Para emagrecer, divertir-se ou mesmo como forma de transporte, a bike correta para ciclismo pode auxiliar no desempenho de cada modalidade e uso.

Pessoas que veem o ciclismo como esporte profissional, devem não só escolher a modalidade que mais se encaixa com sua personalidade, como também optar pelo tipo de bicicleta certo para cada terreno, entre outras especificações.

No post de hoje, mostraremos qual a bike correta para cada modalidade de ciclismo. Acompanhe!

Bicicleta para Mountain Bike

A Mountain Bike é uma das modalidades mais conhecidas e exploradas por ciclistas no mundo todo. Em geral, ela acontece em terrenos de terra e com percursos cheios de obstáculos em toda sua extensão.

Existem 11 submodalidades de Mountain Bike no mundo, sendo Cross Country, Downhill e BMX as mais conhecidas e praticadas. Com buracos, aclives e declives, a bike correta para ciclismo, neste caso, deve ter algumas particularidades:

  • Os pneus de uma bicicleta para Mountain Bike são mais largos, a fim de garantir mais estabilidade em terrenos acidentados e com lama. Isso permite maior aderência da borracha ao terreno, dando mais segurança e controle de tração da bicicleta;
  • Usam amortecedores que garantem mais segurança e conforto em cada pedalada.
  • As marchas variam entre 18 e 27 (modalidades para iniciantes) e de 11 a 30 (bikes profissionais);
  • O quadro das bicicletas de Mountain Bike são mais reforçados para aguentar os impactos causados pelos terrenos irregulares (buracos, obstáculos, pedras, etc) e normalmente são fabricados em alumínio ou fibra de carbono.

Bike para asfalto e maratona

Para andar no asfalto, a bike que se ajusta a esse tipo de terreno é oposto ao da Mountain Bike, conhecida no Brasil como Speed ou Ciclismo de Estrada, é mais leve e possui menos marchas. Também é resistente mas sem a necessidade de quadro tão reforçado quanto a da Mountain Bike, já que o asfalto para competições não possui obstáculos.

Para profissionais de maratonas, como o Tour de France ou Triathlon, as bikes de asfalto são perfeitas. Suas principais características são:

  • Possui guidão curvado para proporcionar uma melhor aerodinâmica no posicionamento do ciclista;
  • Pneus mais finos e sem cravos;
  • Os materiais mais comuns utilizados na fabricação desse tipo de bicicleta são os modelos em alumínio e carbono, que são leves e auxiliam na velocidade da bicicleta.

​Bike para ciclismo — BMX

A bicicleta BMX tem como principal diferencial o fato de ser baixa, assemelhando-se a bicicletas infantis, mas com um quadro mais comprido e guidão móvel. O BMX se divide em duas modalidades, o BMX Racing (corrida) e o BMX Freestyle (Manobras). A prática do BMX Racing acontece normalmente em terreno acidentado e com lama. Por isso, os pneus possuem cravos e são mais largos e grossos como os das Mountain Bikes comuns. O quadro pequeno proporciona também a possibilidade de fazer diversas manobras que são muito comuns nas competições da modalidade Freestyle.

Bike de velódromo

A Bike de Velódromo possui design em geral arrojado e específico para o tipo de circuito das provas de velocidade que são feitas em um local fechado e oval. Seus principais diferenciais são:

  • Não tem roda livre, pois não possui catraca;
  • Apresentam apenas uma marcha;
  • Não possui freios. Para parar, o ciclista precisa deixar de pedalar para desacelerar a bike.

Agora que você conhece as bikes corretas para diversas modalidades de ciclismo, aprenda mais sobre o assunto! Acesse 3 modalidades de ciclismo e suas diferenças. Boa leitura!