O mountain bike não para de crescer e alcança cada vez mais lugares e pessoas. Mas essas conquistas se devem a uma longa história do MTB, que começou como um esporte que nem sequer esse nome existia.

Diferente de bikes altamente tecnológicas, campeonatos de várias modalidades em muitos países, e um mercado gigante, antigamente o cenário do MTB não era assim. Tudo era adaptado e experimental, e cada ciclista praticamente “fazia” sua própria bicicleta.

Se você ainda não sabe como o mountain bike surgiu, não perca este artigo que vai a fundo na história do MTB e traz nomes e bikes mais importantes desse esporte!

A história do MTB começa morro abaixo na Califórnia

A história do MTB teve um começo bem inusitado, que a deixa ainda mais interessante do que já é. Tudo começou nos anos 1970, quando um grupo de malucos buscava diversão nos pedais além do ciclismo de estrada — já praticado na época.

Gary Fisher, Eric Koshi, Charlie Kelly, Joe Breese e Charlie Cunninghan eram os aventureiros que estavam prestes a revolucionar o mundo da bike. Eles pegaram bicicletas cruiser — para trajetos longos — e colocaram pneus largos para descer o Monte Talmapais, na Califórnia (EUA).

Ou seja, se falamos em descer montanhas, quer dizer sim que o mountain bike surgiu na modalidade do downhill!

Na época, essa aventura não era praticada nem por 20 pessoas, que adaptavam tudo para a diversão, desde a bicicleta até as roupas. Com essa condição, muitos bikers rodavam com roupas ao estilo lenhador e metalúrgico, sem capacetes, e até sem freios.

As primeiras inovações e upgrades do mountain bike

Dadas as condições precárias, principalmente das bikes, Gary Fisher, que também era ciclista de estrada e mecânico começou a fuçar nas bicicletas para melhorá-las. O “pai do mountain bike” adaptou freios de moto em sua bike Schwinn Excelsior, e também pôs marchas na até então single speed.

Esse feito o deixou mais veloz nas descidas, já que ele controlava melhor a bike em curvas, e também possibilitou que ele subisse morros. A vantagem foi nítida, já que seus amigos tinham que empurrar a bike na subida e não desciam na mesma rapidez que Gary.

Nesse ponto, a brincadeira começava a evoluir, e com isso passou a atrair curiosos, que iriam descobrir nos pedais pelas trilhas, um novo esporte e estilo de vida.

O nome “Mountain Bike” surge, junto de empresas

Logo que os amigos de Fischer viram as melhorias na bike do mecânico, eles começaram a pedir para ele fazer modificações nas próprias bikes. E claro, além do famoso piloto, outros bikers que também eram mecânicos começaram a fazer suas mudanças nas bikes. Era o princípio de um mercado.

Com a demanda cada vez maior de gente querendo bikes para descer morros, Fischer e Charlie Kelly então resolveram fazer sua própria companhia de bicicletas. E adivinhe qual foi o nome da empresa? Mountain Bikes!

O termo foi cunhado pelos então jovens empresários da bike. Antes da companhia surgir, as bikes simplesmente eram chamadas de “clunkers” e “trashmobiles”, que em português são tranqueiras e lixomóveis (!).

Mais um nome fundamental na história do MTB

Nesse momento, o também ciclista de montanha Tom Ritchey, teve participação muito importante na história do MTB. Ele criou sua empresa que leva seu sobrenome, focada em MTBs, além de vários projetos de bicicletas junto à Mountain Bikes.

Nesse estágio da trajetória do MTB mundial, esses novos empresários ciclistas partiram para o Japão, em busca de parceiros. Foi então que eles fecharam negócios com fábricas japonesas para produzir as primeiras bicicletas para trilha.

Na época, ver uma bike com pneus largos, marchas e guidão mais reto não era comum. Porém, com muita divulgação dos fabricantes e lojistas, e também com a crescente onda de pessoas descendo montanhas de bike, logo muitos consumidores entenderam o recado.

O primeiro campeonato de MTB

Alguns feitos desse começo da história do MTB mundial são de tirar o chapéu, ou melhor, o capacete.

O primeiro campeonato que aconteceu com as mountain bikes, foi o Repack Downhill, em 1976, e já levava o nome da modalidade. A disputa se concentrava em descer as montanhas no estilo time trial, ou seja, a disputa era pelo melhor tempo. A contagem era toda feita manualmente, com contadores de tempo analógicos, papel e caneta.

A primeira MTB produzida em série

Outro fato importante na história da MTB é a chegada da primeira bicicleta produzida em série para o esporte.

Em 1980 a Specialized, empresa do ciclista Mike Sinyard, lançava ao mundo a StumpJumper, que mudaria de vez o conceito do que era uma máquina para trilhas. Não é à toa que o modelo — claro, atualizado —, é fabricado até hoje, e ganha cada vez mais admiradores e muita tecnologia.

O MTB entra nas Olimpíadas

Depois de 1980, com cada vez mais Specialized StumpJumpers, e outras bikes de marcas novas invadindo lojas, o MTB já merecia seu espaço oficial.

Em 1990, a União Ciclística Internacional (UCI) reconheceu a modalidade como uma categoria de bicicletas oficial. Esse era o primeiro passo para promover provas oficiais e formar uma legião de novos atletas e equipes.

Já em 1996, o MTB chega ao patamar olímpico, nos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos. Um feito histórico, com provas de mountain bike masculina e feminina. No evento, os dois nomes que levaram os primeiros títulos da competição histórica foram a italiana Paola Pezzo e o holandês Bart Brentjens.

O mountain bike chega ao Brasil

No Brasil, o mountain bike chegou com força no final dos anos 1980, e em 1988 aconteceu o 1º Mountain Bike Cup na Fazenda Hotel Jatahy. O evento foi na cidade de Paraíba do Sul, no RJ, organizado pelo piloto carioca Marcos Ripper.

Daí em diante só foram progressos na direção do mountain bike brasileiro, tantos que temos até um dos melhores pilotos de cross country do mundo, Henrique Avancini.

A história do MTB não é estática e se resume só a esse artigo, mas sim é cíclica e feita a cada dia, por todos os ciclistas que amam esse esporte. Seja descobrindo uma nova trilha com amigos, e divulgando para mais ciclistas, ou ensinando alguém a trocar uma câmara, você contribui para que o mundo da bike seja sempre histórico.

Que tal continuar a ajudar a história desse esporte a ser cada vez mais conhecida? Compartilhe esse post em suas redes sociais!