Escolher um par de pneus para MTB adequado é essencial para definir se você vai pedalar bem em uma trilha no final de semana. Por isso, é importante conhecer as características dos pneus, antes de fazer sua opção. Seja em qualquer solo, um par de pneus certo garante mais segurança, performance e diversão ao pedal.

Muito do desempenho no MTB se dá pelo tipo de pneu usado, já que ele está em contato direto com o terreno, e influencia na estabilidade, tração e velocidade. Há modelos específicos para lama, outros para terra seca, e pedras.

Conheça agora todas as características dos pneus para MTB para ficar de olho, antes de equipá-los em sua bike!

O perfil dos pneus para MTB: largura

A largura de um pneu determina se você vai correr mais rápido ou devagar, e também a estabilidade da bike, e conforto no pedal.

Pneus mais finos, que vão de 1.7 a 1.9, garantem mais velocidade ao pedal, poupando esforço físico. Já larguras acima de 2.0 fazem com que a estabilidade nas curvas e retas, e o conforto, aumentem. Porém, medidas grandes prejudicam a velocidade em relação às mais finas!

O formato, tamanho e disposição: cravos

Os cravos são responsáveis pela aderência — conhecida também como grip — em uma trilha. Também determinam a tração e segurança na hora de passar por galhos, pedras, cascalhos, etc.

Cravos baixos e mais próximos são voltados para terrenos secos, duros e com poucos obstáculos. Este tipo de desenho do pneu também oferece mais velocidade ao pedal. Enquanto cravos altos e espaçados são feitos para locais enlameados, e com muitas dificuldades, onde é preciso ter bastante estabilidade.

A quantidade e o formato dos cravos nas laterais dos pneus para MTB também são fundamentais para a estabilidade em curvas. Muitos cravos prometem bastante estabilidade, enquanto menos, pouca.

O design: banda de rodagem

A banda de rodagem é o “meio do pneu”, ou seja, a maior área de contato entre os pneus para MTB e o terreno. Conforme a disposição, o formato, e o tamanho dos cravos nesta área, você terá facilidade ou dificuldades!

Quanto mais uniforme ela for, mais velocidade você ganhará no pedal, quanto mais cravos separados, maior será sua estabilidade e grip em lugares “cascudos”.

Os tipos de material: arame ou kevlar

Os pneus para MTB podem fazer você sofrer ou ‘operar milagres’ no pedal, dependendo muito do peso deles. E a escolha de um pneu de kevlar ou de arame é o principal fator da variação de mais ou menos gramas.

Pneus de arame são os mais comuns, que têm arame em sua lateral, para dar sustentação à borracha. Esses modelos são pesados, mas têm o benefício de serem mais baratos e acessíveis!

Pneus de kevlar são dobráveis, porque não usam o arame, e sim, uma trama de aramida muito resistente. Por serem mais leves e reforçados, também são mais caros, e, muitas vezes distantes para ciclistas em busca de custos menores — por isso, busque promoções!

As tecnologias: contra furo, tubeless, e selante para pneus

Além das características básicas que compõem qualquer pneu, como a largura, cravos, e armação de kevlar ou arame, há muitas outras nos pneus de mountain bike.

Há modelos no mercado, de marcas como Kenda, Maxxis, Schwalbe e Continental, que contam com proteções contra furos na própria borracha. Isso é um ponto muito interessante, já que as mountain bikes passam por qualquer terreno, e sempre tem um pedaço de vidro ou arame no chão, para furar o pneu!

Outra tecnologia de alguns pneus é para usá-los sem câmara, a chamada tubeless. Este recurso exige um aro preparado para esse sistema, além do uso do selante, um líquido que veda os furos. Isso também garante usar uma calibragem baixa no pneu sem correr o risco de furá-lo por qualquer pedrinha.

Independente se você busca os modelos mais simples ou os pneus para MTB mais avançados, escolha sempre aqueles que se encaixem ao terreno do pedal. Afinal, não é porque um pneu traz melhores tecnologias que ele necessariamente vai ser ótimo em qualquer solo!

Além disso, acertar a calibragem e sempre checar se o pneu está bem encaixado, ou precisando de troca, também garante mais segurança nas trilhas. Então, veja sempre esses pontos comuns dos pneus para MTB antes de fazer a sua escolha.

Para sempre ficar por dentro de dicas de bikes como essas e entender mais sobre as peças, siga a Bike Registrada no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram!