Você já ouviu falar no registro de bicicletas? Ele surgiu em 2013, quando o economista Maxmuller Poeck decidiu deixar um grupo de ciclistas por falta de horário disponível e começou a pedalar sozinho, apenas quando estava com tempo livre.

No entanto, Poeck foi aconselhado, por motivos de segurança, a não andar de bicicleta sozinho e, para resolver esse problema, ele passou a estudar uma maneira de evitar roubos de bikes e, quando inevitável, de recuperá-las. Para colocar a ideia em prática, Maxmuller estabeleceu parceria com mais três praticantes, seus sócios Rubem Vasconcellos, Alexandre Ramos e Marcos Samarone, e então surgiu a Bike Registrada.

Mas o que essa empresa pode fazer para dificultar que bicicletas sejam roubadas? Vamos, neste post, esclarecer esta e outras dúvidas. Continue a leitura:

Por que devo fazer o registro da bicicleta?

A ideia desse projeto é ter o cadastro da bicicleta e do dono em um Registro Nacional. A partir disso, caso ocorra um roubo ou furto da sua bicicleta, você faz o alerta sobre o acontecimento no sistema.

Alertando o roubo, como consigo recuperar a bicicleta?

Funciona assim: cada ciclista faz o registro da bicicleta com seus dados pessoais e o número de série da bicicleta (chassi), além de informar as principais características da bike. Quem encontrá-la sendo vendida, poderá consultar seu registro no sistema e detectar se há ou não aviso de furto. Se houver, a pessoa poderá entrar em contato direto com o proprietário para avisá-lo, por SMS, e-mail ou mesmo ligando para o verdadeiro proprietário.

No momento do registro, existe a opção de colocar fotos da bicicleta, melhorando ainda mais a identificação.

Existem aplicativos para facilitar o acesso?

Sim. Por meio do aplicativo do Bike Registrada, você faz rapidamente o registro com sua conta do Facebook ou com seu e-mail e cadastra uma ou mais bicicletas. E, no momento de comprar uma bike, você pode usar o app para buscar o registro dela e ver sua origem e se não há alerta de roubo acionado.

Quais dados é preciso ter para consultar as condições da bicicleta antes de comprá-la?

Você precisa ter o número de série da bike, que será encontrado no quadro da bicicleta. Com o número de série você poderá consultar para saber sua origem. Além disso, é possível fazer a consulta pelo Selo do Bike Registrada com QR CODE, que é facilmente lido por aplicativos de smartphones e que contém os dados do proprietário e da Bike.

Onde consigo esse Selo com o QR CODE?

Esse selo é adquirido no site www.bikeregistrada.com.br/selo. O selo pode ser colado no quadro da bicicleta em local de fácil visualização, pois além de trazer as informações do ciclista e da bike, também funciona como um inibidor visual de roubo.

Com esse código também são encontrados dados específicos do ciclista, como tipo sanguíneo, doenças, contatos de emergência para serem acionados em caso de acidentes, entre outros.

Ah! Quem possui o selo ainda possui a função Bike Loc, que envia por SMS a localização de onde a bike foi consultada para o proprietário! 

A polícia usa esse recurso?

Sim. Desde a criação desse projeto, a consulta por bicicletas vem crescendo e vários policiais utilizam o aplicativo para averiguar denúncias e suspeitos. Assim fica mais fácil de entrar imediatamente em contato com o proprietário e informar sobre a recuperação da bike e devolvê-la ao verdadeiro proprietário.

O registro de bicicletas auxilia na segurança dos ciclistas?

Todo esse projeto começou viabilizando a segurança. Pois mantendo o controle de bicicletas com o cadastro, o interesse em vender e comprar bicicletas adquiridas ilegalmente diminui, já que elas podem ser identificadas, futuramente recuperadas e a pessoa que ilegalmente a possui pode ser encontrada e punida.

Ninguém está livre de riscos no dia a dia, mas com o registro de bicicletas as chances de evitar furtos e roubos e de recuperar a bicicleta aumentam muito.

Faça o cadastro gratuitamente e garanta mais segurança. Acesse AGORA o Bike Registrada em https://goo.gl/7ebDG4 e proteja sua bike. É fácil e rápido.