Dependendo da atividade que um ciclista busca, o material usado na bike tem muita influência. Lazer, desempenho, trilhas duras, pedaladas mais leves, tudo é relacionado ao material do quadro, seja ele de aço, carbono ou alumínio.

Em meio a tantas opções de bicicletas e materiais que as confeccionam, surgem diversas dúvidas até mesmo em ciclistas experientes. É claro que cada material traz suas características que se adaptam a cada ciclista ou situação específica.

Aço, carbono ou alumínio: qual é o melhor?

Hoje em dia o mercado das bicicletas oferece algumas opções de materiais para confeccionar seus quadros. Por isso, ao comprar uma bike seja ela mtb ou speed, é preciso considerar alguns fatores. Um dos principais é em relação ao material utilizado que compõe o quadro que podem ser de aço, carbono ou alumínio.

Ele deve ser levado em conta pois impacta diretamente nos objetivos do ciclista. A durabilidade, resistência, peso, valor e controle na direção. Mas, esta é uma questão que depende de cada ciclista. E o conforto varia do material de preferência e adaptação a seus gostos e objetivos na prática do esporte.

Atualmente, o carbono e o alumínio são os principais materiais que compões os quadros das bikes, por oferecerem um melhor desempenho. Antes destes dois materiais se popularizarem na confecção das bicicletas, o aço composto por ferro principalmente predominava.

Com a evolução tecnológica, e novas necessidades que surgiram ao longo dos anos no ciclismo, materiais mais leves surgiram. Por isso, com a intenção de melhorar o desempenho e diminuir o peso, o aço carbono e o alumínio ganharam espaço.

Desta forma, vamos explicar a seguir sobre cada um dos materiais utilizados nos quadros, de aço, carbono ou alumínio. Vamos explicar as principais características de cada um, bem como suas vantagens e desvantagens, indicações para prática e custo-benefício. Confira abaixo nossa análise e fique pronto para melhorar seu desempenho com o material indicado a seu estilo.

AÇO

Um dos materiais mais utilizados na confecção dos quadros até os anos 1990, o aço ainda é utilizado. Ele foi responsável por diversos modelos clássicos, principalmente de mountain bike, por conta de sua durabilidade. Mas aos poucos, passou a ser substituído pelo alumínio, que diminuiu o peso das bicicletas.

O material não entrou em desuso, e continua sendo utilizado na produção de algumas bicicletas. Bicicletas infantis requerem uma maior durabilidade, e por isso o aço ainda predomina nesta categoria, utilizando o ferro na sua composição.

– VANTAGENS

Por ser um material considerado mais barato, o aço é indicado para os ciclistas que não pretendem gastar muito. Além disso, possui uma ótima durabilidade por conter ferro em sua composição, aumentando sua resistência.

– DESVANTAGENS

O principal ponto negativo é o peso que o material possui. Isso impede que o desempenho, principalmente de velocidade e de força seja melhor. É o material mais pesado usado atualmente na produção de bicicletas.

– IDEAL PARA QUAL MODALIDADE

Por ser um material que aumenta consideravelmente o peso das bicicletas, é indicada principalmente ao público infantojuvenil. As bicicletas com ligas de aço são muito resistentes, e por isso atendem bem a esse público, principalmente para quem está aprendendo a andar de bicicleta. Além das bicicletas infantis, há modelos que são de aço com design retrô, usadas no dia a dia e precisam ser mais duráveis.

CARBONO

É o principal material utilizado nas bikes para melhor desempenho. O carbono é muito utilizado nas bicicletas de competições, tanto de mountain bike quanto de speed. É o mais leve dentre os componentes utilizados nos quadros, o que aumenta o ganho de velocidade e economia de energia.

O material começou a fazer parte das principais bicicletas de alto desempenho. É comum encontrar essas bikes, consideradas top de linha, em competições profissionais de estrada ou mtb. Tanto em performance quanto em absorção de impacto, o carbono é o melhor material para ciclistas profissionais.

.

Fonte: tswbike.com

 

– VANTAGENS

Por ser um composto muito leve, o carbono é o material mais vantajoso para ciclistas que buscam melhor performance. Com menos peso, os quadros de carbono possibilitam aos ciclistas realizar menos esforço e economizar energia.

Outra vantagem que uma bicicleta de carbono possui é em relação ao conforto. Seu material é capaz de absorver impacto em estradas ou trilhas, facilitando na pedalada.

– DESVANTAGENS

O carbono é um material que possui um custo mais elevado do que outros componentes utilizados em bicicletas. Portanto, o valor de uma bicicleta com quadro de carbono é muito elevado.

O material é mais leve, e por isso é menos resistente. Assim, dependendo da pancada ou queda que a bicicleta sofrer, o carbono pode sofrer avarias pesadas, ou até mesmo se quebrar. A durabilidade também não é grande em comparação a outros materiais

– IDEAL PARA QUAL MODALIDADE

As bicicletas produzidas com carbono são indicadas para todas as modalidades. Mas como o objetivo delas é de alcançar a melhor performance, seus valores são elevados. É comum vê-las em competições de speed, clássicas ou grandes voltas. No mountain bike as bicicletas de carbono também são comuns, em todas as modalidades com os modelos mais avançados.

ALUMÍNIO

É o material encontrado em maior abundância nos quadros das bicicletas. Substituiu os modelos feitos em aço, por serem considerados mais leves. Os primeiros modelos eram um pouco mais rígidos, mas com o passar do tempo tornaram-se mais confortáveis e duráveis.

O material é muito utilizado por possuir ótima resistência. O alumínio resiste mais do que outros materiais em pancadas e quedas. São as bikes do dia-dia, encontradas em todos os modelos para as mais diversas atividades. Predominam os quadros de bikes voltadas ao downhill, por conta de sua resistência e custo mais baixo.

 

Fonte: jmahfuz.com.br

 

– VANTAGENS

A principal vantagem das bicicletas com quadro de alumínio é o custo-benefício. O material por ser mais barato que o carbono, deixa o valor de uma bicicleta com esse material com valor mais acessível.

O alumínio, mesmo com valor mais baixo que o carbono, possui modelos muito leves, e em alguns casos próximos ao carbono. Sua existência é outro ponto alto, suportando mais pancadas em eventuais acidentes, com menos marcas de arranhões e rachaduras.

– DESVANTAGENS

O alumínio não apresenta muitas desvantagens, a não ser seu peso. Embora haja modelos muito leves, não são tão leves quanto as bikes para alta performance que ciclistas avançados buscam.

– IDEAL PARA QUAL MODALIDADE

O alumínio é ideal para qualquer modalidade, só que mais voltadas para a recreação. Além disso, oferecem boa resistência para ciclistas iniciantes e sujeitos a mais acidentes. Mesmo com tanta resistência, o valor de uma bike com quadro de alumínio é mais acessível que bicicletas de carbono.

QUAL O MELHOR MATERIAL, AÇO, CARBONO OU ALUMÍNIO?

A resposta para essa pergunta depende muito do que o ciclista busca. Caso utilize para lazer e transporte no dia-dia, as bicicletas com quadro de alumínio e aço são mais indicadas. São mais duráveis e aguentam melhor impactos que podem ser causados em acidentes. Além disso, possuem valores mais acessíveis em diversos modelos.

Para ciclistas avançados, de mtb ou speed, as bikes com quadro de carbono oferecem melhor desempenho. O carbono facilita na pedalada, por conta do peso leve que o material oferece nas bicicletas. Portanto, não há um material melhor que o outro, e sim o que se adapte a necessidade do ciclista.

Alumínio x Aço

Os dois materiais são conhecidos por possuírem valores mais em conta para ciclistas. O Aço era o material mais usado nas últimas décadas, mas o alumínio tomou o lugar dele. Com a popularização e busca por equipamentos mais leves, ocorreu esta substituição na produção dos quadros de bicicleta.

Com isso, o alumínio se tornou o material mais popular do mercado no lugar do aço. Isso não quer dizer que o aço parou de ser utilizado, e encontrou-se novos usos para ele. Principalmente em bicicletas infantis, o aço é usado para maior durabilidade, sem que o peso interfira tanto nos equipamentos. Também é usado atualmente nas Gravel Bikes, que são ideais para estradas e trilhas, indicadas para grandes distâncias e viagens.

Mas, em termos de comparação, as bikes de alumínio se sobressaem em relação aos modelos de aço. Quando o assunto é peso para um desempenho melhor, o aço tem essa desvantagem. Porém, em relação à durabilidade, o aço é um material mais confiável que o alumínio e mais resistente a impactos.

Carbono x Alumínio

Os dois materiais alcançam velocidades maiores e têm menos peso, e por isso são os mais usados no mercado. O carbono leva vantagem sobre o alumínio quando o assunto é a rapidez do equipamento. Por ser mais leve o carbono tende a ser o material mais usado na alta performance, e por isso também é mais caro.

Já o alumínio consegue entregar bem aos ciclistas que também buscam maior leveza e velocidade. Mesmo mais pesado e menos veloz que o carbono, ele é o material mais utilizado, tendo em vista seu custo mais acessível. Não apenas para ciclistas amadores, o alumínio é usado por competidores também. Há modelos com pesos parecidos com os quadros de carbono, tanto no mountain bike quanto nas estradas.

Portanto, o carbono é mais indicado para atletas que buscam maior desempenho. As bikes deste material são mais confortáveis e leves. O carbono possui a vantagem de absorver maiores impactos do que o alumínio. Em contrapartida, o alumínio tem melhores valores, e se tornou uma ótima opção de entrada para ciclistas.

Como escolher o melhor: aço, carbono ou alumínio

Entre o aço, carbono ou alumínio há muitas diferenças como já ressaltamos. Como cada material tem sua peculiaridade, é preciso considerar alguns fatores antes de escolher o que usar. Muitas vezes, sem a informação correta, um ciclista pode usar uma bike que não satisfaça as suas necessidades.

Outro ponto importante é em relação ao conforto que se busca na bike e sua finalidade. Com a bike certa para sua modalidade, não há riscos de acidentes ou de lesões. Por isso, é muito importante ter definida qual a finalidade buscada antes de escolher o material do quadro. Ele será fundamental para que o conforto seja o melhor possível em cada pedalada.

Então a modalidade do ciclismo influenciará se a bike será de aço, carbono ou alumínio. Com isso definido, fica muito mais fácil escolher qual material usar em sua pedalada, seja em busca de lazer, transporte diário ou alta performance.

– Quando devo escolher aço?

Para escolher o aço, que já foi o material mais usado na confecção dos quadros, é preciso definir os objetivos. Por ser um material mais pesado do que alumínio e carbono, o ganho de performance é menor. Isso dificulta que se alcance maiores velocidades e mais controle para manobras em trilhas.

Assim, as bikes de carbono são mais indicadas, hoje em dia, para bicicletas infantis. Por ser uma material mais durável e resistente é o melhor para suportar impactos e outras adversidades. A fase de aprendizado é a que traz a maioria dos tombos e acidentes, e por isso a resistência do material é importante.

Outra modalidade de pedalada trouxe o aço de volta à tona nos dias atuais é a gravel bike. Esse tipo de bicicleta é ideal para ciclistas que buscam realizar grandes percursos. Seja em estrada ou em trilhas, a ideia é que essa bike seja mais resistente. Por isso, ela suporta e se adapta bem a qualquer piso sendo muito durável a distâncias elevadas.

– Quando devo escolher carbono?

Entre o aço, carbono ou alumínio, a melhor escolha em relação ao desempenho é o carbono. Com maior tecnologia empregada no material, o carbono é ideal para ciclistas em busca de melhor performance. Seu material é o mais leve para a confecção de uma bike, tornando o peso dela o menor possível.

Assim, as bikes de alumínio são indicadas para ciclistas que buscam o menor peso e melhor controle do equipamento. Mas, é necessário saber que o valor da bike será maior por conta do material top de linha. Por isso, as bikes de carbono, normalmente, são escolhidas por ciclistas profissionais ou que competem regularmente. O material, portanto, por ser mais leve, é mais delicado e suscetível a danos em impactos.

– Quando devo escolher alumínio?

O alumínio é mais escolhido na maioria dos casos. Ele é escolhido por ter o valor mais acessível e trazer bons resultados aos ciclistas. Entre o aço, carbono ou alumínio, o último traz um bom retorno de desempenho com um bom custo-benefício.

Embora não seja tão resistente quanto o aço, o alumínio entrega tudo o que um ciclista de estrada ou mtb busca. Ele é leve e torna uma pedalada veloz e com boa direção. Mesmo não sendo mais leve que o carbono, o valor do alumínio tornou o material o mais popular do mercado. Por isso, é escolhido em qualquer situação em diversos modelos disponíveis para qualquer modalidade. Assim, qualquer ciclista pode buscar uma bike de alumínio para suprir seus objetivos.

seguro de bike