Se por um lado a suspensão alivia as pancadas durante um treino em trilhas, por outro o garfo rígido faz com que você suba as “paredes de terra” com facilidade. Cada dessas peças reserva vantagens únicas e é preciso conhecê-las antes de escolher qual usar para ter mais desempenho.

A escolha entre um componente ou outro depende primeiro, do seu objetivo nos pedais. É possível escolher um garfo ou uma suspensão, específico para passear, treinar, ou até competir, e ter ótimos resultados.

Continue lendo o artigo e entenda todas as vantagens e desvantagens de cada peça!

O garfo rígido e a suspensão para fazer MTB sempre existiram?

Do início do mountain bike até o início de 1990, se fazia trilhas, das mais leves às mais pesadas, de garfo rígido. Só depois que as “suspas” apareceram foi que deu para saber como era bom o alívio nos braços e mãos em cada buraco e pedra ultrapassada no caminho.

E cá estamos hoje, vivendo um momento muito tecnológico da bicicleta — em todas as modalidades — e os garfos, modernizados, reapareceram com tudo. E claro, as suspensões também foram muito melhoradas com o tempo, e atualmente têm recursos excelentes.

Por isso, não é porque a suspensão foi criada que o garfo “morreu” no MTB, mas sim, ambos foram aperfeiçoados para oferecer o melhor ao ciclismo, com diferentes usos!

Por que usar um garfo rígido?

Os garfos rígidos são, antes de tudo, ótimos para reduzir peso da bicicleta. É possível encontrar modelos de alumínio com 1,2 kg em média, e outros em fibra de carbono com menos de um quilo!

Com menos peso há o aumento da velocidade, e a bike também arranca e mantém a rapidez facilmente. Além disso, o garfo facilita o pedal em subidas, já que a sua estabilidade garante a roda “fincada” no chão, além de aproveitar melhor a energia dos pedais.

Porém, usar um garfo rígido pode cansar seus braços e membros superiores, em pedais longos. Fora isso, para passar em buracos e pedras, você deverá levantar a frente da bike, para não tomar um tranco, e até cair!

Vantagens

  • Reduz o peso da bike.
  • Oferece maior rendimento em subidas e retas.
  • Facilita arrancar com a bike e manter altas velocidades.
  • Elimina a manutenção feita em suspensões periodicamente.
  • Faz com que a bicicleta fique mais ágil.
  • Garante mais rigidez e estabilidade à bike.

Desvantagens

  • Não tem amortecimento.
  • Em pedais longos, cansa mãos, braços e membros superiores.
  • Deixa a frente da bicicleta muito leve, o que pode atrapalhar em alguns trechos.
  • Alguns modelos de garfos deixam a bicicleta um pouco mais baixa.
  • Modelos em fibra de carbono têm custo elevado.

Quando usar uma suspensão?

Pesando mais de 1,8 kg, a maioria dos modelos de suspensão fazem o trabalho de amortecer impactos na dianteira da bike. Porém, levar quase dois quilos em uma só peça, demanda mais esforço para fazer subidas, arrancadas e manter altas velocidades.

As suspensões evitam acidentes em alta velocidade, quando um buraco ou pedra é atingido pela roda da frente. Contudo, mesmo em suspensões com trava, o molejo das hastes faz com que se perca rendimento da bicicleta nas retas e subidas.

Para quem prefere a bike com a frente mais alta, são boas escolhas, deixando a pedalada mais confortável.

Vantagens

  • Oferece amortecimento contra impactos na dianteira.
  • Garante mais segurança em descidas em trilhas e terrenos acidentados.
  • Modelos com trava oferecem mais recursos para percorrer subidas e descidas com bom desempenho.
  • É mais confortável para pedais longos.
  • Pode ser usada tanto em passeios quanto terrenos técnicos, sem exigir grandes habilidades.

Desvantagens

  • A maioria dos modelos é pesado.
  • Dificulta o pedal em subidas, tanto pelo peso quanto pelo molejo e perda de energia.
  • Modelos leves tem custo elevado.
  • Requer manutenção periódica.
  • Modelos muito simples — e baratos demais — não são seguros.

Qual escolher?

Como você viu, a suspensão e o garfo são peças que oferecem, cada um à sua maneira, vantagens e desvantagens. Pensar com objetividade sobre qual será o seu tipo de pedal mais frequente, tanto em desempenho quanto em terreno, ajudará a fazer a melhor escolha.

A escolha do garfo rígido ou da suspensão deve ser baseada também na qualidade e procedência do material e fabricante. Assim, você terá a garantia de pedais mais seguros e com ótima performance.

Fique por dentro de tudo o que acontece no mundo das bikes e receba os melhores conteúdos da Bike Registrada. Assine nossa newsletter!