Sabe quando usamos um sapato que é um número menor que o nosso? Ele incomoda, dói e dificulta a caminhada. O mesmo acontece quando andamos de bicicleta com equipamentos que não correspondem à anatomia do nosso corpo. Escolher um selim confortável é o primeiro passo para garantir uma boa pedalada.  

O banco da bicicleta constitui um dos três pontos de apoio do ciclista, juntamente com o guidão e os pedais. Porém, entre todos os outros componentes, o mais complicado de encontrar é um selim confortável, porque ele atinge zonas muito delicadas do corpo. 

A importância de um selim confortável

A prática continuada do ciclismo traz inúmeros benefícios para a saúde de quem treina. No entanto, é preciso ficar atento com os equipamentos utilizados na pedalada. Um banco que não esteja de acordo com a anatomia do seu corpo, pode causar problemas sérios a curto e a longo prazo. 

Isso se dá por conta do efeito chamado compressão da região do períneo, que é a parte que liga o ânus aos órgãos sexuais masculinos e femininos. Esse incômodo é resultado do mal encaixe do peso corporal no banco da bicicleta. Um dos sinais, pode ser a sensação de dormência na região. 

Desde modo, é extremamente importante saber como escolher o selim confortável mais indicado para o seu corpo, modalidade e estilo de treino. Somente assim, será possível praticar seu esporte de maneira segura.

Selim confortável: como escolher o melhor para você? 

Graças aos inúmeros estudos biomecânicos realizados pelas empresas que fabricam componentes para as bikes, podemos ter algumas indicações prévias que ajudam a encontrar um selim confortável.  

Confira no nosso artigo alguns parâmetros que poderão lhe ajudar na hora da escolha do selim, evitando dores e problemas futuros:  

1 – RESPEITE A ANATOMIA DO SEU CORPO 

Na vida de um ciclista, investir em um selim confortável é primordial. Entretanto, algumas características físicas entre um homem e uma mulher são bem diferentes e devem ser respeitadas na hora da compra. No mercado de produtos para bike já existem componentes que consideram a singularidade de cada um. 

Em ambos os gêneros, a distribuição do peso do corpo no selim acontece de maneira diversa. Ao contrário do masculino, por exemplo, o selim feminino geralmente possui a ponta mais curta e a parte de trás um pouco mais larga, para acomodar melhor a região dos glúteos.  

2 – CONFIRA A LARGURA DO SELIM 

No momento da escolha é de suma importância considerar a largura do selim, pois ela deve estar diretamente conectada com uma outra largura, a dos seus isquiáticos. Os isquiáticos nada mais são do que os ossos da região pélvica que sustentam o peso do nosso corpo quando sentamos. 

Como os selins estão disponíveis em diferentes larguras, se torna necessário saber medir qual a distância entre os dois ossos. As mulheres possuem um espaço maior entre os ísquios, em relação aos homens. 

As melhores lojas do ramo possuem ferramentas especiais que ajudam nessa medição. Mas, também é possível fazer esse cálculo em casa com a ajuda de um papelão canelado. Basta se sentar na superfície, de modo que o peso do seu corpo fique marcado. Depois, é só medir os centímetros de recuo entres eles. 

Atenção para fazer isso de maneira certa. Uma largura incorreta do selim também causa desequilíbrios na pedalada, que podem gerar dores nas costas, principalmente na região lombar.

selim confortável

3 – CONSIDERE A SUA MODALIDADE

O encontro definitivo do selim perfeito sempre dependerá de três fatores: o seu corpo, a sua modalidade e o seu uso. Pedaladas de speed e MTB pedem selins com características mais agressivas, com sistema de acolchoamento diferenciado, modelos menores, leves e mais estreitos. Já os bancos para bicicletas urbanas ou mesmo cicloturismo, exigem selins mais largos e acolchoados. 

4 – PESQUISE O MODELO DE ACORDO COM O USO 

No universo do ciclismo, acolchoado não é sinônimo de conforto. O preenchimento do selim deve ser de acordo com o tempo de treino de cada um. Pessoas que fazem pouco uso da bicicleta, somente para passeios próximos e de curta duração, precisam sim de um selim com um maior acolchoamento, já que a prática não necessita uma adaptação do corpo.

Para ciclistas que encaram de 3 a 5 horas de pedal, deve ser mais reduzida, de modo que não gere mal-estar. Já para atletas que participam de maratonas de mais de 6 horas, os selins devem ser ainda mais firmes. 

Alguns homens por possuírem o períneo mais saliente e uma pouca flexibilidade se adequam melhor aos modelos de selim com cavidades. Esse canal central permite aliviar a pressão nos tecidos moles. 

5 – FAÇA O AJUSTE NECESSÁRIO NO SELIM 

Do que adianta ter um bicicleta ótima, com componentes muitos bons, se você não consegue sentar nela? Um selim confortável depende também do ajuste da bicicleta em relação a sua altura. 

Além disso, diferenças podem comprometer o seu conforto e, consequentemente, o seu desempenho na pedalada. Mesmo as inclinações no ajuste, como uma ponta mais para baixo ou mais para o alto, pode acarretar problemas significativos, como dores ou até mesmo formigamento. 

Para ciclistas que já atingiram um patamar de treino de moderado a intenso, convém realizar uma consultoria com um profissional na área de Bike Fit. Durante a sessão, ele poderá avaliar o selim e ainda ajustá-lo, conforme a sua necessidade de performance. 

Não esqueça! Orientações importantes!

Confira algumas orientações importantes para levar em consideração quando o assunto é selim: 

  • Se possível, teste o banco em uma loja especializada antes de comprar; 
  • A adaptação de um selim é algo bastante particular e pode demorar. Inicie primeiro com treinos curtos e de baixa tensão, somente para começar a se familiarizar com ele;
  • Prefira o conforto e depois a leveza. Não adianta o selim ter peso pluma e você não conseguir pedalar; 
  • Uma melhor adaptação e pedalada requer roupas especiais com uma forração que te dê conforto. O uso de uma pomada contra assadura faz toda a diferença;
  • Um selim confortável também deve ter uma boa qualidade. Adquirir produtos com materiais resistentes, adaptáveis a mudanças climáticas e com uma ótima durabilidade é garantir o bem-estar por mais tempo;
  • De qualquer maneira, após alguns anos, o selim que antes era confortável pode começar a se tornar naturalmente desconfortável. Não espere as dores aparecerem para enfim trocar por um modelo mais novo e eficiente.

Gosta das nossas postagens? Então compartilhe nossos conteúdos nas suas redes sociais. Aproveite também e convide os amigos para curtir nossa página e deixar um comentário.

seguro de bike