O canote retrátil já agrada muitos ciclistas profissionais do mountain bike que precisam de alto desempenho nas maiores competições do mundo. Do mundo competitivo para o ciclismo amador, a peça prova ser uma ótima escolha para melhorar o desempenho em treinos e também para se divertir.

Fazer descidas difíceis jogando o corpo para trás e desviando do selim foi, durante décadas, uma forma de fazer um MTB técnico. Mas essa cena está mudando com novas tecnologias, e o canote retrátil é uma que comprova seus benefícios nos piores trechos.

Quer aumentar a performance no pedal e perder menos tempo ajustando a altura do selim no meio do caminho? Confira este artigo com tudo sobre o canote retrátil!

O que é o canote retrátil?

De forma simples e direta, o canote retrátil é um canote com um sistema hidráulico ou a ar, que tem a altura ajustada de modo remoto, durante o pedal. Ou seja, basta acioná-lo se você precisa jogar o corpo para trás para encarar uma descida forte, e depois voltá-lo à altura original para subir um morro.

O acionamento do sistema desse tipo de canote é feito pelo guidão, com um comando remoto, muito parecido com as travas hidráulicas ou mecânicas de suspensões.

Não há um padrão de tamanho para canotes retráteis, mas eles variam entre 130 mm a 150 mm. Além das opções de tamanhos, que atendem diferentes tipos de pedal, como o trail, cross country e enduro, alguns modelos contam com até três ajustes de altura.

Quais são as vantagens de usar um canote ajustável?

O uso de canotes retráteis é amplo no trail e enduro, modalidades em que a necessidade de descer e subir morros íngremes, é constante. Porém, como cada vez mais as trilhas estão técnicas e o estilo de condução de pilotos de XC fica mais agressivo, viu-se então que essa peça poderia ser aliada em provas.

Diante desse cenário do MTB atual, as vantagens de se usar um canote retrátil são muitas. Começamos pela maior mobilidade em fazer descidas extremamente técnicas e em alta velocidade, condições que exigem muito jogo de corpo do ciclista.

Aqueles velhos problemas de prender a camisa ou uma bermuda mais larga, no selim, são eliminadas com o uso de um canote ajustável. O canote retraído deixa o caminho livre para seu corpo se movimentar e dar mais agilidade ao pedal.

Além desse grande benefício, encarar estradões e subidas sem descer da bike e ajustar manualmente a altura do canote, fica simples. Isso poupa você de ter esses trabalhos, além de mantê-lo sempre em cima da bike, dando mais espaço ao desempenho.

Apesar de todas as ótimas vantagens, o upgrade também reserva outro lado. Seu peso que gira entre 500g e 600g, e o custo elevado tende a afastar seu uso por alguns ciclistas.

O canote retrátil serve para MTB e ciclismo de estrada?

Vale falar também que o canote com ajuste remoto surgiu para atender o MTB, mas não é de uso exclusivo de ciclistas do off-road. O uso do equipamento em road bikes e também em gravel bikes prova os mesmos benefícios de um pedal forte na terra.

As bicicletas de estrada também enfrentam percursos que desafiam os ciclistas a terem muito jogo de cintura, e o canote retrátil resolve algumas situações.

Fazer curvas a mais de 40 km com o canote baixo deixa com que o ciclista fique mais abaixado, melhorando a aerodinâmica. Isso garante mais estabilidade e velocidade em trechos que exigem essa movimentação de corpo.

Além disso, para as gravel bikes e também no ciclocross, com um canote de ajuste remoto é mais fácil e divertido encarar descidas com pedras, terra e raízes de árvores.

Se você já pensa em ter essa peça em sua bike para encarar competições e também fazer melhores treinos, o canote ajustável é uma boa escolha. Mesmo com o peso do sistema, os benefícios durante um pedal técnico são evidentes.

Conversar com ciclistas que já usam o sistema e perguntá-los sobre o que acharam da mudança nos pedais dará segurança para você fazer o upgrade. Vale também pedalar em terrenos que já está acostumado, com uma bike com o canote retrátil, assim você percebe na prática as vantagens de usá-lo.

Dê seus upgrades na bike e não esqueça de manter a segurança para pedalar. Faça o seguro da Bike Registrada, 100% online!