Uma dúvida muito comum no pedal é sobre como regular a marcha da bike, especialmente o câmbio traseiro. Embora essa não seja uma missão complicada, é importante entender corretamente como fazer e quais ferramentas usar, visando um resultado adequado.

Com o uso da bike, é normal que as marchas fiquem um pouco desreguladas — e isso pode acabar afetando o seu desempenho e o prazer em pedalar. Afinal, nada pior do que sair para um pedal e as marchas ficarem pulando e fazendo barulho, não é?

Então, confira as dicas que separamos e aprenda a regular a marcha da sua bike de uma vez por todas!

Por que ajustar o câmbio da bicicleta?

Após a invenção dos câmbios indexados, é muito complicado conseguir pedalar em uma bicicleta com a marcha desregulada. Além do barulho chato, sempre temos a sensação de que a bicicleta mudará de marcha a qualquer momento, causando insegurança e tirando o prazer do pedal.

No caso do câmbio traseiro, o ajuste é ainda mais importante. Afinal, se o trabalho não for feito da maneira correta, há o risco de a corrente ir além do pinhão, fazendo com que o câmbio traseiro entre no meio dos raios da bicicleta, o que, claro, pode ocasionar uma queda, além da quebra da gancheira do quadro e do componente.

Se você está sentindo que as marchas da sua bike não estão entrando com facilidade, demoram para subir ou descer — ou ainda é preciso de uma “ajuda” com o trocador, então é sinal que está na hora de ajustar o câmbio.

Outro sinal claro é aquele som da corrente tentando encaixar, o famoso “tlec tlec tlec”.

Imagem: Haydan As-soendawy

Como regular a marcha da bike?

Está notando todos os sinais de que a marcha da sua bike está desregulada? Não precisa se desesperar, porque é possível, você mesmo, fazer esse ajuste. É claro que, em alguns casos, será necessário contar com a ajuda de um mecânico, que tem as ferramentas especializadas.

Ferramentas

Para começar a regular a marcha da sua bike, você precisará de algumas ferramentas básicas, que são: chave phillips, chave allen 5 mm e uma chave de boca 9 mm.

Tensão do cabo

Alguns problemas usuais que podem acontecer são:

  1. você precisar trocar a marcha e ela não subir: a causa geralmente é o cabo com uma tensão frouxa;
  2. você tentar descer a marcha, mas ela não descer: a causa geralmente é o cabo excessivamente tensionado.

No primeiro caso, é só procurar o regulador do cabo, que pode ficar na marcha traseira ou na parte dianteira da bike. Se mesmo com o regulador, não resolver, é só soltar o cabo e puxá-lo até ele ficar novamente tensionado.

Depois é só trocar de marcha para ver se está tudo funcionando. Vá tensionando até a marcha entrar. Nem sempre a tensão precisa ser grande. Vá fazendo aos poucos e testando.

No segundo caso, a resolução é o contrário. Basta soltar o cabo no regulador até a marcha descer.

Regulagem pelos parafusos

Na parte do câmbio traseiro, você encontrará dois parafusos: o parafuso H e o parafuso L. Esses parafusos servem para limitar o câmbio para ele não descer ou subir muito, evitando, por exemplo, a queda da corrente.

O parafuso L é o que fica localizado na parte de cima e o H na parte de baixo. Se o parafuso L está solto, a corrente tende a cair para dentro do cassete. Para corrigir isso, é só apertar o parafuso L. Caso ele esteja muito apertado, o câmbio não subirá na última marcha. Então, é só soltar um pouquinho o parafuso L.

Se o parafuso H estiver muito solto, a corrente será jogada para fora do menor pinhão. Nesse caso, é só apertar o parafuso H. Se o parafuso estiver muito apertado, a marcha não descerá para a menor. Daí é só soltar o parafuso H e resolver o problema.

Gancheira

Se mesmo com os ajustes anteriores, a sua marcha ainda está com dificuldades, é possível que a sua gancheira esteja quebrada ou torta. Aí será preciso usar uma ferramenta chamada alinhadora de gancheira, que deixará a peça reta de acordo com o quadro.

Mas essa é uma ferramenta cara. Por isso, compensa mais você levar a sua gancheira para alinhar em um mecânico especializado.

Parafuso tensão B

Outra possibilidade é a desregulagem do parafuso tensão B. Ele serve para deixar a corrente subir. Quando ele está desregulado, a marcha poderá ficar mais lenta para descer ou subir. Nesse caso, também é preciso contar com uma ajuda especializada.

Imagem: mxbike

Regulagem do câmbio dianteiro

Além do câmbio traseiro, muitos ciclistas também têm dúvidas de como regular a marcha da bike na parte dianteira. Os ajustes são bem parecidos com o que citamos para o câmbio traseiro.

Parafusos

Posicione o câmbio dianteiro na menor engrenagem do pedivela e o câmbio traseiro na maior engrenagem do cassete. Observe a distância que a corrente está passando da placa interna do câmbio. Caso ela esteja raspando na placa, gire o parafuso L no sentido anti-horário.

E se a corrente estiver passando longe da placa, faça o contrário: gire o parafuso L no sentido horário.

Na sequência, posicione o câmbio dianteiro na maior engrenagem do pedivela e o câmbio traseiro na menor engrenagem do cassete e observe a corrente. Se ela estiver encostando na placa externa, gire o parafuso H no sentido anti-horário e, se ela estiver passando longe da placa externa, gire o parafuso H no sentido horário.

Tensão do cabo

A tensão do cabo também pode desregular o câmbio dianteiro. Para verificar, deixe o câmbio dianteiro na engrenagem do meio e o traseiro na menor engrenagem.

Caso a corrente esteja raspando na placa externa do câmbio dianteiro, é só mover o ajustador de tensão do cabo no sentido anti-horário. E se a corrente estiver passando longe da placa externa, gire o ajustador no sentido horário.

É claro que esses são ajustes mais simples. Dependendo do caso, você poderá sentir a necessidade de um ajuste fino e mais preciso. Existem vários procedimentos que só um mecânico especializado poderá fazer, como o alinhamento da gancheira, que citamos, a troca ou lubrificação dos cabos e conduítes, entre outros.

Porém, com essas dicas, já ficará mais fácil deixar a sua bike segura para os passeios.

Agora você já sabe como regular a marcha da bike? Baixe o nosso e-book grátis e aprenda a fazer a manutenção completa da sua bicicleta!