Praticar mountain bike é uma atividade muito prazerosa, afinal, pedalar em terrenos acidentados e com curvas de difícil passagem é algo bastante emocionante.

No entanto, é essencial fazer uma boa preparação na bicicleta antes de começar, já que qualquer peça danificada ou inapropriada para essa prática pode ocasionar um acidente.

Desse modo, vamos mostrar abaixo 5 passos para deixar sua bicicleta totalmente pronta para praticar o mountain bike. Acompanhe!

1. Analisar as melhores possibilidades em relação aos freios

Os freios certamente estão entre os itens mais relevantes de uma bicicleta, já que eles são cruciais para a segurança do ciclista.

Em relação à prática de mountain bike, existem algumas diferenças nos freios que devem ser utilizados de acordo com a experiência do praticante. Para quem está dando seus primeiros passos nessa atividade, o indicado é optar por freios a disco hidráulicos, pois estes possibilitam uma frenagem rápida e suave mesmo em terrenos muito acidentados.

Já para quem tem experiência, os freios V-Brake são mais indicados, uma vez que eles respondem à ação do ciclista de maneira muito mais potente, proporcionando uma frenagem imediata. É importante destacar que, dependendo o nível do ciclista, esses dois tipos de freio podem ser utilizados em qualquer terreno.

2. Escolher o tipo de aro que melhor se encaixe ao objetivo do ciclista

Escolher um aro adequado ao seu nível e ao seu objetivo é fundamental para evitar acidentes e conseguir passar pelos locais mais complicados. Os aros grandes (29) são melhores para pessoas que ainda não têm muita experiência e mesmo assim querem passar por terrenos muito acidentados, pois eles proporcionam muito mais estabilidade.

Já os aros 26 ou 27,5, embora não respondam tão bem quanto os “29” em terrenos com muitas irregularidades, são mais leves e, consequentemente, têm uma utilização mais agradável nas subidas.

3. Adaptar a suspensão ao estilo de mountain bike a ser praticado

A suspensão é outro quesito muito importante, pois além de ser determinante para a estabilidade, também define o nível dos impactos que o ciclista recebe ao passar por obstáculos.

Dessa forma, para quem anda em locais mais planos, uma suspensão de elastômero é uma boa alternativa.

Já para os ciclistas que optam por lugares com muitos obstáculos, a suspensão a ar comprimido é a mais indicada, pois ela dá muita estabilidade à bicicleta mesmo em locais bastante irregulares.

É bom lembrar que, por ser algo tão importante, é fundamental que seja feita uma boa manutenção na suspensão constantemente.

4. Optar por uma bicicleta de um tamanho adequado ao tipo físico do usuário

Embora muitas pessoas pensem que o tamanho da bicicleta não é muito relevante e que é o ciclista que tem que se adaptar a ela, isso é um grande engano.

Antes de começar a pedalar, todas as pessoas devem procurar um profissional que entenda bem sobre esse assunto para que seja escolhida uma bicicleta adequada, pois se ela tiver proporções maiores ou menores do que o ideal para o corpo do ciclista, ele pode acabar desenvolvendo algumas lesões.

Isso ocorre porque as distâncias do guidão e dos pedais até o acento definem a inclinação da coluna do ciclista e o quanto ele terá que esticar suas pernas para pedalar.

5. Escolher uma bicicleta com peso coerente com o nível físico do ciclista 

O peso da bicicleta é outra questão que merece atenção, pois se for excessivo para a capacidade física do usuário, pode gerar lesões ou até mesmo causar acidentes.

Nesse sentido, principalmente na prática de mountain bike, na qual é comum passar por locais estreitos e com terreno muito acidentado, é fundamental que o peso do equipamento não seja mais um incômodo.

Assim, é indicado que seja escolhida uma bicicleta na qual você fique totalmente confortável e perceba que pode realizar todos os movimentos eventualmente necessários sem ter problemas.

Se você tomar todos esses cuidados, suas pedaladas, mesmo aquelas realizadas em locais com muitos obstáculos, certamente sempre serão seguras e cada vez mais divertidas!

Gostou do conteúdo? Então que tal compartilhá-lo com os seus companheiros de pedalada por meio das suas redes sociais?