Ter uma ajuda extra na pedalada é uma boa ideia, principalmente quando ela vem de forma econômica. A bicicleta elétrica serve para esse reforço no pedal e vai muito além. Conheça agora tudo sobre a bike elétrica, para escolher o modelo certo!

As bicicletas elétricas, também conhecidas como e-bikes, são bikes com peças mecânicas comuns, que contam com um sistema de bateria e motor elétrico.

Então, além de saber sobre o funcionamento e qualidade das peças mecânicas, você deve conhecer todo o sistema de bike elétrica, para escolher bem a sua. Já que, nessa categoria de bike, pedalar exige energia além das suas pernas!

HISTÓRIA DA PRIMEIRA BIKE ELÉTRICA

Pouca gente sabe, porém, a mais antiga bicicleta elétrica conhecida é datada de 1895, quando Ogden Bolton Jr obteve uma patente nos EUA para sua invenção. O modelo possuía um motor, sem engrenagens, que conseguia alcançar 100 amperes em uma bateria de 10 volts. 

Desde então tem havido uma evolução contínua, com várias invenções ajudando a alimentar o desenvolvimento desta tecnologia. Somente no final dos anos de 1990, quando as baterias foram realmente melhoradas e os preços reduzidos, é que as bikes elétricas começaram a ser mais populares.

A Sinclair Zike, um veículo elétrico leve inventado por Clive Sinclair e comercializado por sua empresa em 1992, é considerada a primeira bicicleta elétrica moderna, da qual evoluíram todos os modelos do mercado atual.

O QUE DEVO CONHECER EM UMA BIKE ELÉTRICA?

BIKE ELÉTRICA

 

Veja quais são os itens que você deve avaliar na hora de investir na compra de uma bicicleta elétrica: 

MOTOR

No mercado, você vai encontrar bicicletas elétricas equipadas com motores nos cubos da roda dianteira ou traseira, ou no movimento central, embutido. Eles podem ser de marcas como Bosch, Shimano, ou serem fabricados pela própria marca da bike. 

Sobre potência, é uma boa escolher modelos que tenham no mínimo 250 Watts (W). Esse número já garante boa força extra aos pedais, para encarar vários tipos de terrenos.

Há dois tipos de motores: com escovas, chamados de brush; e sem escovas, brushless. O tipo sem escovas é mais usado nas e-bikes, já que são mais resistentes e silenciosos, e garantem alta eficiência ao pedal.

BATERIA

A melhor escolha é por uma bateria de íons de lítio, tipo de sistema que garante que a peça suporte entre 200 e 1000 recargas. Baterias de lítio também são mais leves, duráveis e não “viciam”, ou seja, não precisam ser sempre recarregadas quando chegarem a um certo nível de carga.

Atente-se também para o tempo de carga e autonomia da bateria. Tempos de carga maiores do que seis horas e autonomias para baixas quilometragens vão atrapalhar seus pedais!

Ainda que você encontre modelos com baterias de chumbo, elas estão sendo descontinuadas. Por conta de serem muito pesadas, pouco duráveis, entre outras desvantagens.

Conheça alguns dos fatores que influenciam a autonomia de uma bateria de e-bike: 

  • O peso do ciclista;
  • A temperatura externa;
  • O nível de carga definido;
  • A velocidade;
  • O vento a favor ou contra;
  • A inclinação da estrada;
  • O número de partidas e recomeços ao longo do percurso;
  • A pressão dos pneus. 

FREIOS

Nas e-bikes, os freios são os mesmos que de uma bicicleta comum, mas, os fabricantes tendem a se concentrar principalmente em dois tipos que proporcionam um melhor desempenho: o V-Brake e o freio a disco que tem melhor frenagem.

A razão é óbvia: as bicicletas elétricas têm velocidades mais elevadas. Por este motivo, é importante que o sistema de freios possa garantir distâncias mais curtas e uma maior resistência com o uso intenso. 

Os V-brakes utilizam apenas um cabo e exigem menos pressão para funcionar do que as sapatas de um freio comum. Já os freios a disco, por outro lado, são mais caros. Porém, são altamente eficientes e acabam sendo menos afetados por fatores ambientais, como lama, lodo e água.

MODOS DE ACELERAÇÃO

As bicicletas elétricas também podem ter dois tipos de uso da propulsão elétrica. Há modelos que usam apenas o pedal assistido (PAS), também chamado de pedelec; e outros com acelerador embutido na manopla.

O pedal assistido é ativado assim que você faz poucos giros no pedivela, por meio de sensores na peça. Então nesse caso você deve necessariamente pedalar para ter o auxílio do motor.

No segundo tipo, de acelerador, você pode apenas fazer o uso do sistema elétrico sem pedalar. Basta girar a manopla como numa moto, e a bicicleta se movimenta. 

Em ambos os modos de aceleração, prefira modelos em que você defina a potência da bateria em baixa, média ou alta; diretamente no painel. Assim você gerencia o uso da energia!

PAINEL

O painel, ou visor, é uma peça extremamente importante para a bike elétrica. Vários modelos já vêm equipados com a peça de fábrica, enquanto outros não, mas você pode adaptar um!

Nessa peça, que deve ficar no guidão ou na mesa, no qual deve ser mostrado o nível de carga da bateria, a potência que você vai usar dela, e velocidade da bike. 

Todas essas informações farão com que você se antecipe para recargas, além de evitar ficar sem energia no meio do caminho, garantindo pedais seguros! 

Os modelos presentes no mercado são: 

Painel analógico: Bem simples, ele apenas mostra o nível da carga da bateria;

Painel digital: Normalmente exibem informações comuns como a velocidade, a distância total do percurso e a carga restante da bateria. Alguns mais complexos, mostram a potência produzida pelo motor, calorias queimadas e a cadência.

Painel com Bluetooth: Ele se conecta diretamente com o smartphone do ciclista. Além de apresentar as informações de viagem, ele é capaz de exibir chamadas, gerenciar a reprodução de músicas e mostrar as direções do GPS.

GARANTIA

Como estamos falando de equipamentos elétricos, você deve avaliar a resistência do sistema, para chuvas e também calor extremo. A garantia dos equipamentos também deve ter um prazo satisfatório!

Veja se o fabricante conta com assistência técnica para manutenções na parte elétrica, além de oferecer bateria e outras peças para reposição!

Além desses pontos muito importantes, o conjunto mecânico, que inclui suspensão, relação de marchas, rodas e outras peças, deve ter boa qualidade.

O peso de uma bike elétrica sempre é maior do que uma bicicleta convencional, o que exige boas peças para sustentar o conjunto, seu peso e eventuais bolsas e alforjes!

TIPOS DE BIKE ELÉTRICA

As bikes elétricas são encontradas em diversos modelos. Veja as opções abaixo:

Dentro de todas essas categorias, há opções femininas e masculinas, e com peças das simples às avançadas.

O material do quadro de uma bike elétrica também pode ser de aço carbono, alumínio ou fibra de carbono. O primeiro confere mais peso à bike, enquanto os outros dois — e o último em especial — são mais leves!

RECOMENDAÇÕES RÁPIDAS ANTES DE ESCOLHER A SUA BIKE ELÉTRICA 

Não há dúvidas de que as bicicletas elétricas podem ser, sim, ótimas companheiras de pedal. Porém, elas só são funcionais dependendo do seu estilo de uso. Entenda bem quais as funções que ela deverá cumprir, será mais fácil escolher a e-bike que combina mais com você. Confira as dicas de como encontrar a sua parceria perfeita:

1 – ESCOLHA A BIKE ELÉTRICA DE ACORDO COM AS SUAS NECESSIDADES 

Se as bikes clássicas não são todas iguais, porque a bicicleta elétrica deveria ser? Existem diversas categorias, feitas para atender os mais diferentes tipos de ciclistas. Por isso, em primeiro lugar é preciso responder a seguinte pergunta: qual uso eu pretendo fazer com a minha e-bike? 

Compreendendo melhor qual o seu objetivo com ela, vai ser mais fácil fazer uma compra direcionada. Por exemplo, se a sua finalidade será se locomover para o trabalho, universidade ou mercado, o ideal é apostar em uma bike elétrica que tenha um design moderno e venha equipada com bagageiro ou cestinha, para carregar possíveis volumes.

Mas, se seu trajeto terá que ser dividido em trechos de bicicleta em conjunto com transporte público ou carro, vale a pena investir em uma bike dobrável. 

Da mesma forma, se você for usar apenas de final de semana, fazendo treinos em longa distância, o correto é adquirir uma bike elétrica com geometria mais esportiva, como os modelos de Speed. Já para caminhos não pavimentados, uma MTB pode te atender muito bem. 

2 – PENSE COMO SERÁ A SUA ROTINA COM A E-BIKE 

Depois de identificar qual bike elétrica é ideal para você, chegou a hora de pensar na sua rota. Isso mesmo! 

Se você precisa de uma bicicleta para trajetos curtos e planos, uma bike de médio alcance, com baterias com 300 Wh, pode ser uma boa. Mas, por outro lado, se a sua ideia é usada em rotas muito longas, nas quais existem grandes variações, é melhor se concentrar na compra de baterias entre 400 e 500 Wh. 

É preciso também levar em consideração as subidas que você pretende fazer com ela. É que caminhos íngremes acabam fazendo com que a carga da bateria seja mais usada.  

3 – FOQUE NA QUALIDADE 

Se estiver em dúvida entre bom preço ou qualidade, foque na última opção. É que existe no mercado uma variedade de produtos e com ele uma diversidade também de materiais. Produtos mais resistentes e melhores, tendem a ser um pouco mais caros. Aposte em uma bike elétrica fabricada por marcas consolidadas no mercado e indicadas por empresas que você realmente confia. 

4 – CONFIE A COMPRA EM UMA EMPRESA QUE TENHA UM ÓTIMO PÓS-VENDA 

Este é um fator muito importante e algumas vezes ignorado. As bicicletas elétricas são confiáveis, mas, problemas sempre podem acontecer. Escolher uma empresa que já atua há anos no mercado e que garanta um bom serviço de pós-venda é fundamental. Seja para uma pequena reparação, reposição de uma peça ou mesmo a troca de uma bateria. 

COMO AUMENTAR A AUTONOMIA DA BATERIA

BIKE ELÉTRICA

 

Ao contrário de um carro, quando a bateria acaba é sempre possível ir para casa, basta pedalar! Só é preciso um pouco mais de esforço devido ao peso maior da bike elétrica, mas, você não ficará a pé . No entanto, confira alguns truques que permitem prolongar a vida útil da bateria:

  • Sempre que possível, reduza o nível de voltagens, mantendo as mais altas apenas para subidas; 
  • Monitore a pressão dos pneus; 
  • Use a caixa de câmbio, especialmente na partida, primeiro com as marchas leves e aumente gradualmente;
  • Viaje o mais leve possível, evitando pesos desnecessários. 

OS PRÓS E OS CONTRAS AO INVESTIR EM UMA BIKE ELÉTRICA 

Levantamos alguns pontos positivos e negativos de ter uma bicicleta elétrica. Confira quais são: 

PRINCIPAIS VANTAGENS

  • Custo-benefício maior em comparação com carros ou motos;
  • Tem autonomia para várias distâncias;
  • A bateria pode ser recarregada em qualquer tomada — há modelos bivolt (110v – 220v);
  • Alternativa ao transporte público e outros;
  •  Reduz o esforço, permitindo que todos possam percorrem distâncias maiores em menos tempo; 
  • Garante o exercício físico;
  • Mesmo sem a bateria carregada, ela não te deixa na mão;
  • Atende pessoas com limitações físicas ou outras condições médicas limitantes.

PRINCIPAIS DESVANTAGENS

  • Precisa sempre estar com a bateria carregada;
  • É mais pesada do que uma bike convencional;
  • Exige troca de bateria e o seu descarte correto;
  • Precisa de manutenção especializada na parte elétrica;
  • Modelos mais leves e com grande autonomia têm custo mais elevado. 

Além das bikes elétricas montadas de fábrica, existem kits que podem transformar algumas bikes comuns em elétricas. Mas nesses casos, a instalação deve ser feita por um profissional!

Sabia que temos um parceiro fabricante e revendedor de bikes elétricas que, além de oferecer diversos modelos, já usa o selo Bike Registrada em suas e-bikes?

A TecBike é o primeiro fabricante de bikes elétricas que garante o selo de segurança em todos os modelos que fabrica. Além da ótima vantagem, o nosso seguro de bike é outro diferencial que você pode incluir na hora da compra de sua bike elétrica. Veja o vídeo da TecBike que explica a parceria com o Bike Registrada e visite o site deles!

E se você já vai garantir a sua bike elétrica, mas ainda não sabe como funcionam o registro e o selo de segurança Bike Registrada, leia esse artigo e conheça as vantagens do serviço!

Classificado de bikes; marketplace de bikes