Calor e pedal: uma combinação que exige bastante líquido para você suportar o exercício debaixo do sol. E se uma cerveja é a primeira bebida que vem à sua mente depois do treino ou passeio, cuidado. O álcool depois dos pedais é um vilão para o seu corpo.

No Brasil, país tropical que recebe sol o suficiente para chegarmos a temperaturas acima dos 30°C, á mais do que natural querer se refrescar. Principalmente quando o calor é combinado a uma atividade física, a sede vem com tudo.

Independente se você busca mais desempenho, emagrecer ou ter mais saúde, o álcool depois do pedal não é uma boa. Por isso, descubra neste post, todos os efeitos que o álcool traz ao organismo pós-pedal, e pense bem antes de beber uma gelada!

Beber álcool depois do pedal prejudica o ganho de massa muscular

Ainda que você ache que não precisa ter panturrilhas de velocistas, os músculos das suas pernas e corpo precisam se recuperar depois de um treino. A má notícia é que o álcool prejudica essa reconstrução muscular.

Beber álcool depois do pedal a capacidade do organismo de sintetizar proteínas. Essas são as substâncias que constroem as fibras musculares, dando mais rigidez, massa muscular e resistência ao seu corpo para os próximos pedais.

Por isso, não adianta comer aquele prato de massa com carne, pensando que eles vão dar força ao seu organismo, se você o combinar a uma garrafa de álcool.

Tomar bebida alcóolica depois de pedalar, desidrata seu corpo

Se você não sabe, aqui vai: o álcool tem efeito diurético, ou seja, estimula a eliminação de líquidos pelo corpo. Agora, combine isso ao seu corpo desgastado e cheio de sede depois de um pedal — desidratação na certa.

Qualquer bebida alcoólica tem esse resultado no seu organismo, independente se for depois do pedal. Durante as pedaladas, o corpo elimina muito suor, mesmo que o tempo esteja frio e o seu passeio seja em ritmo leve.

Ficar com a boca seca, sentir muita sede, ter sono excessivo e bater aquela moleza pelo corpo são alguns dos sinais da desidratação. Logo, para não ter esse problema, vá de água ou sucos naturais depois do pedal, que a sua saúde agradece.

Bike e porta-garrafas no quadro

Reduz a capacidade do seu fígado de metabolizar

Não precisa se preocupar em contrair uma cirrose pela diminuição da atividade do seu fígado ao beber álcool depois do pedal. Mas que ele vai ter seu funcionamento saturado, vai.

O fígado é o filtro do organismo, responsável pela seleção das substâncias e nutrientes que ficam e que vão embora do corpo, após a ingestão de comida e bebida.

Depois de um pedal, o seu organismo está sobrecarregado, com o fígado trabalhando a todo vapor, metabolizando tudo o que foi liberado durante o treino. Beber álcool, por menos que seja a quantidade, vai saturar o órgão que já está no limite.

Logo, tomar alguns goles de álcool vai fazer com que a função do fígado seja reduzida, o que consequentemente prejudica a absorção de substâncias, e também a eliminação de toxinas.

Deixa o corpo menos preparado para os próximos pedais

Tudo o que o seu organismo precisa depois de um bom pedal a passeio ou de treino pesado, é recarregar as energias e ter um bom repouso, para ficar mais forte depois. Com o álcool, esse processo é bastante afetado.

Com a redução do funcionamento do fígado, o corpo não terá a recomposição que precisa. Desse jeito, em seu próximo pedal os seus músculos não terão a resistência que precisam para encarar alguns quilômetros a mais.

Mesmo diante de todos esses fatos sobre os efeitos do álcool no seu organismo, depois de alguns goles pós-pedal, você ainda não quer abrir mão da bebida? Tudo bem, você pode beber depois de várias horas do treino.

Assim, você vai garantir que a bebida não prejudique sua recuperação, e você vai garantir esse prazer que é beber.

Siga nosso Facebook, Instagram, YouTube e Twitter e receba conteúdos sobre bike, saúde e alimentação, treinos e tudo sobre esse esporte, em seu feed!

Crédito das imagens: Pexels