Uma mochila pode ser demais para guardar carteira, celular, kit remendo, e alguns alimentos. Mas, uma bolsa para bike pode fazer com que tudo isso caiba na medida certa, sem atrapalhar sua pedalada nas trilhas e fazer você suar nas costas. Então fica a dúvida: quais os modelos de bolsas ideias para levar na bike que acomodam itens essenciais para o seu pedal?

Não importa se você irá fazer um pedal curto ou longo, sempre terá de carregar algumas ferramentas e outros acessórios importantes. Objetos de uso pessoal são os primeiros da lista, como carteira e celular, e devem ser levados num espaço que proteja bem eles.

Veja diferentes tipos de bolsa para bike e todas suas vantagens!

Bolsa para bike: diferentes modelos para diferentes ciclistas

Bolsa de selim

A bolsa de selim é uma das mais antigas, e comuns de se encontrar nas lojas. Seu local de fixação é bem discreto e permite carregar equipamentos pequenos, como um kit de remendo e uma câmara reserva.

Algumas são grandes, e comportam bem mais do que se pode imaginar, como duas câmaras, espátulas, e um kit multiferramentas. A forma de fixar essa bolsa não tem segredo; a maioria usa velcros que passam pelos trilhos do selim e pelo canote.

A grande vantagem desta bolsa para bike é seu local de fixação, que deixa a bicicleta com um visual limpo. Além disso, ela fica no meio da bike, e o seu peso — ainda que mínimo — fica centralizado.

Bolsa de quadro

Existem dois tipos de bolsa de quadro: para o top tube, e a outra para o triângulo dianteiro.

Para top tube

A primeira ainda tem versões que podem ser presas tanto perto da caixa de direção, quanto no canote. A vantagem desse tipo de bolsa para bike é que ela fica em espaços mais práticos para pegar seus equipamentos.

E outro diferencial é que há bolsas com um compartimento para celular, com uma película de plástico, e buraco para passar o cabo de fones de ouvido. Isso permite que você use-o enquanto pedala, para ouvir músicas, atender chamadas e checar a hora!

Para triângulo dianteiro

Nesse modelo há várias opções de tamanho: de bolsas menores a grandes, que ocupam todo o espaço do triângulo dianteiro da bike. E quanto maior, mais equipamentos cabem!

Porém, o modelo grande fecha o espaço para o suporte de caramanhola, e se a sua bicicleta não tem outras furações para essa peça, fica difícil levar sua garrafa.

Bolsa de guidão

Uma bolsa muito usada para cicloviagens, bikepacking, e uso urbano, por ser funcional e grande o suficiente para carregar muitos suprimentos.

A bolsa de guidão é fixada por sistemas de encaixe em suportes instalados no guidão, o que garante boa rigidez e alto limite de peso. Ou também é apoiada por velcros largos, que facilitam a instalação e retirada do equipamento.

Vale destacar que boa parte das bolsas para guidão vem com alças removíveis, transformando-as numa bolsa comum para passeio. Essa é uma das razões que faz esse modelo ser o preferido por várias mulheres ciclistas!

Alforjes

Além destas bolsas menores que servem para itens pequenos, você também tem a opção do alforje, que não deixa de ser uma bolsa para bike!

Esse tipo é ideal para cicloviagens, ou uso diário da bike ao trabalho. Há modelos com apenas um lado, e outros com dois, que podem ser removidos com facilidade ou não. Além disso, você pode comprar alforjes impermeável, ou capas de chuva para eles. Ambas as opções são ótimas companheiras para aventuras mais extremas!

A desvantagem é que você precisa de um bom bagageiro, dianteiro ou traseiro, se quiser fazer o uso desse tipo de bolsa.

Vale lembrar que há mais tipos de bolsas, ideais para o bikepacking, mas que são bem grandes se o seu objetivo for levar poucos itens. E há modelos de bolsa para bike, seja para top tube, selim, ou guidão, impermeáveis, ou com capas protetoras. O que alivia muito a preocupação de molhar documentos, celular, e dinheiro!

Se você está em busca de uma boa bolsa para bike, é sinal de que está pedalando por longos percursos e precisa se preparar. E você já pensou que precisa de muita segurança para estes passeios também? Cadastre sua bike, gratuitamente, no maior sistema de registro de bikes nacional, e faça uma cotação de seguro para bicicleta em seguida.