Na hora de comprar uma bicicleta nova, são várias as dúvidas. E uma bem comum é em relação ao tamanho do quadro ideal. Afinal, este é um dos componentes mais importantes – e escolher o quadro certo fará toda a diferença nas suas pedaladas.

A boa notícia é que a maioria dos fabricantes usa como padrão para o tamanho do quadro, a altura do ciclista. Embora esse não seja o único fator, ele é bem importante para uma escolha adequada. Siga conosco e veja as dicas que separamos!

Tamanho do quadro ideal: principais informações

Em geral, os tamanhos de quadros são expressos em polegadas ou em centímetros – e há diferenças entre os quadros de MTB (mountain bike) e Speed.

Os quadros MTB medem a distância do eixo do movimento central (onde fica preso o pedivela) até o final do tubo vertical (onde é inserido o canote e o selim). O mais usual é encontrar essa medida expressa em polegadas que variam de 15” a até 21”.

É possível que haja variações de um fabricante para outro, por exemplo com tamanhos especiais como 15,5” e 23”.

Já no caso dos quadros de Speed, as medidas são da distância do eixo do movimento central até o ponto central de intersecção entre os tubos verticais e o tubo horizontal (“varão”), ou, ainda, até o final do tubo vertical, dependendo do fabricante.

Além disso, nas bicicletas de Speed, normalmente o tamanho do quadro é expresso em centímetros, variando entre 46 cm a até 65 cm.

Também é possível encontrar quadros com medidas universais, como S (pequeno – em geral, dos tamanhos 15” a 16”), M (médio – de 17 a 18”), L (grande – 19”) e XL (extragrande – 21”). Essas siglas são novas e podem ser usadas nos quadros de MTB e de Speed, dependendo do fabricante.

Medidas

Para encontrar o tamanho de quadro ideal, existem alguns indicadores que podem ajudar.

Um indicador possível é a medida do cavalo, ou seja, a distância dos pés até o meio das pernas. Porém, como existem fatores de conversão variáveis e o resultado é aproximado, essa medida não é a mais usada no mercado.

Em geral, esse indicador é empregado quando você realizará um bike fit.

Outro indicador é a altura do ciclista – que é o mais usado no mercado. E é sobre ele que falaremos nos tópicos abaixo.

Qual o quadro MTB certo para mim?

Para encontrar o tamanho do quadro ideal de MTB usando sua altura, siga a tabela:

  • ciclistas que medem de 1,55m a 1,64m: quadros de 13” a 14”;
  • ciclistas que medem entre 1,65m a 1,71m: quadros de 15” a 16”;
  • ciclistas que medem de 1,72m a 1,76m: quadros de 17” a 18”;
  • ciclistas que medem de 1,77m a 1,82m: quadros de 19”;
  • ciclistas que medem de 1,83m a 1,90m: quadros de 21“;
  • ciclistas que medem mais de 1,90m: quadros de 23” ou superior.

Diferentes tipos de quadro MTB

Apesar da indicação da altura ser importante, você ainda deverá pensar em outros detalhes na hora de escolher o quadro, como o tipo dele.

É possível encontrar quadros:

  • hardtrails: concepção mais rígida para a roda traseira, sendo um modelo mais leve e mais barato e também é o quadro mais usado pela maioria dos ciclistas;
  • full suspension: quadros que contam com um amortecedor junto a sua estrutura, o que faz com que a roda traseira absorva os impactos. O tamanho da suspensão varia dependendo do modelo. Esse tipo de quadro pode ser mais ou menos indicado de acordo com o terreno onde você costuma pedalar.

Tanto os quadros hardtrails como os full suspension contam com versões femininas, com um design diferenciado para se adequar a anatomia, necessidades e exigências das ciclistas.

De uma forma geral, os quadro full suspension, hoje, usam materiais que pesam menos, como a fibra de carbono (assim como vários modelos hardtrails) e contam com tecnologias que maximizam a transferência de energia, como design de suspensão, molas, amortecedores e outros componentes.

Então, ao optar por um quadro desse tipo, você terá melhor tração ao escalar, melhor estabilidade em velocidade nas descidas e mais conforto para longas pedaladas.

Mas isso não quer dizer que os hardtrails não sejam interessantes, visto que continuam sendo muito usados – e também têm preços mais atrativos. Tudo depende das suas necessidades e características como ciclista, além do terreno onde irá pedalar e do tipo de MTB que irá praticar.

Como escolher tamanho do quadro ideal para a sua bike

Qual o tamanho do quadro ideal de Speed?

O tamanho do quadro ideal de Speed também varia dependendo da altura do ciclista. A tabela é:

  • ciclistas que medem de 1,50m a até 1,60m: quadros de 46 a 50 cm;
  • ciclistas que medem de 1,60m a 1,70m: quadros de 50 a 53 cm;
  • ciclistas que medem de 1,70 a 1,80m: quadros de 53 a 56 cm;
  • ciclistas que medem de 1,80m a 1,90m: quadros de 56 a 59 cm;
  • ciclistas que medem de 1,90 a 2m: quadros de 59 a 63 cm;
  • ciclistas com mais de 2m: quadros superiores a 63 cm.

Geometrias

O quadro tradicional é aquele no qual o Top Tube (parte do quadro que une o selim ao guidão) é paralelo ao solo (horizontal). Foi muito usado nas décadas de 70, 80 e 90.

Outra opção é o quadro sloping (inclinado, em inglês). Ele foi criado pela Giant e hoje é usado pela maioria das fabricantes. Nele, o Top Tube é inclinado, com a parte mais próxima do selim um pouco mais baixa do que a do lado do guidão.

Com essa geometria, é possível desenvolver quadros mais leves, com um centro de gravidade mais baixo e com um comportamento melhor em subidas, acelerações, saídas de curva, variações de velocidade etc.

Os quadros sloping também são usadas nas MTB.

Quadros por categoria

Dependendo do tipo de categoria que você deseja, podem existir diferenças nos quadros. Por exemplo:

  • Race: são bicicletas de performance com quadros compridos e baixos. Elas permitem uma condução mais rápida para percursos sinuosos. Como a frente é baixa e a posição é mais agressiva, a traseira é mais curta, para dar maior rigidez e agilidade sem prejudicar a distribuição de pesos entre os eixos.
  • Endurance: quadros mais curtos e com a frente alta, de condução leve e suave. Como o ciclista pedala em uma posição mais ereta, a traseira precisa ser um pouco mais longa, beneficiando a estabilidade e o conforto.
  • Gravel: bicicletas para estrada de terra, com quadros de geometria propicia e mais reforçados.
  • TT (time-trial): específicas para competição contrarrelógio. Por isso, a aerodinâmica é tão importante para essas bicicletas. A postura do ciclista é mais à frente e inclinado, assim a geometria do quadro é única.

Mais dicas para escolher o tamanho do quadro ideal

Apesar de todas essas informações, ainda está difícil escolher o tamanho do quadro? Uma dica prática é rodar na bike de algum amigo que tenha um quadro do tamanho que você pretende comprar. Em geral, os quadros menores são mais leves e ágeis e os maiores mais estáveis e confortáveis.

Quando você for avaliar as medidas, as fabricantes costumam citar primeiro a medida do tubo vertical e depois do tubo horizontal. Quando há só uma medida, subentende-se que os dois tubos são do mesmo tamanho (quadro quadrado).

No caso dos quadros sloping, é preciso desprezar a inclinação. Você poderá medir com a fita métrica paralela ao chão.

Uma medida bem importante em relação ao quadro é a altura. O comprimento pode ser ajustado com a troca da mesa. Existem opções de mesa dos 7 aos 14 cm, com gradações de 0,5 em 0,5 cm.

Para as MTBs, existe uma regra bacana que você pode usar: meça a altura do seu cavalo, transforme em polegadas e subtraia 14.

Por exemplo, se o seu cavalo mede 83 cm, isso significa 32,67 polegadas. Ao subtrair 14 (32,67-14), temos 18,67 polegadas. Portanto, o quadro ideal seria de 18,5 polegadas.

Embora pareça muita informação, lembre-se que escolher o tamanho do quadro ideal é muito importante, pois esse é o componente mais difícil de trocar em uma bike. E não se esqueça que os outros itens da sua bicicleta devem ser compatíveis com o tamanho do seu quadro, como rodas e garfo.

Ainda ficou com alguma dúvida? Quer contribuir com este conteúdo? Deixe um comentário pra gente!

seguro de bike