Fazer um pedal por lugares diferentes é uma descoberta e tanto. Para isso, nada melhor do que trilhar por roteiros de cicloviagens pelo Brasil. Afinal, espaço e trilhas é o que não faltam nesse país gigantesco, com muitos pontos turísticos para se visitar.

Quando falamos em viajar de bike é preciso levar em conta o tamanho do trajeto e sua dificuldade. Para fazer um planejamento de tudo o que você vai ter que levar, para não ficar no meio do caminho a deriva.

Com tudo preparado, é hora de escolher qual destes roteiros de cicloviagens você vai fazer com seus amigos!

Roteiros de cicloviagens incríveis pelo Brasil

Confira as rotas, particularidades de cada trecho e prepare sua bike e suas pernas para roteiros surpreendentes.

Cunha à Paraty

Roteiros de cicloviagens, Cunha à Paraty

Visual de Paraty para apreciar ao final do roteiro de poucas horas de pedal

A rota que liga a cidade paulista ao município histórico de Paraty é um prato cheio para aventureiros. Com aproximadamente 55 km totais, o roteiro faz parte da Estrada Real, o famoso caminho que o império português percorreu e demarcou durante o Brasil-Colônia.

O trajeto é marcado por subidas muito íngremes, trechos com asfalto, pontos sinalizados, descidas íngremes e visuais espetaculares. Um caminho que pede boas fotos no percurso e claro, pausas para se alimentar e reabastecer as energias.

Depois de encarar um dos roteiros de cicloviagens mais inusitados como esse, nada melhor do que um banho de mar curtindo o visual de Paraty, antes de voltar para casa.

Veja como se preparar para viajar de bike.

Leia o que levar de ferramentas para pedais longos.

Caminho da Fé

Roteiros de cicloviagens, Caminho da Fé

Caminho da Fé: muito chão de terra e fôlego para vencer o trajeto imenso

Não é preciso ser religioso para fazer o Caminho da Fé, caminho conhecido pelo Brasil e mundo pela peregrinação de milhares de pessoas ao local. Se você vai sair de sua cidade natal, seja de qual lugar do país for, deve tomar em conta esse ponto de partida.

Para quem é de São Paulo, o trajeto total é estimado em aproximadamente 490 km, passando por 28 cidades entre São Paulo e Minas Gerais. Ou seja, uma verdadeira prova de resistência sob duas rodas para você.

Você pode fazer paradas pelas cidades e se hospedar em pequenos hotéis e pousadas, para garantir o descanso ao corpo e mente. Já se o seu negócio é fazer um “pedal raiz”, leve sua barraca de acampamento e monte a sua própria morada itinerante.

Ao final do trajeto, vale uma foto no Santuário Nacional de Aparecida, e para quem gosta de agradecer, uma oração dentro do espaço. Curiosidade: esse é o maior templo católico do país, e o segundo maior do mundo.

Rota Márcia Prado

Roteiros de cicloviagens, Rota Cicloturística Márcia Prado

Entrada de onde se pega uma balsa para chegar ao início da Rota Márcia Prado

A Rota Márcia Prado detém um dos maiores passeios ciclísticos do país, todo final de ano. O roteiro que vai da cidade de São Paulo ao litoral santista é feito por milhares de cliclistas, em dezembro.

O trajeto pode ser feito a partir de diferentes pontos de saída dentro de São Paulo, desde que você chegue à Rodovia dos Imigrantes para dar início à descida. Mas de maneira geral, seu ciclocomputador vai bater uma marca entre 60km a 80km rodados.

Esse é um dos roteiros de cicloviagens que mistura trechos de terra, asfalto e muito limbo, então vá devagar e tenha pneus com cravos para não escorregar. Ainda, vale ir com um grupo grande de pessoas e ter um seguro de bicicleta, pois há relatos de roubos de bike ao final do trajeto.

A história da Rota Márcia Prado

A Rota Márcia Prado ganhou esse nome em homenagem a ciclista que foi atropelada e faleceu em 2009, na av. Paulista em São Paulo. Sua última cicloviagem foi no trecho que liga as cidades de São Paulo e Santos.

Em vários anos, agentes de segurança pública impediram que milhares de ciclistas descessem o caminho. Porém, em 2018, a rota foi oficializada como trajeto estadual, o que determina que o poder público deve garantir a segurança do local, bem como o livre direito de as pessoas de circular de bike por ali.

Não se esqueça de que para fazer qualquer destes roteiros de cicloviagens, você deve se prepara fisicamente, por meses antes. Também, coloque a bike no seguro se ela ainda não está, para garantir que o seu passeio seja muito mais tranquilo.

Pedale com segurança: faça o seguro de bike na Bike Registrada! Simples, rápido e 100% online!