bike?

Tourney

Shimano Tourney 2020

Créditos: Shimano

O primeiro grupo da marca japonesa entrega 18, 21 ou 24 velocidades para terrenos leves e um perfil de ciclista que quer mesmo é passear. Peças bastante duráveis e com bom acabamento são parte dessa linha da hierarquia Shimano.

Altus

Shimano Altus 18v

Créditos: Shimano

Um dos grupos mais aclamados de bikes urbanas, funciona para passeios longos e mini treinos. A relação inclui jogo de freios hidráulicos e 18 velocidades bem distribuídas.

Acera

Shimano Acera 27v

Créditos: Shimano

Para quem curte um cicloturismo, rodar bastante na cidade e em trilhas, a hierarquia Shimano tem o Acera.

Essa é uma linha mais robusta que oferece muita durabilidade e o mesmo design de câmbios de linhas superiores. Freios hidráulicos e relação de 27v ou de 18v são pontos altos.

Alivio

Shimano Alivio 18v

Créditos: Shimano

Um grupo dedicado para um mountain bike aventureiro em trilhas técnicas e trechos longos, cheios de barro, pedras e cascalho. Esse grupo conta com, entre outros diferenciais, pedivela integrado, 27 ou 18 velocidades e cassete padrão 11-36 dentes.

Deore

Shimano Deore 10v

Créditos: Shimano

O grupo de entrada da categoria top de linha é páreo para qualquer desafio. Na hierarquia Shimano, desde 2020, o Deore passou a ter relação 1×11. E em 2021, foi para 1×12.

Há também versões de 10 e 22 velocidades, para quem busca ou uma gama de marchas pequena ou muito grande. O câmbio traseiro passou por um redesign e está mais leve, continuando com a trava que o deixa mais rígido.

No mais, os freios a disco hidráulicos ganharam mais potência e um design discreto, permitindo maiores frenagens com um dedo só no manete.

SLX

Shimano SLX 12v

Créditos: Shimano

A hierarquia Shimano definiu há alguns anos que o grupo SLX seria de 12 velocidades. E isso garantiu um grupo de alta performance ainda mais leve.

Destaques desse grupo são os cubos de eixo passante — boost — que seguem os padrões da maior parte das bicicletas aro 29 intermediárias de hoje.

No mais, o cassete da linha SLX permaneceu com pinhões de alumínio para reduzir peso. Além de ter ganho freios mais potentes também.

XT

Shimano XT 12v

Créditos: Shimano

O grupo top de linha da hierarquia Shimano ficou mais leve em 2021, e foi redesenhado para duas versões: uma de 11 e outra de 12 velocidades.

O XT equipa discos do tipo com a tecnologia Ice Tech — esfriam mais rápido nas frenagens — e peças todas em alumínio, aliviando peso e gerando alto rendimento. Freios e pinças Ice Tech também fazem parte do XT, além de cubos para eixo boost.

XT Di2

Essa é a versão eletrônica do grupo XT, deixando o grupo todo ainda mais leve. Não há mudanças consideráveis além dessa, para o padrão mecânico.

XTR

Shimano XTR 12vCréditos: Shimano

O grupo mais avançado da hierarquia Shimano para MTB é uma versão ainda melhor de seu “irmão” XT. Essa versão do XTR é disponível em 12 ou 24 velocidades, enquanto a segunda é voltada para a categoria enduro e all mountain.

Trocas mais rápidas e os cassetes em padrões 10-51 e 10-45 dentes, para as respectivas 12 e 24 velocidades, entregam a alta performance do grupo.

Uma mudança trazida também para o grupo XTR é que ele tem freios a disco hidráulicos em pinças de dois ou quatro pistões.

XTR Di2

A versão eletrônica do grupo XTR é o ápice que a hierarquia Shimano alcançou no mundo de tecnologias para o mountain bike. Nesse modelo, o XTR comporta 11 e 22 velocidades.

Qual o melhor grupo da hierarquia Shimano para Mountain Bike?

A Shimano pode ter trabalhado muito para criar o seu melhor grupo de mountain bike, que é de fato o XTR Di2. O modelo vem com o melhor em tecnologias modernas para o MTB, aliando eficiência, precisão e peso baixíssimo.

Contudo, afirmar que o XTR Di2 é o melhor grupo da Shimano seria desprezar a dedicação da própria marca em relação aos outros grupos da hierarquia Shimano.

O motivo é que cada grupo dentro da hierarquia Shimano tem seu propósito de uso. Logo, enquanto o Tourney é ideal para passear, o XTR é perfeito para competir. E usar o melhor grupo para passear no bairro não ofereceria a real experiência que ele proporciona.

Logo, o melhor grupo Shimano é aquele que funciona melhor para o seu objetivo de pedal. Seja passear ou competir.

Esse tema da hierarquia Shimano pode ficar de lado quando não se conhece para qual tipo de objetivo o grupo foi criado. Logo, adquirir uma bike com peças de alto desempenho pode não funcionar para a sua proposta de pedal.

Não damos uma regra, mas a dica que vale a pena arriscar é testar cada desses grupos e ver o que se encaixa ao passeio, treino ou competição que você deseja. Assim, você vai sentir na hora qual é a melhor opção de grupo da hierarquia Shimano.

Já pensou em pedalar de bike nova ou vai de usada mesmo? Acesse agora a página especializada e com ofertas seguras de bikes no Brasil todo: Classificados Bike Registrada!

Classificado de bikes; marketplace de bikes